Conheça os parasitas mais comuns em cães

Os parasitas são seres irritantes e que incomodam os nossos animais de estimação, podendo transmitir doenças para eles e para nós. Por isso é muito importante manter essas pragas controladas, mas para isso, é preciso reconhecê-las. Este artigo irá ajudar você a conhecer os parasitas mais comuns e como tratá-los.

Os parasitas mais comuns em cães

Existem centenas e centenas de parasitas, mas selecionamos os quatro mais comuns e que são também os mais perigosos. Eles são ectoparasitas, ou seja, habitam a pele do animal, e podem transmitir bactérias e vírus potencialmente mortais para o seu bicho de estimação.

A pulga

cachorro_cocando_pulga

Ela é sem dúvida um dos parasitas mais comuns nos cães. Todos sabemos a coceira irritante que uma pulga causa em nossos amigos peludos e a incrível velocidade com que botam ovos (6 mil é a quantidade máxima) e, em pouco tempo, infestam a pele do animal.

A pulga se alimenta de sangue quente, não importa se humano ou animal, e gosta de locais aquecidos. Por isso, é muito importante que você mantenha a casa limpa, principalmente embaixo e atrás dos móveis, das almofadas e de qualquer canto escuro e quente.

Ainda que a infestação por pulgas seja comum e normal, esses parasitas podem transmitir doenças aos cães, como a bartonelose ou a dipilidiose.

A melhor forma de combater esses parasitas é colocar um colar antipulgas em seu cão, manter a casa sempre limpa e usar inseticidas específicos. Alguns remédios caseiros também são eficazes.

Flebótomo

Esse é o parasita causador da Leishmaniose, sendo o portador da bactéria Leishmania.

A doença não tem cura e o cão deverá se medicar por toda a vida se tiver a sorte de não ser infectado com a forma grave e morrer. A melhor forma de prevenir que esse parasita infeste o seu animal é utilizando antiparasitários.

Carrapato

Você pode achar que esse é um dos parasitas mais simples e inofensivos que existem, bastando encontrá-lo e retirá-lo da pele de seu cão, mas está enganado.

Um único carrapato por matar o seu cão, fazendo com que ele desenvolva Babesiose, Erlichiose ou Doença de Lyme. Algumas dessas doenças são mortais, portanto, fique atento ao seu animal e faça uma inspeção diária, especialmente se ele passa muito tempo fora de casa, no jardim ou quintal.

Ao encontrar um desses parasitas em seu cão, não o arranque de uma vez. Utilize luvas para que ele não o infecte e, com a ajuda de pinças, puxe lentamente o parasita, certificando-se de que ele saiu completamente. Caso contrário, partes do carrapato podem permanecer no seu bicho de estimação, causando infecções ainda mais graves.

Mosquitos

banho_cachorro

Estamos falando desses pequenos e irritantes insetos voadores que se alimentam de nosso sangue e que podem causar muitos problemas de saúde em nossos cães.

Se o nosso cachorro for picado por um mosquito infectado pelo parasita Dirofilária, pode contrair Filariose, uma infecção pulmonar grave e que pode provocar a morte do animal. Esse parasita é popularmente conhecido como “verme do coração”, pois uma vez dentro do corpo, toma a forma de um verme e adentra no coração e nos vasos sanguíneos mais importantes, obstruindo-os e podendo causar a morte do cão.

Para evitar que esses parasitas infectem o seu animal, o melhor é conversar com um especialista para que ele indique a melhor forma de desparasitar continuamente o seu cão. Ainda que o normal seja realizar o procedimento a cada seis meses, o veterinário pode indicar outras alternativas.