Como funciona o cio da gata?

cio da gata

Uma característica das gatinhas é que elas não sangram em sua época de cio. Elas são férteis por toda a vida, sofrem mudanças de comportamento e também podem marcar a casa com urina. Portanto, é muito importante conhecer tudo sobre o cio da gata, assim se evitará imprevistos desagradáveis.

O cio da gata ocorrerá em ciclos sazonais, que coincidem com a primavera e o outono. Uma felina no cio costuma ser muito manhosa e, algumas gatas, perdem o apetite.

O cio da gata: Seu primeiro cio

cio da gata

A chegada do primeiro cio da gata costuma variar em função da temperatura ambiente e da presença de outros animais da mesma espécie na casa.  As gatas alcançam a maturidade sexual em torno dos seis meses de vida. Porém, o primeiro cio só ocorrerá por volta dos oito meses e coincide com duas estações do ano, a primavera e a chegada do outono.

Por causa desta coincidência sazonal, às gatas denominas fêmeas poliéstricas, são as que passam por vários cios em determinadas épocas do ano.

Também a raça da felina vai influenciar na chegada de seu cio. Por isso, as gatas de raças felinas de pelos longos, como a angorá, costumam ter seu primeiro cio um pouco mais tarde, por volta dos dez meses.

A chegada do primeiro cio da gata também é influenciada por outros fatores externos. Alguns fatores como a duração do dia, a temperatura ambiente, a presença de outros bichanos na casa, o lugar onde habita ou a quantidade de luz a que a gata é exposta também são importantes.

Segundo esta teoria, as gatas que habitam em áreas de clima quente, em consequência disso, têm o cio antecipado, porque há mais horas de luz. Por causa destas mudanças de fase da luz, à época mais frequente em que se produz o cio da gata é entre os meses compreendidos entre setembro e março.

O ciclo reprodutivo

O ciclo reprodutivo dos gatos se divide em quatro fases:

  • Proestro em gatas, com uma duração de um a três dias. Nesta fase é possível se observar facilmente como a personalidade da gata se altera, ela pode realizar miados mais fortes e agudos do que o faz habitualmente, assim como a perda de apetite e o excesso de comportamentos manhosos. O animal estará mais inquieto e insinuante com os machos, embora não se deixará montar.
  • O cio propriamente dito. Neste momento, a gata se mostra receptiva com o macho. Esta fase dura entre quatro e seis dias, se o acasalamento ocorrer, e entre dez e quatorze dias se não ocorrer.

As mudanças de conduta são mais evidentes e os miados mais fortes e escandalosos.

  • É a fase reprodutiva da gata, que dura um dia, é quando a fêmea rejeita com agressividade a aproximação dos felinos machos que pretendem montá-la.
  • O anestro ou declive sexual. É o período que transcorrerá até o começo do seguinte ciclo reprodutivo, que ocorrerá por volta de duas semanas mais tarde, já que dentro de cada fase ocorrem entre 2 e 3 ciclos de 2 semanas cada.

Gatas domésticas e de fazendas

No que diz respeito às fases ou épocas, as gatas domésticas que vivem em um apartamento ou em uma casa podem se reproduzir em qualquer época do ano. Entretanto, as gatas que vivem em fazendas ou em situação de semiliberdade têm alguns períodos mais fixos de reprodução, e costumam ter uma ninhada no início da primavera e outra na metade do verão.

O macho

O caso dos felinos machos é diferente, já que eles podem acasalar em qualquer época do ano sempre e quando tiver alcançado sua maturidade sexual. O gato não segue ciclos de cio como ocorre com as fêmeas.

Acasalamento

cio da gata

O gato se sente atraído pela gata por seu peculiar aroma, pelas chamadas que ela emite. O aroma e as chamadas da gata no cio podem ser reconhecidos por um macho a vários quilômetros de distância. Uma vez encontrados, a gata adotará posturas que alimentarão a excitação do macho e quererá acasalar o mais rápido possível.

O ato do acasalamento transcorre com o gato montando à gata e produzindo a cópula. O ato acaba quando a gata rosna para o macho, que é quando eles se separam.

Se quisermos reproduzir o nosso gato doméstico, o melhor é solicitar assistência do veterinário.