A companhia entre um cão e uma pessoa não necessita de palavras

Não são preciso palavras para a comunicação

A companhia entre um cão e uma pessoa não necessita de palavras. Só calor, olhares de alma. Um cão e seu companheiro humano alcançam tal nível de simbiose, de conexão, que não é necessário dizer nada para se compreenderem.

Quantas vezes ao dia temos a sensação de que abundam sinais, incluindo os olhares? Entre nós há um pacto não escrito, através do qual tudo ganha sentido. Não são necessárias palavras para sabermos que nos amamos e nos entendemos.

Possivelmente, esta é a conexão que sustenta a magia do vínculo afetivo entre a amizade de duas espécies que, embora a princípio pareça que têm pouco a ver, não poderiam estar mais unidas.

O excepcional da comunicação com o cão

Como já sabemos, os cães são excelentes comunicadores. Entretanto, é importante que estejamos atentos ao seu corpo e aos seus gestos, pois seus movimentos são puro encantamento.

cão-com-mulher-deitados-palavras

Neste sentido, o cão sempre procurará uma maneira de se fazer entender com o olhar, com os gestos e com os seus comportamentos. De fato, quantas vezes pensamos que só “falta falar”?

Isto é porque a comunicação com os nossos queridos amigos transpassa qualquer tipo de fronteiras. É um intercâmbio que só precisamos escutar com o coração. Quando há cumplicidade, as palavras não são necessárias.

É como a relação de um casal apaixonado, um cão e seu irmão humano desenvolvem seu próprio idioma, suas carícias, seus abraços e seus costumes. Esta é uma união que permanecerá por toda a vida, imutável…

Não há olhar tão puro como o de um cão

O olhar do cão é puro, aberto e sincero. Nada tem a esconder e nada finge, apenas ama a sua família, a protege de todo mal e garante seu bem-estar.

Seus olhares são de alma, dos olhos do coração, que se alimentam do amor e do carinho mais incondicional e nítido que existe. Através de seus gestos podemos decifrar um mundo inteiro, porque precisamente para eles, nós somos o seu universo.

Assim, um cão vive constantemente dependente de seu dono, de como ele está, de quando volta para casa, do tempo que passará com ele, das brincadeiras, da comida, de seus sonhos, de seus olhares. De tudo.

Os cães são grandes comunicadores que não necessitam de palavras

Os cães se comunicam com o seu corpo e sua voz de maneira universal, transmitindo assim diferentes estados de ânimo e emoções, como a alegria, a tristeza, o tédio, a ternura, etc.

Assim, como sabemos, se queremos falar com o nosso cão, só temos que observá-lo e compreender como ele nos transmite suas emoções e intenções. Isto é importante porque embora os animais costumem ter uns padrões fixos de comunicação, cada um desenvolve sua própria maneira de transmitir e de falar conosco e com o resto do mundo.

Como podemos intuir, o animal mais do que decifrar o significado das palavras, compreende através da entonação, do ritmo e da intensidade do tom de nossa voz.

Coração de mão e pata

Para obter isto, é essencial que dediquemos tempo para fortalecer os laços que nos unem, a conhecer um ao outro e a criar uma boa atmosfera no lar. Neste sentido, também é importante que haja normas básicas de convivência tanto com os seus congêneres como com sua família humana.

Do mesmo modo, se o cão associar que quando transmite um determinado estado de ânimo, os seus donos correspondem e lhe entendem, o animal se sentirá integrado e aceito no núcleo familiar, o que terá como consequência que este seja um animal mais feliz.

Assim, para desenvolver a compreensão, temos que dedicar tempo, falar com ele, brincar e deixar que se ele expresse para que o entendamos. Desta maneira, conseguiremos falar “canino” com perfeição.