Estudos demonstram que os gatos se perdem mais que os cães

gatos se perdem

Embora muitas pessoas pensem que os bichanos que se perdem ou que escapam sempre acabam encontrando o caminho de volta para casa, a realidade costuma ser bem diferente disso. As estatísticas indicam que os gatos se perdem mais que os cães. Contaremos os motivos e as medidas que podem ser tomadas para proteger o seu amigo miador.

Algumas causas pelas quais os gatos se perdem

gatos-de-rua

Possivelmente pela ideia reinante de que os gatos são seres independentes, muitos donos não se preocupam muito diante da ausência do bichano e supõem que, mais cedo ou mais tarde, eles retornarão ao lar.

Entretanto, os números mostram que, enquanto 70% dos cães que se perdem conseguem voltar para junto de sua família humana, apenas 5% dos gatos retornam. Estes números surgiram de um estudo realizado pela Federação Canadense de Sociedades Protetoras dos Animais.

Mas, por que estes adoráveis felinos se perdem? Bem, os gatos são animais curiosos por natureza e adoram explorar e correr atrás de algo que se move ou, melhor ainda, que voe: um pássaro, uma folha, uma borboleta ou um pedacinho de papel.

Tampouco devemos nos esquecer que se o animal não está esterilizado –seja macho ou fêmea– ele tentará escapar em épocas de cio em busca de um outro animal, para cruzar. Assim, se você tiver dúvidas sobre a castração de felinos domésticos, consulte um veterinário de sua confiança. Ou mais de um.

As estatísticas demonstram que os gatos se perdem mais que os cães. Por isso, embora acreditemos que os nossos amigos miadores são seres independentes, que cedo ou tarde encontrarão o caminho de volta para casa, devemos tomar medidas para evitar que eles se percam. Então, não confie na crença popular que diz que os gatos têm 7 vidas e cuide muito bem de seu gatinho.

Quais os perigos que um bichano perdido enfrenta

O que deve ficar bem claro é que são muitos os perigos que os gatos que se perdem podem enfrentar, principalmente se ele vive em uma grande cidade:

  • Acidentes de trânsito.
  • Gente pouco escrupulosa que pode machucá-lo de diversas formas.
  • Briga com gatos ou ataques de cães.

Além disso, se um animal se assustar por determinada situação ou sentir encurralado por pessoas ou animais, é muito provável que não encontre o caminho de volta ou que permaneça escondido até que sinta que a ameaça se foi. Então, você deve tomar medidas para, primeiro, tentar evitar que o seu bichano se perca. Mas caso isso ocorra, para que você tenha mais possibilidades de encontrá-lo são e salvo.

Conheça os motivos que levam os gatos a se perderem mais que os cães

Para entender por que os gatos se perdem mais que os cães, devemos levar em conta estes detalhes:

  • Porque apesar de ser obrigatório em muitos países, poucos bichanos, diferentemente dos cães, portam um microchip. Estima-se que, da totalidade dos gatos recolhidos nas ruas, apenas 20% deles porte um.
  • Porque tampouco é comum que tenham uma coleira de identificação.
  • Porque, diante da crença de que o gato irá retornar sozinho, demora muito tempo para iniciar uma busca.

Assim, um total de 40 mil gatos perdidos ou abandonados são resgatados pelas diferentes associações protetoras todos os anos, segundo um estudo da Fundação Affinity sobre abandono e adoção de animais domésticos.

Evite que o seu amigo miador se perca

adotar-um-gato-de-rua

Então, como sempre é melhor prevenir do que remediar, o que temos que fazer é tomar medidas para evitar que o nosso gato escape e se perca. Por exemplo, esterilizando-o ou colocando telas protetoras em janelas, varandas e terraços.

Mas, se ainda assim o animal se perder, lembre-se de que sempre terá mais possibilidades de encontrá-lo se você começar sua busca imediatamente e se o bichano estiver devidamente identificado com um microchip ou com uma coleira com placa.

E lembre-se também que, embora a crença popular diga que o gato tem 7 vidas, sempre é melhor que ele não perca nenhuma delas e que esteja sempre são e salvo em sua casa.