Em que idade os cães começam a latir?

Latir é uma das formas que os cães têm para se comunicar e – como fazem isso por diferentes motivos – possuem uma coleção variada de “auaus”. Mas não só latem. Também rosnam, gemem, uivam, choram, se queixam, etc. E, se saíssemos do capítulo sonoro, podemos adentrar na linguagem corporal, que tem como pontos fortes suas orelhas e sua cauda. Mas, em que momento esses animais começam a emitir sons?

O latir é a voz dos cães

Quando eles começam a latir?

Em duas ou três semanas de vida, os cachorros realizam suas primeiras vocalizações: rosnados e choramingos.

Eles o farão assim que começarem a abrir seus olhos, como uma forma de chamar a mãe, para que ela lhes traga alimento e calor.

Por volta da sétima semana, eles começam com uns latidos minúsculos. O tempo dependerá das raças. Alguns, mais preguiçosos, podem demorar até a 16ª semana para se manifestarem desta forma.

Os cães, já desde muito pequenos, latem por motivos diversos:

  • Para expressar excitação durante uma brincadeira.
  • Para indicar que têm fome, ou que precisam sair para fazer suas necessidades.
  • Porque querem que lhes deem seu brinquedo preferido.

Se você acabou de adotar um cachorro, você deve saber que eles aprendem com rapidez que, ao latir, eles conseguem sua atenção.

Por tal motivo, o ideal é que você comece com a educação de seu cão desde o primeiro momento, pondo ênfase em não recompensar o latido que requer atenção, já que assim você estaria reforçando um mau hábito.

À medida que seu animalzinho cresce, você irá aprendendo a identificar seus diferentes tipos de latido. Por exemplo:

  • Quando detecta uma suposta ameaça (medo)
  • Para impedir que um intruso se aproxime de seu território (defesa)
  • Para convidar a outro cão para brincar (social)
  • Como forma de ameaça a um competidor (dominação)

E, enquanto os latidos variam segundo as raças, os cães de menor tamanho tendem a latir mais.

Como os cães aprendem a latir?

O latido é a comunicação

Seu cachorro usará seus semelhantes como fonte de inspiração. Se ele os ouvir latir, é certo que ele fará o mesmo.

Se você prestar atenção, não é raro que, quando um cão começa a latir em seu bairro, rapidamente se forma um coro com todos os cachorros da vizinhança.

Se em sua casa há um cão adulto, certamente um filhote o usará como fonte de inspiração e imitará suas ações. E, é óbvio, que o latido não será a exceção à regra.

Em se tratando de latir, a coisa não termina aqui. O cão poderá responder a latidos provenientes de um televisor, ignição ou ante o “auau, auau” proferidos por humanos, para chamar a sua atenção.

Os latidos também podem ser provocados por sirenes, alarmes de automóveis e inclusive música de tons agudos.

Enquanto seu cachorro se socializa, ele pode chegar a latir por qualquer coisa ou pessoa desconhecida. À medida em que o animal se acostuma à casa e reconhece-a como seu território, o latir pode ser uma advertência para afastar desconhecidos ou para avisar você que alguém se aproxima.

Lembre-se de que há, também, uma outra bateria de sons que seu animal também está disposto a utilizar:

  • O uivo: É uma forma de comunicação de longo alcance para circunstâncias diversas. Enquanto uivar está mais associado a seus parentes, os lobos, seu cachorro não irá pestanejar para usá-lo.
  • O rosnado: O empregará para assustar, advertir, como forma de defesa ou agressão ou para mostrar dominância. Nesse caso, o rosnado será acompanhado de um olhar direto com o lombo arrepiado. Mas também, ele poderá rosnar enquanto brinca, fazendo movimentos com sua cauda para manifestar alegria.
  • O gemido: Equivale a um olhar feliz dos humanos. Ele usará quando dá as boas-vindas a outros cães, pessoas ou a outros animais de estimação.
  • O choramingo: Aparece quando mostra submissão ou frustração. Mas também quando algo dói. Ou, simplesmente, quando quer chamar sua atenção.

Antes de você enlouquecer com o latido de seu cão, e com outros sons que ele faz, lembre-se de que é uma conduta normal dos cães e que tem funções diversas.

E que, o que para você pode parecer um ruído incômodo, para o seu cão é uma maneira de trocar informação e de se comunicar com os da mesma espécie, e de informar os humanos sobre algo que sentem ou percebem.

Com paciência e amor, certamente você encontrará uma forma de convivência pacífica com o seu cachorro e com os latidos dele.