Filhotes órfãos e uma incrível mãe adotiva

Capivara mãe adotiva

Sem dúvidas, o acontecimento mais triste e delicado que pode acontecer com um cão recém-nascido é não ter sua mãe presente ao seu lado, seja por tê-lo abandonado ou por ter morrido. É muito triste ver os filhotinhos órfãos.

Nestas situações, a vida do cachorro corre sério perigo, já que os filhotes precisam do cuidado e da proteção de alguém que os ame de forma incondicional.

Uma mãe especial

Capivara

Diante dessa situação, um abrigo de animais do Arkansas, chamado Rocky Ridge Refuge, se encarrega de resgatar ninhadas abandonadas, que serão bem recebidas por Cheesecake, que é uma linda mãe adotiva que poderá proporcionar todos os cuidados e fornecerá todo o amor e carinho que precisam.

O que termina sendo uma verdadeira surpresa, é que não se trata de um cão, mas sim de uma enorme capivara que se adaptou incrivelmente no decorrer de sua vida a conviver com diferentes espécies de animais, principalmente cães, com os quais parece estabelecer uma imensa afinidade quando eles são filhotes, protegendo-os e exercendo o papel de figura materna.

Segundo Janice Wolf, que é a fundadora do refúgio, Cheesecake é como uma espécie de enfermeira para os filhotes órfãos.  Está sempre cuidando deles, dormindo ao seu lado, comendo junto e brincando com eles, o que faz com que eles se sintam protegidos nesta delicada etapa em que não puderam ter os cuidados de sua mãe real.

É importante lembrar que apesar desse lindo refúgio ser responsável pela adoção de grande parte dos filhotinhos que convivem com a capivara, sempre há mais filhotes com os quais poderá dar todo o seu carinho e cuidado para fazê-los compreender nessa delicada etapa da vida o que é o amor real, ainda que venha de uma espécie distinta.

Mesmo com todas as despedidas já vividas por Cheesecake, sempre haverá filhotes para cuidar e amar, motivo pelo qual seu trabalho nunca terá um final.

Sem dúvidas, esse é um lindo caso que demonstra como a maternidade pode nascer da necessidade de proteger a quem se encontra desamparado.

Como você mesmo pode cuidar de um filhote órfão

Para assegurar a vida dos filhotes órfãos quando não tem quem possa cuidar deles, você deverá substituir as funções da mãe, dando muita ênfase a vários elementos que serão decisivos para a sua sobrevivência e formação. E estes são os seguintes:

Temperatura adequada

Nessa primeira etapa da sua vida, os filhotinhos precisarão de um ambiente quente para evitar sofrer qualquer tipo de complicação no seu já delicado estado de saúde.

Para conseguir o ambiente ideal, você deve utilizar lâmpadas incandescentes com uma temperatura de 31 graus nos primeiros seis dias, e logo reduzir para 24 graus nas próximas semanas.

Obviamente, é muito importante que você seja o mais cuidadoso possível com a temperatura, já que o menor erro pode resultar em um desfecho fatal, seja por muito frio ou por queimaduras no corpo do animal.

Nutrição dos filhotes órfãos

Esse é o elemento mais importante e complicado que você deverá satisfazer, já que se trata de alimentá-los de uma maneira que possam contar com as diferentes propriedades que oferece o leite materno, por isso você terá que preparar um leite artificial que se assemelhe o máximo possível com o natural.

filhotes mamando

Em primeiro lugar, é importante destacar que os cães recém-nascidos devem comer várias vezes ao dia em pouquíssimas quantidades, já que seu estômago não consegue suportar grandes ingestões de alimento, o que significa que você não pode dar nenhuma outra coisa que não seja leite.

Para prepará-lo de uma maneira que fique o mais próximo possível do leite materno, apenas será necessário uma gema de ovo, duas colheradas de nata líquida e meio copo de leite integral.

A quantidade que você deve dar é da seguinte maneira:

  • Na primeira semana, ele deverá ser alimentado a cada duas horas com treze mililitros;
  • Na segunda semana, a cada três horas com dezessete mililitros;
  • Na terceira semana, a cada três horas com vinte mililitros;
  • Na quarta semana, a cada quatro horas com vinte e dois mililitros;
  • Na quinta semana, você deverá dar leite de duas a três vezes por dia.

Note que uma que vez que você vai substituir sua mãe, não é suficiente apenas proporcioná-lo tal cuidado para a sua sobrevivência, mas também dar-lhes todo o amor e carinho que estes pobres filhotes órfãos merecem.

Fonte das imagens: Facebook Rocky Ridge Refuge.