Conviver com um animal de estimação beneficia a gravidez

Animal de estimação beneficia a gravidez

É um medo comum nos casais que esperam um bebê e têm um animal de estimação saber que problemas isso poderia acarretar na saúde da mamãe ou na do pequeno. Mas os mitos que se propagaram durante anos por todo o mundo não são mais do que isso: mitos. Porque longe de poder causar dano ao feto ou à mamãe, ter um animal de estimação beneficia a gravidez e também é benéfico para a saúde de ambos.

Porém, por mais que amemos ao nosso cão, ele não é uma pessoa e teremos sim que tomar algumas precauções. Vamos ver neste artigo como um animal de estimação beneficia a gravidez e as precauções a serem tomadas.

Como um animal de estimação beneficia a gravidez

Grávida e cachorro

O simples fato da futura mamãe levar o cão para passear já melhora o ritmo cardiovascular dela e, por consequência, é benéfico para a saúde do bebê.

Caminhar diariamente também reduz os riscos de obesidade que podem causar partos prematuros. Por outro lado, como já dissemos em muitas ocasiões, um cão melhora o estado de humor e aumenta a nossa felicidade, e o mesmo ocorre no caso da futura mamãe.

Isso diminuirá grandemente a possibilidade de depressão ou estresse na grávida e suprirá muitas das necessidades emocionais dela.

Como um animal de estimação beneficia o bebê

Uma mãe saudável traz ao mundo um bebê saudável. Por tudo o que foi dito anteriormente, qualquer melhoria de saúde que a mamãe venha a ter, será transmitida ao bebê.

Por outro lado, depois que a criança nasce, já se comprovou cientificamente que um bebê que cresce na companhia de um animal de estimação será mais forte e saudável, pois por estar em contato com um número maior de bactérias, o sistema imunológico dele será forçado a se fortalecer.

Além de tudo isso, uma criança que cresce com animal de estimação será mais sensível e feliz. Porém, também há precauções a serem tomadas, vejamos quais.

Precauções a serem tomadas com o nosso animal de estimação durante a gravidez da dona

As primeiras precauções a serem tomadas têm a ver com a higiene do animal de estimação. É que agora o sistema imunológico da mamãe deverá trabalhar para duas pessoas, por isso pode ser mais fácil contrair algum tipo de infecção ou bactéria.

Segundo uma ginecologista, a regra de higiene para com o animal de estimação durante a gravidez inclui que a grávida evite, por todos os meios possíveis, recolher ou ter algum tipo de contato com os excrementos. Os animais expelem pelas fezes um parasita chamado Helminto, que pode causar doenças na mulher grávida, embora não seja um risco muito grave.

Se não se puder evitar recolher os excrementos, a futura mamãe deverá fazê-lo sempre com luvas e extremando ao máximo as precauções de higiene.

Também deve-se evitar o contato com as lambidas e a boca do animal. Os nossos animais comem tudo o que veem pela frente e é fácil que a boca deles esteja cheia de parasitas e bactérias que podem pôr em perigo a saúde da mamãe e do feto.

Grávida com cachorro

E, é óbvio, não se pode esquecer das vacinas, o cão deverá tomar todas as vacinas obrigatórias. Apenas como mais uma medida preventiva.

Mas como você vê, um animal de estimação não é um risco durante a gravidez, apenas leve em conta as medidas preventivas que lhe falamos e desfrute da companhia de seu animal de estimação fazendo com que ele participe desta mudança radical na vida de sua família humana.

Não mantenha o seu bebê longe dele, temos certeza de que você não encontrará um guardião e uma babá melhor do que o seu animal de estimação. Eles amam os bebês e por nada lhe causarão danos, protegerão e cuidarão do bebê além até da própria vida deles.

Este artigo é mais um exemplo de que não podemos acreditar em tudo o que dizem, pois, os mitos não têm nenhuma base e nem fundamento. Mas como sempre, em “Meus Animais”, nós nos apoiamos nos últimos estudos e provas científicas para que os nossos conselhos sejam aceitos por você com total tranquilidade. Agora você já sabe como um animal de estimação beneficia a gravidez.