Como cuidar de seu cão no inverno

cuidar de seu cão no inverno

Quando se aproxima o inverno, costumamos tomar certas precauções para que as baixas temperaturas nos afetem o mínimo possível. Os animais de estimação não devem ficar fora desses cuidados. Por isso, hoje contaremos como cuidar de seu cão no inverno.

Os peludos e o frio

Salvo algumas raças resistentes ao frio, como as nórdicas, os cães sofrem com as baixas temperaturas da mesma forma que os humanos. Portanto, não descuide de seu peludo durante as baixas temperaturas.

Além disso, tenha especial cuidado se seu cão sofre de alguma enfermidade, sobretudo de origem respiratória, ou se for:

dormir-com-um-cao

  • Filhote
  • Idoso
  • De raça pequena
  • Um animal de poucos pelos

Uma boa alimentação para cuidar de seu cão no inverno

Uma dieta nutritiva, equilibrada e de boa qualidade é a base para que tanto os humanos como os animais de estimação se mantenham saudáveis. Portanto, em épocas de frio, não deixe de dar ao seu amigo peludo um alimento –caseiro ou comercial– adequado para seu tamanho, idade e características particulares.

Um cão bem alimentando terá suas defesas altas e a possibilidade de que ele adoeça serão menores. Mas não confunda qualidade com quantidade. Assim, não superalimente o seu animal de estimação. Isso o levará ao sobrepeso. E lembre-se das consequências negativas que esta condição gera tanto em pessoas como em animais.

Além disso, como o mais provável é que seu peludo reduza sua atividade física em dias de frio extremo, dê muita atenção a quantidade de comida que você dá a ele. Ante a menor dúvida, consulte o veterinário para que ele indique as quantidades convenientes.

Os cães sofrem no frio tanto ou mais que as pessoas. Por isso, é importante que você saiba como cuidar de seu cão no inverno, fornecendo uma boa alimentação, higiene adequada e proteção contra o frio, entre outras coisas.

Cuidados para com os cães que permanecem no quintal das casas e durante os passeios

O ideal é que, diante das baixas temperaturas, o animal permaneça boa parte do tempo dentro da casa. Mas se você insistir em deixá-lo fora, procure fazer com que ele esteja bem protegido. Lhe proporcione uma casinha que o mantenha isolado da umidade, da chuva e do frio.

Além disso, tente planejar as saídas em horários em que faça menos frio. E nos dias em que as temperaturas estiverem muito baixas, reduza o tempo dos passeios. E vista-o sempre com uma roupinha adequada. Tenha às mãos também um casaco impermeável, caso chova.

O importante é evitar as mudanças bruscas de temperatura. Não é bom que, se o animal estiver em um ambiente quentinho e, de repente, você o leve à rua sem nenhum tipo de proteção.

Mas, embora o tempo de exercícios e de brincadeiras se reduza no exterior, procure, na medida de suas possibilidades, manter o seu animal de estimação ativo tanto física como mentalmente– com alguma atividade que possa ser desenvolvida no interior da casa.

Cuidar de seu cão no inverno, outros fatores a serem considerados

cao-inverno-2

A pelagem dos cães é uma das principais ferramentas para que ele se defenda das mudanças climáticas. Portanto, se passou pela sua cabeça a ideia de levá-lo ao banho e tosa para cortar seus pelos, adie a tosa até a primavera. Mas, escove-o frequentemente para manter seu manto de pelos bem cuidado e remover os pelos mortos.

Quando for dar banho nele, faça isso em um lugar quente e afastado das correntes de ar. Embora ele possa resistir, utilize um secador de pelos para evitar que ele passe muito tempo molhado. E se você notar que seu nariz e as almofadinhas das patas estão um pouco ressecadas pelo frio, passe algum produto recomendado pelo veterinário para estes casos específicos.

Antes que o inverno se instale definitivamente, leve o seu amigo ao veterinário e verifique se todas as suas vacinas estão em dia e se ele está livre de parasitas. É muito importante que o bichinho esteja protegido contra a tosse dos canis, que pode ser a porta de entrada para outras enfermidades mais complicadas.