De que cuidados um cão adulto precisa?

Sim, isso é um fato. Seu lindo filhotinho se tornou um cão adulto. A infância dele tinha que passar. Mas o fato é que o seu filhote agora um cão adulto e isso não significa que você possa se descuidar dos cuidados e atenções que ele precisa.

É um compromisso de vida que deve ser adaptado às características de cada etapa, como você já sabe. E o mesmo acontece se você acaba de adotar um cão adulto.

Necessidades de um cão adulto

Cão tomando banho

O começo da idade adulta de um cão varia de acordo com a raça. Os cães pequenos costumam chegar a maturidade aos 9 ou 12 meses; os médios, a partir de 12; os grandes, aos 15 e, os gigantes, perto dos dois anos.

Contaremos a você alguns fatos sobre como encarar mais uma etapa de desenvolvimento de seu animal, agora que seu cão atingiu a idade adulta.

Treinamento

A socialização e a educação de um cão dura toda a sua vida. E, enquanto é verdade que um cão adulto pode ser mais antissocial do que um filhote, também é verdade que ele aprende mais rápido e tem mais capacidade para assimilar o que lhe ensinamos.

Exercício

Não se esqueça da cota diária de exercícios para o seu cão, seja uma caminhada ou mesmo deixá-lo correr solto e brincar em um lugar seguro.

Lembre-se que o sedentarismo contribui para o aparecimento de doenças e para mudanças de comportamento. Se um animal não se exercitar o suficiente, tenderá a se tornar inquieto e nervoso. E também aumentar o seu peso.

Banho

Ainda que queiram convencer você do contrário, os cães não devem tomar banhos com frequência, para evitar que a capa protetora da pele e a pelagem sejam prejudicadas. O período entre um banho e outro deve ser de, no mínimo, um mês.

É importante utilizar um xampu especial para cães. Não use os de humanos, já que eles foram desenvolvidos para um pH diferente e pode causar alergias nos cães.

Evite que entre água nos ouvidos e sabão nos olhos, também é importante mantê-lo afastado das correntes de ar.

Escovação da pelagem

Se o tipo de pelagem requer escovação, não se esqueça de fazê-la. O descuido com os pelos de seu cão, cria nós que favorecem infecções de pele e a proliferação de parasitas externos.

Cuidados com a saúde e nutrição

Ração para cães

Ainda que o seu cachorro se mostre saudável, nunca se dê por satisfeito. Nos cães adultos, por exemplo, pode ser comum o aparecimento de cistos.

É importante que você o observe periodicamente e com atenção e, diante de qualquer indício de que algo não anda bem, leve-o de imediato ao veterinário. Alguns sinais de alerta são:

  • Perda de apetite;
  • Rejeição de água;
  • Aumento ou diminuição súbita ou progressiva de peso;
  • Lentidão ou rejeição para brincar ou fazer exercícios;
  • Micções frequentes ou escassas;
  • Fezes com sangue ou moles;
  • Diarreia;
  • Vômitos persistentes;
  • Salivação em excesso;
  • Respiração irregular;
  • Pelagem sem brilho.

Não deixe de cumprir com o calendário de vacinas. Esta é uma boa desculpa para visitar o veterinário e aproveitar para checar o estado geral de saúde de seu cão.

Um cão adulto tem que ser revacinado a cada ano, durante toda sua vida. E a desparasitação deve ser periódica, já que ele se expõe constantemente ao risco de contrair parasitas.

Os ovos e larvas dos parasitas habitam os lugares que seu animal frequenta durante seus passeios: ruas, praças, jardins, parques caninos, etc.

Você também deve controlar os parasitas externos, principalmente as pulgas, porque elas hospedam em seu interior larvas de tênias que, ao serem ingeridas, completam seu ciclo de desenvolvimento dentro do corpo do animal.

Consulte também o veterinário sobre as necessidades nutricionais de seu cão nesta etapa de vida. Ele saberá te aconselhar levando em conta o tamanho, a raça e o estilo de vida de seu animal.

O ideal é que, o chamado melhor amigo do homem, alimente-se 2 vezes ao dia durante toda a sua vida adulta. Dessa maneira, você evitará o risco de uma sobrecarga no trato digestivo, que poderia provocar uma torção gástrica.

Além de tudo, é fundamental que você o alimente sempre na mesma hora. Assim, você conseguirá que o organismo de seu animal funcione como um reloginho e também será possível saber quando ele irá defecar, permitindo a você organizar seus passeios e demais atividades.

Mas o mais importante de tudo é que seu cão receba sempre carícias e palavras carinhosas de sua parte. Resumindo, que você o ame, independente de ele ser um filhote, um cão adulto jovem ou um idoso.

Créditos da imagem destacada: Roiz Roiz.