Criaram um tradutor de emoções para cães

Que os cães utilizem sua cauda como uma ferramenta imprescindível para sua comunicação, não é novidade para quase ninguém. Mas que uma empresa tenha criado um instrumento que, quando encostado no rabo do animal, atue como um tradutor de emoções para cães, é uma inovação que só o tempo dirá se será útil para os humanos e cômoda para os animais de estimação.

Para entender um cão terá que entender os movimentos de sua cauda

cão-passeio1

A companhia tecnológica DogStar, com sede em Nova Iorque, desenhou um dispositivo portátil que, conforme afirmam seus inventores, é capaz de traduzir as emoções de nossos amigos de quatro patas através dos movimentos de sua cauda.

O dispositivo em questão se chama TailTalk e é um sensor ultra leve que se coloca na cauda do cão para que capture os patrões de movimento do animal com o passar do dia.

Os inventores explicam que a cauda é no cão como o sorriso nos humanos e que atua como a interface social do cão. Estes afirmaram de forma contundente:  “entender a cauda é entender o cão”.

Como funciona o tradutor de emoções para cães

Mark Karp, um dos fundadores do DogStar, explica que o dispositivo utiliza um acelerômetro combinado com um giroscópio para captar os movimentos do rabo.

Assim, tentou-se reunir toda a informação obtida nos últimos anos sobre os diferentes significados dos movimentos da cauda destes animais, traduzindo assim, suas emoções.

Para financiar a produção maciça, os responsáveis pelo DogStar estão realizando uma campanha no site Indiegogo, com o objetivo de arrecadar os 100.000 dólares que necessitam.

“Enquanto eu tiver um cão comigo, jamais me sentirei sozinho, porque o tenro olhar e o movimento de sua cauda me dizem: “você é a razão de minha vida, eu te amo”.

-Antonio Clement-

Usos práticos do TailTalk

Os criadores do TailTalk supõem que o dispositivo será de muita utilidade para que os donos possam saber à distância, e em tempo real, o estado emocional de seus animais de estimação através de um aplicativo em seus telefones. Assim, eles poderão se inteirar de como se sentem quando ficam sozinhos na casa ou quando estão com seus passeadores.

Possivelmente também ajude aos “cachorreiros” a começarem a entender, pouco a pouco, a rica linguagem corporal dos peludos. É que, embora o rabo possa ser considerado a melhor opção que estes animais têm para se comunicarem, o certo é que não é o único recurso, as orelhas também informam muito. Mas além disso, para nos fazer conhecer seus estados de ânimo e expressar suas emoções, eles também utilizam:

O que nos diz a cauda do cão

Quase a totalidade dos movimentos da cauda dos cães tem um significado, seja para seus donos ou para outros cães. Contaremos a seguir alguns detalhes:

  • Rápidos e de um lado para o outro: agitação, felicidade e alegria. E também impaciência e nervosismo.
  • Em círculos: empatia, diversão, espírito lúdico.
  • Curtos e rápidos: se além disso tem as orelhas dobradas para trás e mostra os dentes, é que está disposto a atacar.
  • Levantada e com a ponta para cima: demonstra autoridade. Significa que é o cão dominante.
  • Levantada, mas curvada: indica confiança e autocontrole.
  • Estendida horizontalmente: está emprestando atenção a algo que atrai seu interesse.
  • Estendida horizontalmente e tensa: se também tiver o pelo arrepiado, há o risco de enfrentamento se invadirem seu território.
  • Baixa, afastada das patas traseiras: está tranquilo, relaxado e à vontade.
  • Baixa, perto das patas traseiras e com rápidos movimentos laterais: mostra insegurança e intranquilidade.
  • Entre as patas: indica medo e temor de ser agredido. Também pode significar submissão ante o chefe da matilha.

Não a mutilação de rabos e orelhas

cão-salto

Seja para você mesmo interpretar o seu animal de estimação, ou para receber a distância uma prova litográfica de seu estado de ânimo, é fundamental que não corte seu rabo e suas orelhas.

  • Além de ser um ato cruel e desnecessário, você estará privando o seu cão de ferramentas fundamentais para ele poder se socializar e evitar problemas de comportamento.

Deixaremos um último dado: o movimento do rabo ajuda na emanação do aroma dos feromônios que os cães têm nas glândulas anais, outra das importantes vias de comunicação utilizadas pelos cães.

Imagem cortesia do Gil.