Por que é importante saber o grupo sanguíneo do cão?

São muitas as pessoas que não sabem que os cães, assim como os seres humanos, apresentam grupos sanguíneos. No entanto, é muito importante conhecer o tipo sanguíneo de seu cachorro, já que isso pode salvar vidas através de uma transfusão de sangue.

Neste artigo, discutiremos os diferentes tipos sanguíneos e por que é tão importante que você conheça a qual o seu peludo pertence.

Os diferentes grupos sanguíneos

Os cães apresentam 8 grupos sanguíneos, reconhecidos pela sigla DEA (Dog Erythrocyte Antigen, ou Antígeno Eritrocitário Canino) e vão desde o DEA 1.1 e DEA 1.2 até o DEA 8.

Os tipos mais comuns são o DEA 1.1 e o DEA 1.2.

Os tipos de sangue são identificados e nomeados de acordo com a forma da membrana que recobre as células sanguíneas.

Por que conhecer o tipo sanguíneo de seu cão

menino brincando com cão

Os cães podem sofrer de hemorragias, envolverem-se em acidentes ou necessitar de uma operação em que uma transfusão seja necessária.

Ao contrário dos seres humanos, os cachorros podem receber qualquer tipo de sangue na primeira transfusão sem que ocorra rejeição.

No entanto, caso o cão precise ser submetido a outra transfusão, essa sim deverá ser realizada com um tipo sanguíneo compatível ou o animal apresentará rejeição, correndo risco de morte. Quando o sangue de tipos diferentes se mistura, os glóbulos vermelhos acabam sendo destruídos, algo letal para o seu bicho de estimação.

A melhor maneira de determinar o tipo sanguíneo de seu animal é através de um simples exame de sangue que pode ser realizado pelo seu veterinário.

Quando a transfusão é necessária

É muito importante ter conhecimento do tipo sangue de nosso amigo peludo, afinal de contas, nunca sabemos quando ele pode se acidentar.

Uma transfusão de sangue pode ser necessária nos seguintes casos:

  • Hemorragias por doenças. Os cães podem desenvolver algum tipo de enfermidade que leva à perda de sangue. Caso as hemorragias sejam constantes, a vida do animal corre perigo. Em casos como esses, a transfusão é essencial.
  • Anemia. Essa é outra razão pela qual uma transfusão pode ser necessária.
  • Acidente. Um acidente inesperado pode provocar hemorragias graves que poderiam tirar a vida de sua mascote.
  • Doenças que contaminem o sangue.

Essas são as principais causas. No entanto, podem existir outras.

De onde o sangue é extraído

 

veterinário e cães

Sabendo que os cães recebem transfusões, podemos concluir que eles também podem doar sangue.

Essa é outra razão importante pela qual você deve conhecer o tipo sanguíneo do animal. Ainda que ele não necessite (algo que esperamos que nunca aconteça), ele poderia ajudar outros cãezinhos que possam necessitar doando um pouco de sangue.

Para que um cachorro seja doador de sangue, ele passará por uma bateria de testes para demonstrar a saúde perfeita do animal de estimação.

O cão deverá estar em dia com as vacinas, microchip de localização e todas as outras exigências legais do país.

Uma vez demonstrado que o animal é um doador adequado, será extraída uma amostra do sangue para poder determinar o seu tipo sanguíneo.

Saber tudo isso nos tranquiliza, pois o sangue que nosso amigo de quatro patas pode vir a receber é confiável. Por outro lado, fazer com que o seu peludo doe um pouco para ajudar aos que precisam não tem preço.

Não espere que algo aconteça para conhecer o tipo de sangue de seu bicho de estimação. É melhor prevenir e estar sempre pronto para ajudar a salvar a vida de seu companheiro e, quem sabe, a de outros.