Como saber se meu cão precisa de mais cálcio

Em qualquer etapa da vida, principalmente quando está em crescimento, o seu cão precisa ingerir boas quantidades de cálcio. Dessa forma, a saúde óssea do animal estará garantida até a velhice. A dieta diária do mascote deve incluir a quantidade adequada desse nutriente para um desenvolvimento saudável. Existem alguns sinais que indicam que o seu cachorro está com deficiência de cálcio. Quer saber quais são eles? Continue com a gente e leia este artigo.

Cálcio nos cães: o que você precisa saber

Antes de mais nada, saiba que o cálcio é um dos nutrientes mais importantes na vida de um cão, desde filhote, já que ele auxilia na formação e fortalecimento dos ossos. Se queremos que nosso animal de estimação cresça forte e saudável, é muito importante que ele consuma a dose adequada desse mineral através dos alimentos.

mudanc%cc%a7as-de-comida

Não importa se o cachorro possui uma dieta “caseira” ou baseada em razões industrializadas, o importante é a dose diária de cálcio. Se não for atendida, é provável que ele sofra de problemas ósseos, como fraturas nas patas. A deficiência desse nutriente pode provocar doenças como o raquitismo, uma condição caracterizada pelo crescimento insuficiente e estrutura óssea menor que a de outros cães com a mesma idade.

Um filhote precisa ingerir 320 mg de cálcio por kg de peso diariamente. No caso de adultos, a quantidade diminui para 120 mg por kg. Leve esses dados em consideração para evitar que o animal exceda a ingestão recomendada (algo que também pode ser prejudicial para a saúde).

Como diagnosticar a falta de cálcio em cães?

Existem várias maneiras de descobrirmos que nosso animal de estimação não está ingerindo a dose correta de cálcio para a sua idade e peso. Observar o corpo do cão é a melhor forma de diagnóstico.

Por exemplo, se o animal não cresce o suficiente em relação a outros cachorros (os irmãos são um bom indicador), mesmo se alimentando bem ele está muito magro, ou se os ossos estão finos e marcando a pele.

Além disso, espasmos musculares e convulsões também são sinais de alerta. Nesse caso, fique atento, já que as causas podem ser outras (e mais graves) e consulte um veterinário o mais rápido possível para um check-up geral.

Os cães com deficiência de cálcio podem apresentar outros sintomas, como taquicardia, desorientação, sensação de fatiga ou arritmias cardíacas. Em todos os casos, consulte um profissional de confiança.

Fontes de cálcio para os cães

O veterinário poderá receitar rações especiais ou o uso de suplementação especial na comida. Apesar de boas, essas não são as únicas opções. Existem fontes “caseiras” de cálcio ao alcance de suas mãos e que farão muito bem ao seu animal.

filhote-um-novo-amigo

A casca de ovo finamente triturada (utilizando um moedor ou liquidificador, por exemplo) e misturada no alimento do pet é uma excelente opção se o seu cachorro sofre com falta de cálcio.

Os ossos de outros animais (como os de frango, comprados em açougues), também podem ser úteis. Alguns donos os oferecem inteiros ao cão e outros preferem triturá-los, misturando-os na ração.

Os derivados de leite também são grandes fontes de cálcio (algo que todos nós sabemos) e alguns podem ajudar nossos peludos a serem mais saudáveis. O iogurte, por exemplo, permite deixar a ração seca mais saborosa e é muito gostoso para o paladar canino. O melhor é que ele seja light, com baixo teor de gorduras. O queijo é outra opção interessante. Recomendamos que dê ao seu cão o queijo tipo cottage, mas sem exageros.

Você também pode incluir peixes na alimentação do cão para aumentar os níveis de cálcio em seu organismo. Atum, sardinhas e trutas são as melhores opções. Mas cuidado, certifique-se de que o peixe esteja cozido, caso contrário poderá irritar o estômago do animal e causar doenças bacterianas.

Por último, se o seu animal gosta de verduras ou está acostumado a comê-las sem problemas, não hesite em oferecer a ele espinafre, brócolis e batata doce.