Como ensinar ao cão o exercício de pegar e trazer

Pegar e trazer

Fazer exercício com o seu cão quando você o leva para passear é uma boa técnica para que ele chegue esgotado e durma de noite, além de deixar você descansar também. Não há nada mais chato que um cão caminhando toda a noite pela casa e fazendo barulho. Hoje vamos falar sobre uma técnica que ajudará o seu cão a se cansar. Falaremos sobre como ensinar ao seu cão o exercício de pegar e trazer.

Para poder conseguir que o seu cão domine o exercício de pegar e trazer, deverá dominar 4 ordens ou comandos:

  • Buscar;
  • Pegar;
  • Trazer;
  • Soltar.

Vejamos como ensinar o seu cão a reconhecer cada um destes comandos.

Buscar/pegar

Cão pulando

Estas são duas palavras que o seu cão reconhecerá facilmente, pois despertam seu instinto caçador, algo inato neles desde seus antepassados: os lobos.

Assim como uma presa desperta seus sentidos e, portanto, seu interesse, devemos fazer uns exercícios para que o seu cão desperte seu interesse pelo objeto que vamos jogar. Podemos brincar nós mesmos com o objeto, acostumá-lo ao objeto, passá-lo em seu focinho ou acariciar o cão com ele. Isto fará que o animal se familiarize e seja mais fácil lhe ensinar o exercício de pegar e trazer.

Uma vez que ele esteja familiarizado, podemos começar a fazer testes. Pode ser que, a princípio, o cão corra atrás do objeto, mas ao chegar a ele, dê meia volta sem agarrá-lo e sem dar importância. O que podemos fazer nesta situação?

Teremos que ensinar o nosso animal que é divertido brincar com o objeto, digamos que seja uma bola. Podemos nós mesmos ir atrás dela e pegá-la. Deixá-la cair no chão diante dele e recolhê-la quando o animal se aproxima. Isso despertará o lado competitivo do animal, que irá quer agarrá-la antes de nós.

Trazer

Uma vez que o seu cão aprendeu que deve pegar a bola, vem a parte mais difícil: que a traga. Para que ele aprenda esta fase do exercício de pegar e trazer, é essencial que ele já saiba obedecer a ordem de “vem”. Mas mesmo que o seu cão já saiba obedecer a esta ordem, podem surgir vários problemas:

  • O cão agarra a bola, mas a solta ao ouvir o seu chamado;
  • Traz a bola, mas quer que você o persiga enquanto ele mantém a bola na boca;
  • Vai para outro lado com a bola na boca.

Mas como solucionar estes problemas e fazer com que o seu cão aprenda a pegar e trazer? Bem, nas duas últimas circunstâncias, nunca ceda aos desejos do animal. Não corra atrás dele, ele tomará isso como uma brincadeira e não levará a sério suas ordens. Ele deve entender que tem que obedecer ao seu chamado. Seja firme.

No primeiro obstáculo, você não poderá fazer muito para solucioná-lo sozinho. O melhor é que crie uma competição com o animal. Eles sempre querem ganhar. Assim peça a ajuda de um familiar ou de um amigo para que compita com o seu animal de estimação e, assim, aprenda o passo mais importante do pegar e trazer.

Como? Muito fácil. Você deverá lançar a bola e fazer com que o seu amigo ou familiar corra, assim como o seu cão, atrás dela. Certamente o cão chegará primeiro e quando ver que o seu amigo ou familiar quer agarrá-la, ele o fará primeiro. Se não for assim, seu amigo o fará. Agarrará a bola e lhe trará na mão, para lhe dar diante do seu cão. Elogie ao seu amigo na frente de seu animal de estimação para que o animal veja que isso era o que você esperava dele. Repita isto várias vezes.

Soltar

Cachorro brincando de puxar

Agora chegamos ao último passo: soltar. Este passo é o fim do exercício de pegar e trazer. Não tente ser você quem faz com que o animal solte a bola a tirando dele. Você deve ensinar o seu cão a obedecer.

Você poderá aproximar sua mão da bola lhe fazendo ver, desse modo, que o que você quer é que ele lhe dê a bola. Se o seu cão já sabe dar a pata, ele entenderá rapidamente esse gesto, ou então, terá que ter paciência para completar a brincadeira de pegar e trazer.

Você pode lhe dar um pouco de comida, já que ele valorizará isto mais do que a bola, e fará com que ele solte a bola muito rápido ou, também, possivelmente poderá fazê-lo com o brinquedo favorito de seu cão. Seja como for, recomendamos que sempre tenha paciência e que não se zangue e nem grite com ele, ou do contrário, o animal associará a brincadeira com algo negativo e nunca mais irá quer tentá-la novamente.