Discriminados por estarem com um cão guia

discriminados

Embora a maior parte das pessoas esteja sensibilizada com o fato de que os deficientes visuais precisam estar acompanhados por um cão guia em todos os lugares, infelizmente ainda há situações que incomodam a estas pessoas que têm o direito a fazer algo como todas as outras pessoas. Hoje vamos falar de vários destes casos e em que setores é mais comum que aconteçam problemas com este assunto, para tentar sensibilizar as pessoas para que os deficientes visuais não sejam discriminados por estarem com um cão guia.

“É minha visão, meu guia, minha sombra, minha luz”

discriminados

Estas são palavras textuais de Patrícia Carrascal, dada todas as vezes que alguém lhe pergunta o que a cadela Brilyn significa para ela. Brilyn é uma Golden Retriever que acompanha Patrícia a todos os lugares há seis anos. Patrícia assegura que não poderia dar um passo sem ela, que sua vida melhorou desde que a cadelinha entrou em sua vida e que não imagina mais como seria ter que viver sem a ajuda dela.

Embora em países europeus seja muito comum vermos pessoas cegas acompanhas por um cão guia, não se fala muito a respeito de como é a rotina delas. Patrícia, por exemplo, passou por uma situação embaraçosa e ela sabe também de muitos casos de amigos que já foram discriminados pelo mesmo motivo.

Ela foi ao médico e, quando estava na sala de espera, um dos responsáveis pela clínica lhe disse que ela teria que tirar o cão guia de lá, pois as normas do hospital proibiam a presença de animais em suas instalações. Apesar de Patrícia ter tentado explicar a este senhor que ela era cega e que necessitava da cadelinha Brilyn ao lado dela, este homem não pareceu se importar muito.

Patrícia obedeceu já que esta pessoa lhe disse que se esta situação não fosse de seu agrado, que ela poderia denunciar. E Patrícia, muito corretamente por sinal, não esperou que se passassem muitos dias para fazer uma denúncia contra o hospital e contra esta pessoa em particular. Denúncia esta que em “Castilla e Leão”, na Espanha, foi tida como válida, abrindo-se assim uma sanção administrativa contra o hospital e fazendo com que o gerente deste se retratasse.

Mais casos de discriminados por estarem com cão guia

discriminados

Uma senhora cega que entrou com seu cão guia em um estabelecimento frequentado por asiáticos em Madrid, foi atacada com um taco de beisebol por estar acompanhada de seu cão guia. Isto encheu de indignação à mulher que fez uma denúncia, além de indignar os habitantes de Madrid que não entendem como em pleno século XXI ainda possa haver pessoas com pensamentos tão retrógrados.

Os táxis costumam ser um problema neste assunto dos cães guia. Muitos taxistas se negam a levá-los dizendo que a tapeçaria ficará cheia de pelos e que a outros clientes podem ter alergias. Porém, sabemos que essa é tão somente uma das muitas desculpas para não levar um cão no carro.

Patrícia nos contou mais uma história. Quando ela estava procurando um apartamento para alugar, o dono de um deles se negou a aceitá-la, porque ele não estava disposto a colocar animais no apartamento.

Essas são situações contra as quais se pode lutar e ganhar, mas é um pouco cansativo querer brigar com todo mundo. Patrícia prefere não ir onde não se sente bem recebida.

Matilde Gómez da Fundação ONZE da Espanha aconselha que as pessoas cegas devem conhecer muito bem a lei e usá-la como uma arma de defesa. Se os conhecimentos sobre a lei não bastarem, deve-se pedir a presença do dono ou do encarregado do estabelecimento, e se não resolver, abrir uma queixa.

Se você presenciar algum caso deste tipo de discriminação não fique calado, atue, porque não há nada mais triste do que ver como algumas pessoas tentam impedir que determinados grupos sejam felizes simplesmente por não quererem evoluir em seus pensamentos com o passar dos séculos.

Esperamos que com o apoio de todos, logo não tenhamos que voltar a ouvir estes casos de discriminação por alguém estar acompanhado de um cão guia. E você, conhece casos de discriminados por estarem acompanhados de um cão guia? Compartilhe conosco.