Descubra, com o tradutor de latidos, o que o seu cão está dizendo

Dentre todas as peculiaridades dos cães, os latidos representam uma das mais representativas, não só devido à sonoridade, mas também porque quando eles latem, eles querem dizer alguma coisa.

Em muitas ocasiões, isso já representou algum problema para nós, já que nem sempre conseguimos interpretar corretamente o que eles desejam nos comunicar. Por isso, saber o que o nosso amigo de quatro patas está nos dizendo se tornou o grande desejo por parte de uma série de cientistas, e se tornou realidade.

Uma coleira para traduzir latidos

cão-coleira-antilatido

Como conseguiram fazer isso? Acontece que uma prestigiosa companhia de empreendedores escandinavos chamada Nordic Society for Invention and Discovery criou uma coleira que denominaram No More Woof, que conta com um setor de eletroencefalografia e uma interface que liga o cérebro ao computador, além de conseguir detectar e analisar os padrões neuronais dos pensamentos do cão.

Uma vez que isso ocorre, o dispositivo permite que tudo o que o seu amigo de quatro patas pense, seja registrado em um computador de placa única, Raspberry Pi, para depois processar toda a informação e traduzir para a língua que você preferir através de um alto-falante ou de um aplicativo no seu dispositivo móvel.

Segundo afirma Eric Calderón, um dos criadores desse impressionante gadget, o segredo principal para o desenvolvimento e funcionamento consiste em “utilizar a tecnologia existente em outra área”, porém não é algo tão complicado como muitas pessoas podem imaginar.

As emoções que podem ser interpretadas

É importante destacar que mesmo que não se tenha conhecimento com exatidão de tudo que os nossos adoráveis cães pensam, a companhia escandinava revelou que já conseguiu estabelecer todos os padrões de algumas emoções que os cães podem sentir, dentre elas:

  • Cansaço;
  • Felicidade;
  • Tristeza;
  • Curiosidade por uma pessoa ou por outro animal;
  • Fome.

Longe de se limitarem a esses tipos de emoções, os criadores já asseguraram que esse impressionante dispositivo poderá determinar efetivamente outras emoções que os nossos cães sentem ou pensam quando se comunicam através do latido.

Além disso, revelaram que esse é um trabalho que irá evoluindo paulatinamente, e que em breve serão laçadas novas funcionalidades no tradutor dos cães, como diferentes vozes predeterminadas que se adaptem às características do pequeno amigo de quatro patas, e uma maior opção de línguas para poder escolher.

É importante destacar que a empresa escandinava conseguiu realizar uma campanha com êxito na Indiegogo para obter o financiamento e poderem posicionar efetivamente o dispositivo no mercado, superando o objetivo econômico que se havia planejado depois de conseguir 227% de patrocinadores.

Por que os cães latem?

Cachorro uivando

Mesmo que os latidos representem uma das características principais desses adoráveis animais, é importante conhecer a razão pela qual eles se produzem.

E nem sempre os cães latem porque se sentem ameaçados, ou como um gesto de intimidação para proteger os seus donos, de fato, muitas vezes eles podem agir dessa forma por estarem sofrendo problemas de saúde.

estresse, por exemplo, é um dos maiores causadores dos latidos dos cães, pois nas situações em que o cão se encontra tenso ou incomodado, ele se sentirá bastante estressado e tentará aliviar essa incômoda sensação mediante tal ação.

Em diversos casos, o estresse nos cães pode ser produzido devido a solidão, já que quando você não está com eles ou os deixa sozinhos por muito tempo, poderá ser gerada uma tristeza ou tédio, e o bichinho irá latir para tentar apaziguá-los.

Por outro lado, a frustração também é um fator que desencadeia essa ação no melhor amigo do homem, uma vez que essa costuma ser a resposta natural ante situações em que aquilo que eles desejam não pode se materializar, como por exemplo, que seus donos brinquem com eles ou simplesmente queiram sair para passear.

Mesmo assim, existem outros fatores que podem fazer com que os nossos cães latam, estes são alguns deles:

  • Estímulos externos imperceptíveis, como outros animais ou uma pessoa estranha;
  • Muito entusiasmo diante uma determinada situação;
  • Problemas de saúde;
  • Adestramento inconsciente.

É importante destacar que mesmo que existam todos esses fatores, muitas vezes eles são difíceis de serem antecipados ou interpretados, por isso, o No More Woof será um produto que irá facilitar as coisas na relação do cachorro com o dono.