Como saber se meu gato tem alergias?

Um gato tem alergias quando seu sistema imunológico está muito sensível a algumas substâncias as quais ele está exposto todos os dias e começa a identificá-las como perigosas. Espirros, tosse, prurido da pele, olhos lacrimejantes, infecções de ouvido e vômitos são alguns dos sintomas. Mas a que tipo de substâncias ele pode ser alérgico e como tratar?

Quais tipos de alergias um gato pode ter?

Quando os gatos comem alimentos que provocam alergia, geralmente eles têm problemas gastrointestinais como diarreia ou vômitos.

Em gatos, essa situação pode ocorrer em qualquer idade. Existem algumas substâncias as quais eles tendem a serem mais sensíveis.

Algumas dessas substâncias incluem poeira, pólen, mofo, produtos de limpeza, medicamentos, fumaça de cigarro, plástico entre muitos outros.

Os sintomas podem ser sazonais ou locais e, muitas vezes, começam nos gatos ainda jovens e pioram com a idade.

A dermatite alérgica causada por pulgas também é muito comum em gatos. Existem 15 diferentes alérgenos na saliva deste tipo de inseto que pode causar uma reação em gatos. Apenas uma picada é suficiente para desencadear esse tipo de reações.

Se você acredita que seu gato é alérgico, consulte com o seu veterinário. Após a realização de um exame, o profissional irá determinar a origem da reação alérgica.

Muitos animais diagnosticados com alergia alimentar exigirão dietas caseiras, mas isso deve ser feito em conjunto com um especialista, pois requer uma proteína especial e o equilíbrio dos alimentos deve ser realizado cuidadosamente.

A melhor maneira de tratar as alergias é eliminar os alérgenos do ambiente ofensivo. Neste sentido, é importante evitar o contato com produtos químicos e plantas que podem ser tóxicas.

A dermatite de contato é outra forma de alergia. É causada pela exposição do gato a um material ao qual ele se tornou hipersensível ou alérgico.

Ela ocorre algumas horas após o contato com o material responsável pela alergia. Plantas, lã ou medicamentos podem ser a causa.

Os sintomas podem incluir coceira nas áreas onde não há muitos pelos. As áreas típicas incluem o queixo, as orelhas, os dedos dos pés, no ânus e na barriga. Ela normalmente causa vermelhidão, bolhas ou espinhas.

Alergias em gatos

As alergias alimentares representam 57% das causas de coceira nos gatos. Elas podem aparecer depois dos cinco meses. Embora a grande maioria dos casos ocorra entre a idade de 2 e 6 anos.

Há uma distinção entre intolerância alimentar e as alergias. Esta última pode causar diarreia ou vômitos. Felizmente, isso pode ser eliminado com uma dieta livre dos agentes ofensivos.

Vários estudos têm mostrado que existem alguns ingredientes que são mais propensos a causar alergias alimentares. Em gatos, os mais comuns são a carne de vaca, de cordeiro, os frutos do mar, o milho, a soja, os produtos lácteos e o glúten de trigo.

O principal sintoma é a coceira na pele e também pode incluir a perda de pelos.

Também, os poluentes do ambiente, a sensibilidade ao pólen e o estresse podem causar asma em gatos. Para alívio a curto prazo, um veterinário poderá prescrever medicamentos que desobstruirão as vias respiratórias. No entanto, corticosteroides podem ser usados para um tratamento a longo prazo.

Em relação ao tratamento, o veterinário pode prescrever cortisona ou esteroides para ajudar a controlar as alergias ao pólen. Anti-histamínicos como Benadryl podem ser usados, mas funcionam melhor como prevenção.

No caso de coceiras na pele, você pode usar um shampoo e suplementos de ácido graxos que podem ajudar a prevenir a infecção da pele.

Como prevenir alergias

Como prevenir as alergias em gatos

-Minimize a exposição do seu gato aos alérgenos suspeitos.

-Dê a ele um alimento de alta qualidade.

-Dê ao seu gato um suplemento com ácidos graxos, que fornecem propriedades anti-inflamatórias benéficas e melhoram a qualidade de sua pele e pelos.

Use aço inox ou vidro como pratos de comida e limpe-os regularmente.

Escove os pelos de seu gato regularmente.

Lave as roupas de cama do seu bichano com detergente ou sabão hipoalergénico e com água quente.

-Utilize produtos para combater as pulgas de seus animais de estimação e, regularmente, leve-os ao seu veterinário para que ele faça os controles necessários.