Como evitar as manias dos cães

Todo cão é como se fosse um mundo e possui as suas peculiaridades. No entanto, alguns de seus comportamentos, que podem parecer estranhos ou incômodos para os humanos, são absolutamente normais para eles. Contudo, outros comportamentos podem se enquadrar no que os especialistas chamam de transtornos compulsivos. De qualquer forma, hoje iremos dizer como fazer para evitar as manias dos cães. 

 Com frequência os cães se parecem conosco

Menino abraçando cachorro

Vamos partir do princípio de que a maioria dos comportamentos dos cães, sejam normais ou anormais, costumam ser influenciadas pelo modo de ser dos seus donos. Curiosamente, parece ser verdade a história de que os cães se parecem com os seus donos.

Acontece que, depois de vários anos de domesticação, os cães aprenderam a imitar alguns de nossos comportamentos e também nossas manias. Dito isso, se o dono é nervoso, talvez o cão também seja. E se é um pouco agressivo, o seu cão provavelmente se comportará da mesma forma.

Em todo caso, nós devemos ficar atentos a esses tipos de comportamentos dos nossos bichinhos que acabam sendo incômodos, e tentar identificar os motivos que levam a isso, para poder conseguir solucionar o problema de maneira eficaz.

Mesmo que muitas dos comportamentos dos bichinhos – que podem parecer estranhos para os humanos – sejam absolutamente normais para eles, alguns comportamentos podem se enquadrar nos denominados transtornos compulsivos. Independentemente do que seja, existem formas para solucionar as chamadas manias dos cães.

Algumas manias dos cachorros

Dentre as questões que, desde o ponto de vista humano, poderíamos chamar de “manias” dos nossos cães, podemos assinalar:

  • Urinar e defecar em lugares diferentes dentro de casa;
  • Fazer buracos no jardim;
  • Roubar – e inclusive enterrar – comida e diversos objetos;
  • Destruir roupas, sapatos, papéis, etc.;
  • Comer os seus excrementos;
  • Se mostrar agressivo com conhecidos ou pessoas estranhas;
  • Latir quando tocar a campainha, quando tocar o telefone, etc.

Tentando corrigir as manias dos bichinhos

Muitos destes temas podem ser solucionados se você lembrar ou ensinar novamente algumas regras de treinamento ao nosso amigo de quatro patas. Paciência e assiduidade são as cartas de triunfo para conseguir educar corretamente um bicho de estimação.

Lembre-se que:

  • Você deve utilizar o chamado reforço positivo: premie os bons comportamentos e ignore os maus.
  • Você não deve castigar o animal de modo algum. Isso só acrescentará mais problemas.
  • Só serve dar uma bronca no cão se você o pegar em flagrante tendo um comportamento ruim. Se você o repreender depois, a única coisa que você conseguirá será confundi-lo, pois ele não irá saber qual o motivo da bronca.

O que fazer quando as manias do cão continuam

Porém, se as manias persistirem, é provável que, em alguns casos, seja um sinal de que algo não anda bem com o seu animal. Ele pode estar padecendo de:

  • Algum problema de saúde;
  • Estresse (sobretudo devido a alterações na sua rotina);
  • Ansiedade por separação.

Consulte um veterinário para que ele possa te ajudar a detectar as causas e a buscar a solução adequada.

Mas, às vezes isso pode estar acontecendo porque você não está prestando atenção suficiente ao seu bichinho e ele poderá exagerar em alguns comportamentos como forma de pedir o seu carinho.

Transtornos compulsivos nos cães

Entretanto, também pode acontecer que o seu cão comece a repetir compulsivamente alguns comportamentos. Dentre os chamados transtornos compulsivos, se enquadram:

  • Lamber constantemente alguma área do seu corpo, chegando a provocar uma ferida;
  • Correr atrás do próprio rabo;
  • Andar em círculos;
  • Caçar insetos inexistentes;
  • Atacar a sua tigela de comida;
  • Grunhir para si mesmo.

Cachorro se lambendo

Mesmo que existam alguns cães que possuam predisposição genética para desenvolver estes tipos de transtornos, o motivo principal costuma se encontrar em situações conflitivas ao seu redor.

A consulta com um especialista em comportamento animal é importante nestes casos, para você poder identificar os motivos e para que ele te indique os tratamentos mais adequados para evitar estes tipos de manias do cachorro.

O cão se parece com você, mas não deixa de ser um cão

De qualquer maneira, tenha sempre em mente que o cão é um cão, e que aquilo que possa parecer estranho para você, é perfeitamente normal para ele: latir, fazer buracos, levantar a pata para fazer xixi em lugares diferentes…

O segredo é encontrar o equilíbrio para conseguir uma boa convivência entre os cães e as pessoas, e isso se consegue com muita perseverança e, sobretudo, com muito amor.

 

Créditos da imagem: Mark.