Fumar faz mal para seu cachorro

Fumar faz mal para o cachorro

Se o cigarro está entre seus prazeres ou vícios, você deve saber que fumar é ruim para seu cachorro e para o resto dos animais de estimação que possam morar em sua casa. Desta forma, você pode fazer o que quiser da sua vida, mas procure preservar a saúde do resto da sua família, incluindo os peludos.

Risco de doenças para cães que convivem com fumantes

cão doente

Uma pesquisa recente realizada por cientistas da Universidade de Galsgow, na Escócia, concluiu que os animais domésticos que habitam lares onde se fuma correm um risco maior de ficar doentes.

De acordo com os pesquisadores, os animais de estimação podem ficar mais afetados do que as crianças, inclusive. Isto ocorre por causa de sua altura menor, o que os torna mais passíveis de se verem afetados pelos produtos químicos do tabaco que se aderem aos tapetes e em outras superfícies.

Os cães que moram em lares onde seus proprietários fumam correm maiores riscos de desenvolver algumas doenças, dentre elas o câncer de boca ou de pulmão.

Danos distintos que o cigarro provoca nos animais domésticos

Os especialistas analisaram os níveis de nicotina na pele dos animais de estimação. Também examinaram os testículos de cães que haviam sido castrados. Desta forma, concluíram que os animais que convivem com um fumante, sobretudo os gatos e depois os cães, têm mais chances de padecer de:

  • Danos celulares
  • Alguns tipos de câncer (de boca, nariz, pulmão, etc.)
  • Aumento de peso
  • Rinite
  • Alergias
  • Fadiga

Outras pesquisas que avaliam o dado de que fumar é ruim para seu cachorro

Estudos anteriores, como os realizados na Universidade de Colorado (EUA) demonstraram que o tumor nasal é mais comum em cães que possuem proprietários fumantes. Estas possibilidades aumentam se os cães têm focinho comprido, como é o caso dos Galgos ou dos Pastores.

Tenha em mente que, na maioria dos casos, um cão com este tipo de câncer morre antes de um ano. Por sua vez, os cães de focinho mais curto, estão mais expostos a desenvolver câncer de pulmão. Como exemplo, podemos mencionar os Pugs, Bulldogs e o Pequinês.

Segundo um dado fornecido pela associação estadunidense “Livres de Cigarro”, os peludos que compartilham sua vida com fumantes têm 60% a mais de probabilidade de desenvolver um câncer de pulmão do que aqueles que vivem com pessoas que não fumam.

Outros problemas que sofrem os cães com donos fumantes

O fato do seu cão cão ser um fumante passivo também costuma provocar alergias severas. Mais uma vez, os cães com mais possibilidades de sofrer alergias graves e sinusite são os de focinho comprido.

Os cães de focinho achatado, por sua vez, podem sofrer asfixia se ficam muito perto do fumo ou em um lugar com alta concentração de pessoas que fumam. O motivo é que o focinho curto limita a capacidade de tomar oxigênio. Alguns dos sintomas de alergia à fumaça do cigarro que seu cão pode apresentar são:

  • Espirros
  • Tosse
  • Assobio ao respirar
  • Dificuldades respiratórias

Além disso, dentre os muitos problemas que chegam a sofrer os cães com donos fumantes está a lacrimação excessiva ou a conjuntivite crônica. Estes casos se dão principalmente em animais com olhos saltados, como os Chihuahuas, os Shih Tzus e os Pugs. A fumaça também pode provocar problemas nos ouvidos dos mascotes.

Cuidar dos não fumantes, um tema prioritário

cão e veterinário

 

Se você fuma e não quer ou não pode deixar de fumar, você deve ter consciência de que é preciso preservar a saúde das pessoas e dos animais ao seu redor. Procure expulsar a fumaça através de uma janela no momento de acender um cigarro.

De todas as formas, o ideal é que você deixe o hábito definitivamente de lado. É uma boa decisão que você pode tomar para começar o ano novo, por exemplo. Até o seu peludo vai agradecer, você vai ver. Se verificar que seu cachorro está apresentando algum sinal de ter sido afetado pelo tabaco, leve-o de forma urgente ao veterinário.