Conheça o Pastor Suíço

Se você está pensando em adotar um animal de estimação, nós o parabenizamos. Com a incorporação deste novo membro à sua família, você vai desfrutar de uma infinidade de experiências gratificantes. Também, você depositará o seu amor em um novo amigo que demonstrará a você uma fidelidade dificilmente comparável.

Se você ainda não está certo de que animal escolher, hoje falaremos sobre uma opção perfeita, o Pastor Suíço.

História do Pastor Suíço

Filhotes de Pastor Suiço

Foi no ano de 1899 quando o capitão de cavalaria Max Emil Frederick von Stephanitz adquiriu o Hektor Linkrshein, o primeiro cão que foi registrado como um Pastor Alemão, o qual tinha como avô um cão pastor de cor branca.

Devido a estes antecedentes, este animal pôde transmitir a toda sua descendência o gene da cor branca. Desta forma, a princípio, esta classe de cães podia ser tanto de cores escuras como de claras e, inclusive, brancos.

Nos anos 30, na Alemanha, começou a ser considerado que os cães alemães brancos eram inferiores e prejudicavam a raça. Isto se deu devido ao fato de estarem convencidos de que estes pastores brancos eram albinos, portanto eram portadores de defeitos congênitos que poderiam transferir aos seus descendentes.

Um grave erro, já que ter uma pelagem branca não significa que tenham que ser albinos, já que neste caso, um cão albino possui uma pele pálida e uns olhos azuis muito claros. Algo que não acontecia com o Pastor Alemão branco, portanto ele também não era portador de nenhuma classe de doenças genéticas.

No entanto, esse temor foi suficiente para que o padrão regular do Pastor Alemão fosse revisto, excluindo dele os cães brancos.

A consequência foi que a partir deste momento, os cães brancos já não eram mais utilizados para a reprodução e, inclusive, os cães que nasciam brancos eram sacrificados. A obsessão chegou a tal ponto que, após a Segunda Guerra Mundial, o pastor alemão branco era considerado como uma aberração.

Felizmente, em outros países, não se pensava da mesma forma e nos Estados Unidos e no Canadá, esses cães continuavam sendo criados sem terem nenhum tipo de doença, é claro.

Mas isto durou pouco, já que nos anos 50 o clube norte-americano do Pastor Alemão seguiu o caminho marcado pelos alemães e tirou também os cães brancos do padrão regular oficial. A partir disso, esses cães só podiam ser inscritos no American Kennel Club, e não no clube da raça.

Um acontecimento determinante foi quando a criadora norte-americana Ágata Burch, foi viver na Suíça com um pastor branco chamado Lobo.

Lobo, igual a outros cães americanos e europeus que também foram importados, deram início a criação deste tipo de cães e ao nascimento da raça na Europa. Posteriormente, a Sociedade Canina Suíça reconheceu este animal como uma raça, dando-lhes o nome de Pastor Suíço.

Após tantas contrariedades, hoje em dia, ele é um cão muito apreciado por suas muitas qualidades, como veremos a seguir.

Características físicas do Pastor Suíço

Sua altura costuma estar entre 60 e 66 centímetros no caso dos machos, enquanto as fêmeas não costumam passar dos 61 centímetros. Quanto ao peso, nos machos fica entre os 30kg e 40kg e, nas fêmeas, entre os 25kg e os 35kg.

Quanto ao aspecto geral destes cães, podemos dizer que é muito similar ao do Pastor Alemão, só que no caso do Pastor Suíço, ele é branco, mas geneticamente podemos dizer que é idêntico ao Pastor alemão.

Suas extremidades são vigorosas e delgadas, conta com uma cabeça esbelta e orelhas triangulares. A pelagem é abundante, lisa e áspera.

Personalidade do Pastor Suíço

Cães pastores

Ainda que ele tenha uma personalidade calma e tranquila, o Pastor Suíço sabe defender aquilo que considera seu e se mantém sempre alerta e vigilante.

É fácil de se adestrar, já que costuma ser muito obediente e entende bem as ordens humanas. Precisa praticar exercícios físicos e ter contato humano para não se tornar ansioso ou entediado.

Ele é ideal para conviver em família, já que é um amigo perfeito tanto para as crianças como para os adultos, além de ser muito carinhoso. A característica de estar sempre atento ao que acontece ao redor, faz com que ele não goste muito de estranhos.

Como vimos, o Pastor Suíço é um cão com uma curiosa história e também uma opção maravilhosa como animal de estimação para quem está pensando em compartilhar a vida com um amigo peludo de quatro patas.