Incrível: cães que detectam o câncer

Tal como diz o título, é incrível, mas é real. Existem cães que podem ajudar a detectar câncer e o seu também pode servir para detectá-lo, desse forma, podem prevenir que muitas pessoas se submetam a exames invasivos.

Cães que ajudam a detectar o câncer, Tsunami

Ao ver a Tsunami, ninguém imaginava que atrás da simpatia dessa linda cadelinha, se escondia um grande talento.

Os pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unido,s afirmam que ela é capaz de identificar o câncer de ovários através do cheiro em um lenço de papel, com uma efetividade que supera os 90%.

Essa descoberta abre uma nova janela para uma doença responsável por milhares de mortes no mundo, e que hoje em dia não existe nenhum teste efetivo para detectar essa doença de maneira precoce.

Os humanos contam com 50 milhões de células olfativas, enquanto que os cães contam com 220 milhões, por isso eles podem ajudar nas missões de resgate.

Além do mais, agora está provado que essa grande colaboração canina tem um possível uso médico.

Outras pesquisas afirmam que mais cães detectam o câncer

Cães que podem detectar o câncer

O especialista em urologia, Gian Luigi Taverna, do Instituto Clínico Humanitas de Milão, decidiu coletar amostras de urina de 320 homens com câncer de próstata e de 357 homens saudáveis, para depois serem avaliados por dois cães que detectam o câncer.

Um dos cães detectou quase 100% das amostras de urina com câncer, enquanto que o outro, teve porcentagens um pouco inferiores, mas foram reconhecidos, igualmente, como de alto nível nesse trabalho.

Segundo a Associação Americana de Urologia, entre os dois animais, foi alcançada uma média de 98%.

Qual é a opinião do doutor Taverna?

Sobre essa pesquisa, o doutor Taverna comentou que, no futuro, os cães podem ser uma ferramenta útil para diagnosticar o câncer, se eles forem usados em conjunto com ferramentas de detecção comuns.

Além disso, ele acrescentou que esse método é de custo muito baixo e que não é invasivo para nenhum dos dois.

Detectando mais doenças

Outras pesquisas demonstraram que os cães podem chegar a farejar outras doenças, mas o uso dos mesmos é visto com certo ceticismo, dado que as perguntas mais realizadas são: “Qual é a melhor raça canina para o diagnóstico?”, “Como sistematizar seu uso?”, etc.

Por isso, muitas pesquisas hoje em dia procuram imitar esse tipo de habilidade para “sentir” outras doenças com base em testes químicos ou máquinas.

O que os cães cheiram?

Quando os cães cheiram em busca dessa terrível doença que é o câncer, o que fazem é detectar as substâncias químicas que o tumor emite.

Essas substâncias são conhecidas como VOC ou compostos orgânicos voláteis. Elas também foram encontradas em pessoas com câncer de cólon, de pulmão e de próstata.

Treinando cães para detectar câncer

Cães que ajudam a detectar o câncer

A treinadora de cães, Dina Zaphiris, possui uma trajetória de 25 anos nos Estados Unidos e decidiu fundar uma organização sem fins lucrativos denominada Situ Foundation, com o propósito de treinar cães que detectam o câncer através do olfato.

Ainda se espera que a Agência Americana de Alimentos e medicamentos (FDA) aprove um kit médico detector de cheiros para cães.

Segundo o sistema de Dina, os pacientes exalam, mediante um tubo, o cheiro de um tecido que contém compostos orgânicos voláteis, que são logo farejados pelos cães treinados para detectar células malignas.

Os resultados desse sistema seriam algo como um teste precoce, que poderia ser usado para verificar os resultados de uma mamografia, por exemplo, muito antes do médico recomendar fazer uma biópsia.

Dina comentou que para uma pesquisa como essa, um cão deve ser treinado por, aproximadamente, seis semanas.

Recorrer ao cão ou à tecnologia?

A diretora do centro de trabalho com cães da Universidade da Pensilvânia, conhecida como Cindy Otto, comentou que Tsunami, a cadelinha pastor, recebeu esse apelido pelo fato de se aproximar das pessoas com muito entusiasmo e que seu treinamento foi bem sucedido; pois quando a cadelinha trabalha para detectar o câncer de ovário, ela se mostra tranquila e bem concentrada.

Sua forma de trabalhar é lenta e caminha em círculos ao redor de um teste que tem amostras sanguíneas, e quando ela cheira e se senta, é porque encontrou compostos orgânicos voláteis.

Você já tinha ouvido falar da Tsunami? O que você pensa sobre a possibilidade de que os cães que detectam câncer possam trabalhar em conjunto com os médicos?