Cuidados que podem salvar a vida do seu cão

Cão

Como sempre falamos aqui na página do Meus Animais, ter um cão é uma responsabilidade muito grande, já que o bicho de estimação é completamente dependente de nós. Às vezes, o animal se envolve em acidentes que poderiam ter sido evitados se os donos tivessem tomado os cuidados necessários.

Sabemos que você ama o seu cão e que faria qualquer coisa por ele. Por isso, hoje mostraremos 7 cuidados que podem salvar a vida de seu amigo de quatro patas em algumas situações. Em cada caso, daremos exemplos do que poderia acontecer com o seu animal e como a medida preventiva salvaria a vida de seu cão.

1 – Coloque um microchip ou uma placa identificadora

Cão segurando coleira

Essa é uma das primeiras coisas que devemos fazer quando adotamos um filhote. Além disso, é uma norma obrigatória em muitos países. Mas por que isso salvaria a vida de seu cão? Muito simples. Caso o animal fuja de casa, se for encontrado por alguém e levado para um canil e constatarem que ele não possui um microchip ou não encontrarem o dono, será sacrificado.

Também pode acontecer do cão se perder e ficar sem ter o que comer e, caso seja encontrado, não saibam como devolvê-lo ao dono. O seu animal de estimação pode acabar vivendo nas ruas, inclusive chegando a morrer de fome ou em brigas com outros animais.

2 – Sempre use coleira ao levá-lo para passear

Ainda que o cão seja um animal que se destaca pela obediência, lembre-se que todos nós cometemos deslizes e, às vezes, o seu cachorro pode não te obedecer. Levá-lo para passear com coleira pode evitar muitos problemas, inclusive salvar a vida de seu animal de estimação. Alguns cães são um pouco medrosos e também existem aqueles que podem se aproximar de outros animais e tentar fugir.

Um cão que não usa coleira ao passear pode acabar correndo em direção à rua e ser atropelado. Ele também pode ir atrás de outros cachorros e começar a brigar, o que pode causar ferimentos graves ou até mesmo a morte de seu grande amigo.

3 – Vigiá-lo sempre que sai para a rua

Mesmo que você coloque a coleira em seu cão é muito importante que cuide dele como se ele fosse uma criança de dois anos que levamos pela mão. Por quê? O seu cãozinho pode comer algo na rua que esteja estragado, seja tóxico a ele ou o faça engasgar. Fique de olho!

4 – Não se esqueça das vacinas

Mesmo sendo obrigatório, algumas pessoas esquecem de vacinar o cão. É vital que você coloque o calendário de vacinação de seu bicho de estimação dia. Essa é a única forma pela qual ele poderá lutar contra algumas doenças que podem afetá-lo ou cães próximos.

5 – Desparasitá-lo

Os parasitas, tanto internos como externos (pulgas e carrapatos) são perigosos, transmitindo doenças muito graves. Os parasitas internos podem causar desidratação no animal, levando-o a morte. Um bom programa de desparasitação é a melhor prevenção.

6 – Use cinto de segurança durante as viagens

Cachorro andando de carro

Quem nunca levou o bicho de estimação para viajar em seu carro? É muito bom tê-lo ao nosso lado e saber que ele também está aproveitando a viagem. Esqueça tudo isso e coloque o seu cão no banco de trás, de preferência em uma caixa transportadora ou cadeira adaptada, com o cinto de segurança afivelado.

Você encontra em lojas especializadas assessórios que o deixarão mais tranquilo durante o trajeto. Por que isso é importante para vida de seu cão? Em caso de acidente, ele estará seguro e não sairá do lugar.

Se estiver solto dentro do carro, pode querer ficar com você e causar um acidente, pondo em perigo a vida de todos os passageiros.

7 – Esqueça os ossos

São muitos os mitos que cercam os ossos. Alguns dizem sim, outros não, enquanto existem aqueles que dizem não aos ossos de galinha e sim para outros de origem diferente. A verdade é que todos os tipos de ossos podem soltar lascas e causar danos no organismo do animal, ficando presos na garganta ou no estômago.

Se você ficar atento a todos esses pequenos detalhes, estará demonstrando todo o amor que sente pelo seu cão que, com certeza, terá uma vida longa e feliz.