Esperar recompensas é a chave para explicar as habilidades do cão

Esperar recompensas

Conforme diversos especialistas em adestramento canino indicam, as recompensas representam a pedra angular da educação dos cães, já que eles são seres que conseguem desenvolver respostas a diferentes estímulos, tanto por algum tipo de condicionamento, quanto pelo prêmio que podem receber.

Como se fosse uma criança, estes pequenos amigos de quatro patas cumprirão nossa ordem não apenas pelo fato de contarem com uma inteligência que os faça ser obedientes, mas porque sabem que qualquer ato que seja do agrado de seu amo será positivamente recompensado.

Neste artigo iremos falar mais sobre este aspecto, já que faz poucos dias que um grupo de especialistas se aprofundou um pouco mais no tema, revelando novos detalhes que foram muito esclarecedores.

Controle inibitório e recompensas

Biscoito para cachorro

Conforme determinou a Universidade de Medicina Veterinária de Viena, o controle inibitório poderia ser um importante indicador das habilidades dos cães para poder resolver um determinado problema, fato que significou a quebra de alguns paradigmas que existiam sobre o melhor amigo do homem.

Agora, o que é exatamente o controle inibitório? Trata-se de um método de condicionamento que consiste em controlar as respostas ou ações automáticas e impulsivas para substituí-las por respostas que estejam mediadas pela atenção e o raciocínio impostos por outra pessoa.

Além disso, é muito importante ressaltar que segundo diversos especialistas na área, este tipo de controle é muito determinante para exercitar a flexibilidade mental, assim como os atos impulsivos e a autorregulação do afeto.

Em poucas palavras, tudo isso significa que as recompensas são, sem sombra de dúvida, o motor dos caninos para a realização eficaz de diversas atividades, já que ao premiá-los, condicionamos seu comportamento a um ponto em que muitas de suas ações estejam associadas à existências de um possível prêmio.

Diferença de comportamentos

Os cientistas acreditam que a capacidade de poder regular diversas respostas de índole emocional nos cães é um dos pontos angulares em relação às diferenças individuais na execução de algumas tarefas relacionadas à resolução de problemas físicos.

Ou seja, uma das razões pelas quais cada canino atua de maneira distinta diante de diferentes tipos de situações e tarefas gira em torno da maneira como ele foi recompensado ao longo de sua vida, já que dependendo do tipo de condicionamento, suas ações não serão exatamente iguais.

Para conseguir chegar ao fundo deste ponto, optaram por investigar os efeitos das experiências de cães de companhia que interagem com o entorno físico e as diferenças individuais no controle inibitório e recompensas recebidas, em relação à forma de resolver alguns problemas.

Neste experimento foram analisados 40 cães da raça Border Collie, a quem foram designadas três condições distintas, para em seguida testá-los em tarefas inibidoras de controle como esperar um prêmio, além de medidas cognitivas como o nível de fidelidade durante um tempo de 18 meses.

Resultados

Beagle

Uma vez terminado o experimento, os cientistas determinaram que as diferenças nas experiências prévias relacionadas ao objeto não conseguem explicar a relatividade em relação ao rendimento nas tarefas que têm a ver com a resolução de algum tipo de problema em específico.

Dependendo da tarefa cognitiva designada, o controle inibitório ou as recompensas tiveram efeitos tanto positivos quanto negativos no rendimento do cão, e foram, além disso, os preditores mais eficazes do desempenho individual nas distintas tarefas que foram designadas.

Conforme o comentado pelos pesquisadores, os cães demonstraram contar com a peculiaridade de não transferir o conhecimento sobre as regras físicas de um tipo de tarefa à outra, e sim assumem cada uma delas como se fosse um problema diferente.

Finalmente, quem desenvolveu este minucioso estudo determinou que o rendimento individual em cada uma destas atividades designadas pode estar completamente influenciado pelo nível de controle inibitório do cão. Em poucas palavras, as recompensas representam o motor de inúmeras ações e comportamentos do melhor amigo do homem, e por isso se você deseja educá-lo da forma mais eficiente possível, os prêmios serão a chave.