Em Taiwan, foi criado um centro de doação de sangue para cães

Apesar das más notícias sobre os maus-tratos animais que diariamente nos chegam, pouco a pouco, parece que a consciência das pessoas vai despertando em relação ao cuidado e ao respeito que esses seres vivos merecem. Um bom exemplo disso é a Universidade Nacional de Ciências e Tecnologia de Pingtung, localizada ao sul de Taiwan, que abriu o primeiro banco de sangue para animais nesse país asiático.

Bancos de sangue para animais: poucos, mas em crescimento

A ideia dos precursores dessa ótima iniciativa que se tornou realidade é a de ampliar o banco de sangue para os gatos e outros animais. Além disso, eles pretendem levar os serviços a outros pontos da ilha e se dedicar a pesquisar doenças crônicas de cachorros.

Apesar de muitos países contarem com bancos de sangue para animais, muitos deles são empreendimentos privados que não chegam a atender a todos os bichinhos que possam precisar receber uma doação em algum momento de suas vidas.

Com a inauguração desse centro, Taiwan se uniu a lugares como México, que, em 2015, abriu o Banco de Sangue Veterinário, em Yucatán. Na Espanha, por exemplo, funciona um no Hospital Clínico Veterinário da Universidade Complutense de Madri.

os cães abandonados

Em Taiwan foi criado um banco de sangue para cachorros. Tomara que essa ótima notícia contribua para conscientizar as pessoas sobre a importância da doação desse vital elemento, tanto para os seres humanos quanto para os animais.

Se conscientizar sobre a importância da doação

Como toda novidade, a abertura desse banco de sangue despertou o interesse de muitos amantes dos animais de estimação, que foram junto com os seus cachorros para doar. Tomara que o entusiasmo aumente e não diminua com o passar do tempo.

De todas as formas, a maioria dos doadores, até o momento, são cachorros dos próprios estudantes de veterinária da Universidade de Pingtung.

Por isso, é bom lembrar que, da mesma forma que acontece com os humanos, às vezes, não é fácil conseguir doadores. Portanto, iniciativas como as desse centro devem servir de exemplo para incentivar a doação de forma permanente.

Conheça os requisitos para que um cachorro possa ser doador de sangue

Para doar sangue, os cachorros devem cumprir uma série de requisitos. Seguem eles:

  • Ter entre 1 e 8 anos.
  • Pesar mais de 20 quilogramas.
  • Apresentar um bom estado geral de saúde.
  • Contar com a caderneta de vacinação em dia.
  • Serem desparasitados a cada 4 meses.
  • Não apresentar problemas de coagulação.
  • Não padecer de doenças que sejam transmitidas pelo sangue. Por exemplo: dirofilariose, leishmaniose, doença de Lyme, babesiose, brucelose e erliquiose.

Como é o procedimento de doação

O procedimento para a doação de sangue para cachorros se assemelha com o que é empregado para seres humanos.

Coloca-se o cachorro sobre uma mesa, é feito um corte em uma área pequena do pescoço e lá é introduzida a agulha para realizar a extração de cerca de 450 mililitros de sangue.

Esse processo demora de 20 a 40 minutos e pode ser repetido de forma trimestral. O sangue doado é armazenado por 35 dias e os concentrados de glóbulos vermelhos duram 20 dias. Por outro lado, o plasma congelado se mantém por um ano.

Torne seu bichinho um doador de sangue

Tomara que essa notícia que vem de Taiwan anime você a fazer com que seu cachorro se torne um doador rotineiro de sangue.

Por isso, é bom que você saiba que, apesar de alguns bichinhos se sentirem fracos depois da extração, a grande maioria não apresenta nenhuma reação adversa e, além disso, se recuperam mais rápido que as pessoas.

Além disso, lembre-se de que uma doação pode salvar duas vidas, já que o sangue se separa em dois componentes: glóbulos vermelhos e plasma.

Mais informação sobre a doação de sangue para cachorros

doar-sangue

Outros dados que você deve levar em consideração no que se refere à doação de sangue para cachorros são:

  • Os cachorros têm 8 grupos sanguíneos diferentes.
  • As transfusões somente podem se realizar se os animais tiverem o mesmo grupo ou um grupo compatível.
  • O DEA 1 é o grupo “universal” e é compatível com todos os grupos. Os cachorros da raça Galgo têm esse tipo de sangue e, por isso, eles são considerados os doadores ideais.
  • Os Labradores são considerados bons doadores pelo fato de serem animais muito tranquilos, que asseguram um processo de extração sem sobressaltos.