Como saber se o seu cão precisa de um psicólogo?

Já faz um tempo que escutamos sobre os psicólogos para cães e sempre há um cético que não acredita que esse tipo de profissional seja necessário. No entanto, com o passar do tempo, ficou mais do que provado que eles são muito importantes para a saúde mental e emocional dos animais. Não há dúvida de que melhoram o ânimo e a vida deles.

Os psicólogos de cães não tratam apenas os problemas mentais, mas também ajudam aqueles animais que apresentam problemas de temperamento. Eles são essenciais para os bichos que parecem ter uma inteligência superior ou apresentam comportamentos indesejáveis.

Neste artigo, conheça algumas das necessidades que os cães podem ter. Por que às vezes precisam consultar um psicólogo e como encontrar um bom profissional canino?

Problemas emocionais, um motivo para procurar um psicólogo para cães

cao_no_psicologo

Embora o seu cão esteja bem cuidado, ele pode passar por algumas situações que o fazem desenvolver alguns problemas emocionais, como:

  • Permanecer muito tempo sozinho em casa. Quem dera todos os membros da família não trabalhassem ou tivessem uma jornada diária menor. Com a crise e a situação econômica precária que assola o mundo, muitas pessoas têm que apertar o cinto. É algo compreensível para todos, menos para o seu cão. Estar sozinho em casa por muito tempo pode fazer com que ele fique estressado e ansioso. Em alguns casos, também pode desenvolver problemas de comportamento.
  • Sentir-se rejeitado. Pode ser que um novo bebê tenha chegado em casa e, embora saibamos que você ama o seu cão, é possível que o tenha deixado um pouco de lado sem perceber. O problema é que o seu animal notou isso e pode começar a apresentar problemas emocionais que necessitam da ajuda de um psicólogo.
  • Mudança. Se você mudou de casa há pouco tempo, é provável que o seu cão não tenha se adaptado muito bem e comece a apresentar comportamentos inadequados. Os psicólogos também estão capacitados para tratar desses casos.
  • Cães adotados. A maioria dos animais adotados veio de lugares onde foram maltratados. Isso pode ter causado um trauma no animal, fazendo-o ficar deprimido, assustado em excesso ou até agressivo.

Por que um psicólogo

Embora a maioria desses casos possam ser atendidos por um veterinário, que estão plenamente capacitados para isso, o mais recomendado é se dirigir a um psicólogo. Ele é o profissional que está preparado para tratar o tema e ir até a sua raiz.

Também existem casos de cães que não passaram por nenhuma das situações descritas acima e que mudam de comportamento de repente e sem causa aparente. Isso é um sinal de um problema ou doença mental. Um psicólogo para cães saberá diagnosticar o problema e solucioná-lo.

O importante agora é saber como escolher um bom profissional caso o seu animal de estimação necessite de um.

Como escolher um bom psicólogo de cães

Para escolher um bom psicólogo de cães ou até mesmo saber se nosso peludo realmente precisa de ajuda especializada é importante seguir alguns passos:

cao_piso_branco

  • Converse com seu veterinário. Ele é quem melhor poderá determinar se o seu animal precisa ou não da ajuda de um psicólogo. Existem veterinários capacitados para tratar certos problemas emocionais e mentais, mas eles podem determinar a gravidade da situação e encaminhar o cão a um profissional. O próprio veterinário pode recomendar alguns psicólogos.
  • Corrigir atitudes inadequadas dos donos. Em alguns casos, os problemas comportamentais dos cães são causados por atitudes inadequadas dos próprios donos. Um bom psicólogo avaliará isso como uma causa inicial antes de cobrar dezenas de sessões e ou prescrever medicamentos para o seu animal.
  • Busque referências. Converse com outros donos que tenham levado cães a um veterinário. Se não conhece ninguém, procure por informações a respeito em sites e fóruns na internet. O grau de satisfação das pessoas com um determinado psicólogo pode ajudá-lo a escolher o melhor profissional.