Aprenda a educar as emoções do seu cachorro

As emoções caninas

A primeira coisa que devemos levar em conta quando queremos educar as emoções dos nossos amigos de quatro patas é que as nossas emoções afetam eles. Isto é, como se costuma dizer, nenhum cão será equilibrado sem um dono que seja prudente.


Portanto, da mesma forma que os nossos animais de estimação, temos que aprender a gerir adequadamente e expressar nossas emoções se quisermos que nossos animais de estimação respondam da mesma forma.

No entanto, isso não deve te afligir, porque é um trabalho em equipe e se você souber lidar alcançará um bom desempenho.

A primeira coisa a fazer é trabalhar a si próprio, para que se possa alcançar a estabilidade emocional necessária para realizar o treinamento emocional e comportamental do cão.

Mão e pata formando coração

 

Conhecendo os estados emocionais de nosso cão

Os cães têm uma maneira muito específica e única para expressar emoções, sentimentos e vontades. Portanto, a primeira coisa que temos a fazer é saber como eles expressam alegria, medo ou desconforto.

Embora seja verdade que cada cão tenha um comportamento, existem padrões característicos que mostram reações emocionais muito antes deles alcançarem um pico de intensidade com isso. Isso significa dizer que os animais têm um instinto para se acalmar e se estabilizar.

Sobre isso, é importante conhecer as expressões do seu animal, os cães utilizam a linguagem corporal emitindo diferentes sinais de comunicação, seja com outros cães, com outros animais ou com os donos e outros membros do entorno de convivência do animal.  Esses sinais são denominados sinais de calma. 

É importante reconhecer como os cães usam esses sinais para entender ao máximo o seu cachorro e agir sobre as emoções e ajudar o cão a compreender situações emocionais complicadas e para celebrar com ele com alegria ou curiosidade.

Em seguida, deixamos uma imagem que vai ajudá-lo a aprender a discriminar as emoções do seu grande amigo:

 

Emoções caninas

Neste sentido, devemos examinar como podemos nos sentir com suas manifestações e vice-versa; como o nosso cão reage quando expressa raiva ou alegria.

Então, temos que assegurar que o cão não sinta medo de você e, se for o caso dele sentir isso, que você saiba demonstrar arrependimento e perdão. Por exemplo, o nosso cão deve saber que nós nunca vamos prejudicá-lo.

Educar os cães positivamente

O ideal é educar o nosso cachorro positivamente. A partir desta perspectiva, não se deve aplicar castigos ou gritar com os animais, mas não dar mimos, doces, carícias ou atenção quando eles se comportarem mal ou descumprirem as regras.

Assim, nossos cães devem obter a aprovação somente quando eles se comportarem de maneira correta. Portanto, devemos controlar nossas reações, para não confundir o cão. Você não está fazendo nenhum favor premiando-os quando não há nada que justifique isso, muito pelo contrário está ensinando que vale a pena manter o comportamento errado.

Normalmente, as pessoas cometem um grande erro na educação dos cães, que é punir as emoções dos animais. É necessário parar e analisar o porquê nossos amigos sentem medo, ansiedade, ameaça ou raiva.

Provavelmente, as reações a essas emoções são de punição, gritar ou puxar a coleira  ou  de reforço abraços e carinhos na esperança de que o cão se acalme.

Linguagem canina

 

Sobre isso, devemos fazer uma reflexão… Por que devemos punir nosso cão se ele está com medo? Por exemplo, é o mesmo que gritar com uma criança que tem medo de escuro, uma loucura não é mesmo?

Nestas situações, o que devemos fazer para equilibrar o nosso cão é permitir e incentivá-lo explorar ao redor, ignorando aquelas manifestações inadequadas.

Enquanto isso, se você abraçar o seu animal quando ele estiver ansioso, você  estará prolongando e até mesmo promovendo comportamentos ansiosos, juntamente com os sentimentos que ele traz.

Então, como podemos ver, educar as emoções de nossos cães não é algo que podemos aprender em um dia, mas  algo que requer observação, compreensão e comunicação com o animal.

 

Cachorro toca a mão

 

Assim, o animal vai começar a tolerar níveis mais elevados de emoção e aprender a canalizar e a resolver o problema. Ou seja, se por exemplo, você ajudá-lo a explorar o que ele teme, o medo vai diminuir.

A administração e a gestão das emoções caninas é uma responsabilidade dos donos para salvaguardar o bem estar do animal. Por esta razão, devemos começar a compreender e ensinar que ele é capaz de resolver a própria situação emocional.

Como podemos ver, a educação emocional deve sempre ser feita através do amor, com paciência e respeito. Em resumo, significa mostrar que aos cães que eles não devem ter medo do mundo exterior e que eles serão amados incondicionalmente.