Conselhos para manter sempre fresca a comida de seu cão

comida

Se com frequência a comida de nossos cães estraga e não sabemos o que fazer para mantê-la fresca, há conselhos muito úteis. O primeiro é esvaziar o conteúdo do pacote em um recipiente com tampa. Temos que levar em conta que a comida dos cães também tem componentes que, ao entrarem em contato com o ambiente, vão se deteriorando. Pensemos o que ocorreria com a nossa comida, a de seus donos, se fosse mal armazenada. Por exemplo, algumas bolachas empacotadas durante muito tempo.

Alguns conselhos interessantes para que a comida de nossos amigos permaneça fresca

comida

  • É importante adquirir a quantidade de alimento necessária para duas semanas, ou um mês no máximo, mas não mais do que isso.
  • Assim como fazemos com a comida destinada aos membros humanos de nossa família, temos que revisar o prazo de validade do alimento que compramos para o nosso pet.
  • Uma vez comprada, na hora de armazenar, conservaremos a comida o máximo de tempo em seu mesmo pacote. Já aberto, fecharemos o melhor que possamos, para que não tenha contato com o ambiente.
  • Se for possível, colocaremos o pacote já aberto, e fechado de forma manual, em algum recipiente que também tenha fechamento hermético, e colocaremos esse recipiente em um lugar fresco e seco, seguindo as instruções do fabricante.
  • É fundamental proteger estes produtos dos raios de sol, que poderiam acelerar sua degeneração.
  • Na hora de dar o alimento, há comedouros que facilitam a ingestão de forma mais lenta para o cão, reduzindo riscos de indigestão e obesidade.

Comprar excesso de alimentos

É sabido que os sacos de ração grandes costumam ser mais econômicos do que os menores, comparando o preço por quilograma. O importante é que saibamos conservar a comida para evitar jogá-la fora por ter estragado.

O primeiro a fazer é calcular o tempo que vai durar o saco e nos fixar no prazo de validade. Por exemplo, se o animal come 300 gramas por dia e compramos um saco de 15 kg, temos que pensar que durará 50 dias e a ração não irá estragar antes dessa data.

Se nosso amigo canino tiver um paladar muito exigente, temos que considerar que os saborizantes e aromatizantes vão perdendo intensidade a partir do momento em que se abre o saco, portanto os últimos quilos de ração serão menos apetitosos do que os primeiros.

O armazenamento

Como vimos, é fundamental proteger a ração em recipientes corretos e mantê-la bem isolada da umidade, do oxigênio, do calor e da luz solar direta. Os melhores materiais para esses recipientes são o metal e o vidro, porque são totalmente inertes, mas muitos recipientes plásticos também podem ser ideais.

O lugar onde a ração ficará alojada deve ser escuro e fresco. Colocar o saco ou o recipiente em um local alto é muito positivo para a boa conservação de seu interior. Também é aceitável colocar embaixo uma madeira ou uma plataforma com pernas que a mantenha bem isolada da umidade do chão e com uma ventilação adequada. A umidade favorece o desenvolvimento de mofo, que não só prejudica o sabor da comida, mas também pode ocasionar toxinas muito perigosas para a saúde de nosso amigo de quatro patas.

A comida úmida, as latas

Quanto à comida úmida, a que adquirimos em latas, essa costuma ter uma vida muito mais longa enquanto a lata permanece fechada. Uma vez aberta, é preciso consumir seu interior em três dias, no máximo. Além disso, temos que tirar o conteúdo e introduzi-lo em um recipiente com tampa dentro do refrigerador, para evitar assim que ela resseque ou adquira um aroma desagradável.

Os snacks

galletas-caes

Os snacks serão conservados de forma adequada se seguirmos a indicação feita na embalagem pelos fabricantes, respeitando as condições de armazenamento. Os que vêm em sacos com fechamento hermético não necessitam de outro tipo de recipiente, mas se estiverem em sacos plásticos comuns ou caixas, é conveniente os guardar em um recipiente com tampa hermética, para manter assim seu sabor e evitar que eles ressequem em poucos dias.

O mesmo ocorre com os outros tipos de alimentos caninos, a ideia mais importante é tentar não acumular muito produto. Sempre é preferível e terão mais qualidade os alimentos que adquirirmos em menor número, o mais próximo possível de sua fabricação e empacotamento.