Guia para viver de forma responsável com um novo animal de estimação

Certamente, ao adquirir um novo animal de estimação, você assume o compromisso e a responsabilidade para com a vida de um ser vivo, durante toda a vida dele, a vida de um ser que se baseia inteiramente em seu dono, você deve, portanto, levar em conta muitos fatores antes de decidir ter um animal de estimação, e mais importante ainda, que tipo de animal você deve adquirir.

Considerando o que foi acima exposto, é muito importante não se deixar guiar impulsivamente pela escolha de um novo animal de estimação em particular; você deve considerar suas condições espaciais, seu poder de compra e a quantidade de tempo que você pode dedicar ao animal de estimação.

Pensar nisso tudo com antecedência vai evitar que você venha a se arrepender depois de adotar o animal, e evitará á-lo para alguém, ou pior ainda, abandoná-lo.

Conviver responsavelmente com a chegada de um novo animal de estimação

Qualquer que seja o animal de estimação que você tenha escolhido, você terá que adaptar a sua casa para a chegada de novo animal de estimação.

Se é um animal pequeno, como um hamster ou uma tartaruga, nem tanto, mas se for um animal maior, como um cão, você já deverá ter anteriormente atribuído os lugares correspondentes.

Os animais que vivem em tanques ou espaços confinados, artificiais, já devem ter organizados todos os dispositivos antes de sua chegada. Isso a fim de reduzir seus níveis de estresse e tornar mais fácil a adaptação dos mesmos.

Para os animais que vivem dentro de casa, você terá que atribuir um espaço para eles dormirem, comerem e fazerem as necessidades, tente iniciar o treinamento deles assim que eles chegarem em sua casa, desta forma, a convivência será mais fácil e menos traumática.

Educação

Como educar novo animal de estimação

A maioria dos animais, exceto aqueles que se desenvolvem sem muito da nossa intervenção, como é o caso dos peixes ou répteis, precisam que seus donos lhe deem educação e formação para que eles se adaptem às regras da casa.

Muitos dos problemas com os animais de estimação ocorrem porque os donos não foram capazes de educar o animal e, depois, reclamam de um comportamento que eles mesmos não corrigiram.

Educar um animal de estimação, estando ciente de que o que ele aprende afetará a coexistência, é o primeiro passo para ter uma vida tranquila com seu animal de estimação.

Horários das refeições

A melhor coisa que você pode fazer para prevenir problemas de disciplina, tais como transtornos alimentares, é acostumar o seu animal de estimação a comer em um horário específico.

Você deve considerar que isso vai muito além do simples fornecimento de comida, tem a ver com a quantidade apropriada para a espécie, o número de vezes que ele come durante o dia e em épocas específicas, levando em conta os alimentos que fazem mal e aqueles que são benéficos para os nossos bichinhos.

Lugar para dormir

Os animais precisam de um local específico para dormir, isso impedirá que você brigue com eles para que eles não subam na mobília ou nas camas.

Obviamente, isso não representará um problema para os animais que vivem em ambientes como tanques e gaiolas.

No entanto, dos outros, isto exigirá mais atenção, porque além de disciplina você vai dar ao seu animal de estimação uma sensação de espaço e de pertencimento à família. Assim, você também vai evitar situações de posição dominante ou agressão por posse.

Tempo e entretenimento

Como lidar com novos animais de estimação

Os animais precisam de entretenimento como uma forma de lidar com o estresse que desenvolvem por estarem “encarcerados”.

Através de passeios e brincadeiras, o tempo que você dedicar ao seu animal de estimação, e seus momentos de lazer, serão fundamentais para a construção de uma relação adequada.

Para os animais, as brincadeiras são importantes porque é através delas que eles desenvolvem estratégias e habilidades que serão úteis na vida adulta.

Além disso, as brincadeiras estimulam a mente de nossos amigos de quatro patas e os ajudam a desenvolver a inteligência.

Levá-los para passear permite que eles entrem em contato com outros ambientes, que sintam novos aromas e estímulos, além de socializarem com seus iguais.

É importante também, dedicar algum tempo para acariciá-los, saiba que para seu animal de estimação isso é muito importante e que estes estímulos ajudam a desenvolver um vínculo inquebrável entre o animal e o dono.