É possível evitar as mordidas dos filhotes?

Com certeza, você já observou que os filhotes de cão passam muito tempo brincando mastigando objetos. Todas estas atividades são próprias dos pequenos, visto que estão testando os dentes. 

No entanto, quando os filhotes brincam com a gente, muitas vezes utilizam a boca para morder as mãos, as extremidades e a roupa das pessoas.

Esse tipo de comportamento pode parecer engraçado quando seu animal de estimação tem até aproximadamente sete semanas de idade, mas pode chegar a ser perturbador e preocupante quando supera os três ou quatro meses de idade.

Em relação às mordidas, é importante que você ajude seu cão a parar com esse comportamento e, para isso, você deve ensiná-lo como parar com isso. 

A primeira coisa que deve ensiná-lo é que as pessoas têm a pele muito sensível, por isso, deverá ser muito cuidadoso quando utilizar a boca. Nesse sentido, você tem que ser suave.

Como evitar as mordidas dos filhotes?

Filhote mordendo

A inibição da mordida é a habilidade que os cães têm para controlar a força e evitar a introdução de um objeto na boca.

Um filhote ou um cão que não aprendeu a inibir a mordida mordida com as pessoas, não reconhece a sensibilidade da pele humana. Portanto, morde muito forte, inclusive durante as brincadeiras. 

Alguns treinadores avaliam que um cão que aprendeu a usar a boca suavemente na interação com as pessoas, estará menos propenso a morder com força e machucar a pele.

Os filhotes geralmente aprendem a inibição durante uma brincadeira com outros cães filhotes. Se você olhar um grupo de filhotes brincando, verá muitas perseguições, saltos, um verdadeiro cenário de luta livre. Os filhotes se mordem entre eles por todas partes.

De vez em quando, um filhote morde o companheiro de brincadeira muito forte, que deixará de brincar, além de soltar um latido de dor. O culpado com certeza ficará surpreso com o latido e também deixará de brincar por um momento.

Porém, imediatamente, os dois companheiros de brincadeiras estarão de volta ao jogo de novo. Através deste tipo de interação, os animais aprendem a controlar a intensidade de suas mordidas para evitar os danos e continuar a diversão sem nenhuma interrupção. Esta lição também pode ser aprendida não só com os parceiros, mas também com as pessoas.

O que você tem que saber sobre as mordidas dos filhotes

Educando um cachorro

Quando brincar com seu filhote e acontecer uma mordida um pouco mais forte, lance imediatamente um grito agudo, como se estivesse ferido e deixe que seu cão perceba isso.

Isso vai assustar seu pequeno amigo e ele aprenderá a não causar danos. Inicie a brincadeira e, se ele tiver o mesmo comportamento, grite de novo para alertá-lo. Repita esses passos mais de três vezes num período de 15 minutos.

Outra opção para ensinar o cão de que sua pele não é um brinquedo é utilizando precisamente esse tipo de artigo. Como? Quando o animal tentar roer seus pés, dê-lhe um objeto para ele morder.

Fomentar formas de brincadeira sem contato também pode ser uma opção. Escolha entre jogar uma bola ou um brinquedo e outros jogos que não sejam bruscos. Se seu filhote morder seus pés e tornozelos, experimente dar para ele um brinquedo roedor. 

Definitivamente, proporcione muitas coisas interessantes e novas para brincar com eles e, assim, evitar que ele rasgue sua roupa ou faça dano.

Você também deve fazer o possível para que seu pequeno amigo libere toda a quantidade de energia que tem acumulada. Nesse sentido, o mais apropriado é que ele possa brincar com outros de sua espécie no parque ou em qualquer espaço ao ar livre.

Brincar e socializar com amigos é importante para o desenvolvimento do cão, além disso ele gastará muita energia e se sentirá menos motivado para procurar os seus pés e morder. Por isso, considere a possibilidade de inscrever seu animal de estimação numa boa aula de treinamento junto a outros exemplares.

Ele estará supervisado, curtirá e atenderá novas habilidades. Se você decidir por essa opção, não esqueça de ir em um treinador profissional.

Finalmente, quando brincar com seu cão, evite mexer os dedos no seu rosto. Faça coisas para animar a que morda. Mas não o desanime. Lembre-se que as brincadeiras estabelecem um forte vínculo entre cão e dono.