Como evitar a terrível obesidade canina

Muitos cachorros têm tendência à obesidade. Esta doença nutricional definida por um excesso de gordura corporal é frequente naqueles animais que não costumam fazer exercícios ou que têm tendência a engordar. A obesidade pode trazer graves consequências para a saúde, como uma vida mais curta.

A obesidade afeta múltiplas áreas do corpo, como ossos, articulações e órgãos, que são prejudicadas pelo excesso de gordura.

Essa doença é muito comum em cachorros de todas as idades, mas em geral ocorre naqueles animais de idade mediana.

Por que meu cachorro é obeso?

Por que meu cachorro é obeso?

Existem sinais que servem para determinar se um animal é obeso. O mais óbvio deles é o aumento de peso e o excesso de gordura corporal.

Outro sintoma é a incapacidade, ou seja, a falta de vontade do animal para dar um passeio. Esta atitude pode ser notada quando o cachorro já não sente vontade de brincar com seus brinquedos favoritos ou não responde ao seu chamado quando é hora de sair para passear.

Várias são as causas que desencadeiam a obesidade. A mais frequente é aquela causada por um desequilíbrio entre a ingestão e o uso de energia, isto é, seu cachorro consume mais calorias do que gasta.

A obesidade também é muito comum durante a velhice devido à diminuição da habilidade dos cachorros para fazer exercícios.

É por isso mesmo que os cães adultos devem ser animados a praticar determinados exercícios adequados às suas possibilidades físicas.

Talvez um passeio breve a passo lento seja a melhor opção para seu bichinho de estimação.

Os hábitos alimentícios pouco saudáveis também podem causar obesidade, sobretudo, se forem consumidos alimentos ricos em calorias. Portanto evite os tipos de produtos não saudáveis.

Outras causas comuns da obesidade envolvem doenças, como hipotireoidismo, insulinoma, hiperadrenocorticismo e também a castração.

Por isso é importante fazer um check up no seu bichinho de estimação periodicamente com um veterinário para fazer um seguimento e descartar ou tratar qualquer doença a tempo.

Como evitar a obesidade canina?

Como evitar a obesidade canina

A obesidade pode ser diagnosticada mediante a medição do peso corporal do cachorro, que o veterinário pode determinar solicitando um exame que consiste em palpar as costelas, a zona lombar, o rabo e a cabeça.

Depois, os resultados são comparados com a pesagem normal da raça. Por exemplo, um cão da raça Collie na idade adulta não deve ultrapassar os 10kg.

O tratamento para a obesidade é focado na perda de peso e na manutenção de um peso corporal apto durante um longo período de tempo, limitando a quantidade de alimentos com grande quantidade de calorias e incorporando exercícios físicos.

O mais provável seja que, uma vez diagnosticada a doença, o veterinário faça um plano de dieta a longo prazo. O mais recomendado são dietas ricas em proteínas e fibras, e baixas em gordura.

Deve-se controlar a ingestão de alimentos.

Os cachorros com sobrepeso não devem se alimentar sozinhos e devem ser supervisados a toda hora pelo seu dono, que deverá determinar os horários de alimentação para conseguir o objetivo de diminuir o peso do seu bichinho de estimação. O ideal é não dar mais de duas rações diárias.

É muito importante eliminar o mau hábito de dar as sobras de comida aos animais, portanto, siga o plano sugerido pelo veterinário e não inclua alimentos que não estejam contemplados nessa dieta.

Para que o tratamento dê certo, você deverá aumentar a atividade física do seu cão. Costuma-se começar fazendo o animal andar com a coleira durante uns 15 minutos, duas vezes por dia. Durante esse passeio também é importante incorporar algum jogo, para melhorar a saúde.

Caso você não tenha possibilidade de passear com seu cachorro, pode contratar um passeador de cães que fará isso por você.

Também sugerimos animar o seu bichinho de estimação a brincar com você, seja com uma bola ou com outro brinquedo que ele gostar mais, pois a atividade física trará bem-estar e saúde a ele.