Com que frequência seu cão deve comer?

Com que frequência seu cão deve comer?

Muito além do tipo de alimento que prefira dar ao seu cão, a quantidade e a qualidade adequada, uma questão muito importante a ser definida é com que frequência ele deve se alimentar. Sobre essa matéria existem opiniões diversas, mas para que o animal se mantenha ativo e não engorde, parece prevalecer a que indica que nosso animal de estimação deve comer entre 2 a 3 vezes por dia.

É correto que os cães comam uma vez ao dia?

Tempos atrás, estava em voga a ideia de que os cães deviam se alimentar apenas uma vez ao dia. Inclusive na atualidade, alguns veterinários seguem recomendando esse tipo de dieta.

Mas a justificativa para essa afirmação não é totalmente clara. Ela parece vir da ideia de que os cães adaptaram o seu metabolismo para esse tipo de frequência alimentar devido a sua genética herdada dos lobos.

Os lobos dependem de que tenham sucesso na caça para se alimentarem. E depois de uma boa refeição, se a caça foi satisfatória, eles podem permanecer por longos períodos de frugalidade.

Evite problemas digestivos em seu cão

Filhote na grama

Entretanto, está comprovado que se alimentarmos um cão a cada 24 horas apenas, é mais provável que ele comece a sofrer de gastrite.

O motivo: o animal tem muita fome e a sua ansiedade por comer o faz devorar os alimentos.

Essa forma de “sugar” a comida, a longo prazo, pode causar inflamação por causa do ar que ele traga enquanto engole o alimento e a digestão ficará mais difícil.

Alimentar nosso cão entre duas e três vezes por dia parece ser a opção ideal para que ele se mantenha saudável e forte.

Detalhes sobre com que frequência o cão deve comer

Então, o ideal é que, uma vez estabelecida a quantidade de comida que o seu amigo peludo deve ingerir diariamente, divida a quantia pelo número de vezes em que você irá proporcionar a ele o alimento.

Se você lhe dá ração ou comida úmida em latas, pode tomar como referência a tabela indicativa nas embalagens.

Ao invés disso, se você cozinha para o seu cachorro, deve ser muito rigoroso para oferecer a ele uma dieta equilibrada.

De qualquer forma, o melhor é que o veterinário realize esses cálculos e, acima de tudo, o vá revisando periodicamente.

As principais variáveis a ter em conta para esse tema são:

  • Idade;
  • Raça;
  • Tamanho;
  • Condições de saúde;
  • Consumo de energia segundo a atividade diária do animal.

Frequência alimentar de acordo com a idade

A idade é um parâmetro muito importante no que se refere à frequência com que um cão deve se alimentar. Suas necessidades nutricionais variam conforme ele cresce. Por exemplo:

  • Filhotes entre 2 e 3 meses devem ser alimentados 4 vezes ao dia, no mínimo;
  • Entre os 4 e 6 meses, a quantidade pode se reduzir para 3;
  • A partir dos 6 meses, o ideal é dar a sua ração dividida em 2 ou 3 vezes.

Outras questões a considerar na hora de alimentar seu cão

Ração para cachorro

Autor: Fernando Dall’Acqua

Também é importante que estabeleça horários fixos para sua alimentação e que tente mantê-los na medida do possível.

Esse detalhe também ajuda o seu amigo peludo a fazer suas necessidades mais ou menos na mesma hora todos os dias. Seria perfeito coincidir essa atividade com os momentos dedicados a passear com o seu animal. Só não se esqueça de levar tudo o que for necessário para recolher as fezes de seu cão.

Considere também manter sempre o mesmo lugar para que seu cão coma. E certifique-se de que as vasilhas sejam adequadas em tamanho e material.

Consulte profissionais diferentes

Portanto, não fique satisfeito com apenas uma opinião. Consulte especialista diferentes e estabeleça corretamente a quantidade, qualidade e frequência com que deve alimentar o seu peludo.

Lembre-se de que cada cão é único e, apesar disso, em questões de alimentação também podem ser estabelecidas algumas regras gerais. A melhor maneira de garantir que seu cão tenha uma dieta balanceada é a personalização.

Dessa forma, seu amigo peludo estará sempre saudável e feliz, com muita vontade de brincar e com seu pelo brilhando até não poder mais.