Cuidado com o tom de voz ao falar com o seu cão

Algumas pessoas dizem que os cães são animais irracionais sem sentimentos e que não entendem nada que dizemos. No entanto, foi comprovado que eles também têm sentimentos, principalmente os cães, e sabem diferenciar muito bem o tom de voz que é empregado por você.

A forma como falamos com o nosso cão pode influenciar muito na maneira como ele nos responde. Além disso, podemos saber se eles se sentem queridos ou rejeitados. É claro que eles não conseguem entender o que dizemos como se fossem humanos, mas conseguem detectar os tons de voz e se sentem de uma maneira ou de outra.

Veremos a seguir por que isso é tão importante.

Cuidado com o seu tom de voz

O tom de voz é uma coisa que nos ajuda a cuidar daqueles que amamos. Mas então, você não ama o seu cachorro? Temos certeza que sim, e, por isso, queremos ajudar para que fale com ele utilizando um tom de voz que reflete todo o seu amor. Vejamos em que situações você deve se atentar ao seu tom de voz.

cão-obediente1

  • Quando for treiná-lo. Sabemos que é preciso ter muita paciência para ensinar um cão a fazer algumas coisas, como dar a pata, ir ao seu encontro, soltar um objeto ou qualquer outra coisa. Os resultados não são imediatos e isso pode fazer com que percamos a cabeça, fazendo com que mudemos o nosso tom de voz. Mas a raiva só faz com que o animal se sinta mal. Tenha paciência e tome cuidado com o seu tom de voz nessa situação. Não deixe que o seu animal de estimação se intimide. Além de fazer com que o que você esteja ensinando tenha o efeito contrário, ele também não irá aprender nada.
  • Quando for dar ordens. Todos os cães são travessos, e, com certeza, o seu também é. Eles sempre mordem as coisas, pegam um dos nossos chinelos ou até mesmo fazem xixi sem querer em algum momento. Se perdermos as estribeiras nessas situações, faremos com que o nosso cão sinta medo quando nos veja. E é provável que ele continue desobedecendo para evitar você ou como ato de rebeldia.
  • Quando está passeando. É possível que o seu cão se exercite tanto quando for passear com você que fique puxando a coleira e, às vezes, chegue até a desobedecer. Se você o levar à praia e o soltar, ele pode ficar tão animado que pode esquecer de obedecer e continuar correndo como um louco, ignorando suas chamadas. Não se desespere e não mude o seu tom de voz. Fale com o seu animalzinho com carinho.
  • Quando for falar com ele. Dedique um tempo para falar com o seu cão com um tom suave para deixar claro para ele o quanto você o ama e o quanto você é feliz quando está com ele. Isso fará com que ele se sinta querido e lhe corresponderá com muito carinho.

Controle as suas emoções

Muito bem, mas e nas situações nas quais o seu tom de voz muda, o que deve ser feito para que o seu cão obedeça e para você conseguir controlar melhor as suas emoções?

cão-obediente

  • Distraia a sua atenção. Você pode atirar perto dele uma bola ou mostrá-lo os seus brinquedos favoritos para que atenda a sua chamada.
  • Dê recompensas. Toda vez que ele obedecer às suas ordens, ofereça uma guloseima ou um pedacinho daquele presunto que ele gosta tanto. Desse modo, o animal irá entender ou relacionar as suas ordens com algo positivo e estará mais disposto a obedecer. E você vai conseguir controlar o seu tom de voz.
  • Brincadeiras. Brinque com o seu animal de estimação para que ele não lhe veja só como autoridade, mas também como um amigo. Utilize as brincadeiras como uma forma de ensiná-lo e ele se tornará mais receptivo. Isso irá ajudar você para que o seu tom de voz seja mais suave.

Ninguém gosta de ser tratado com um tom de voz rude ou grosseiro, por isso, o seu cão também não gosta. Consegue-se muito mais com amor e paciência do que com autoridade e má educação. De fato, na maioria dos casos, a falta de educação consegue exatamente o contrário.

Se você acha que o seu tom de voz tem sido um problema na sua relação com o seu cão, ainda está em tempo de mudar essa situação. Siga os nossos conselhos e você notará as diferenças em breve.