Informação sobre os filhotes: o processo de dentição canina

A dentição canina é um processo que pode ser incômodo e, inclusive, doloroso. Da mesma forma que ocorre com os humanos, os cães nascem sem dentes. Nas primeiras semanas de vida os dentes de leite começam a crescer e, meses mais tarde, surgem os definitivos.

É neste período de troca que o seu cachorrinho morderá tudo o que ele encontrar à sua frente para acalmar a inflamação de suas gengivas.

Alguns dados sobre a dentição canina

Os primeiros dentes de leite de seu filhote começam a sair por volta de duas ou três semanas depois partir de seu nascimento. Entre incisivos, caninos e pré-molares, completará um total de 28 dentes, entre a sexta e a oitava semana.

Saiba que os filhotes não têm molares nesta etapa inicial, sairão diretamente os definitivos.

Entre os 4 e 7 meses, o cachorrinho perderá os pequenos dentes temporários e começarão a sair os novos, até completar um total de 42 dentes. Todo o processo costuma estar completo quando o seu animal de estimação se aproxima do primeiro ano de vida.

O que pode ocorrer durante o processo de dentição?

Dentes de filhote

Autor: ccrv

Além de morder tudo o que encontra, há outros sinais que indicam que o seu filhote está trocando seus dentes.

Sangramento das gengivas

Não se assuste caso veja um pouco de sangue. É absolutamente normal. Mesmo as suas pequenas mordidas poderão favorecer que algum dentinho frouxo se solte e que isso produza um leve sangramento.

Mordidas

Em sua necessidade de levar tudo à boca, para tentar acalmar o incomodo ou a dor, pode ser que o cachorrinho passe de pequenas mordidas a mordidas que podem machucar. O importante é que ele não morda você ou algum membro da família.

É aqui onde você deverá se impor como chefe de sua matilha e fazer o animal entender que ele não deve fazer isso com as pessoas.

Gemidos, apatia, diarreia

São todas formas de manifestar o doloroso processo que é a troca da dentição canina. Se os sinais persistirem ou tornarem-se mais graves, principalmente no caso da diarreia, leve-o ao veterinário.

E não se assuste caso não encontre nenhum dente de leite de seu filhote. É provável e normal que ele os engula.

Como posso ajudar o meu filhote?

Bem, você já se deu conta de que seu pequeno não pode deixar de mordiscar. Destroçou seus brinquedos preferidos e fará o mesmo com qualquer coisa que encontre em sua frente: sapatos, pernas de móveis, roupas…

É muito importante então que você lhe dê mais objetos para morder. Mas não qualquer objeto. O mais recomendável é que ofereça brinquedos específicos para esta etapa que ele está atravessando.

Consulte o seu veterinário sobre as melhores opções.

Filhote com dona

Considere o seguinte:

  • Tire de seu alcance tudo o que ele pode morder e que você quer preservar;
  • Se o animalzinho vai ficar só em casa por alguns momentos, deixe-o na companhia de uma grande quantidade de brinquedos;
  • Se notar que ele está muito incomodado ou com dor, aplique um pouco de gelo em suas gengivas;
  • Faça picolés com alguma comida de seu agrado, congele-a em um recipiente com água. Assim, enquanto ele tenta chegar ao alimento, aliviará sua inflamação.
  • É provável que possa vir a crescer o dente novo sem que o de leite tenha caído. Se a situação não se resolver em poucos dias, o dente de leite deverá ser extraído por um profissional antes que possa danificar o dente definitivo;
  • Passe mais tempo com o seu cachorrinho e preste muita atenção. Se ele se distrair brincando ou recebendo cariíias, certamente ele se esquecerá, por um momento, do incômodo e da dor que está sentindo;
  • Não o castigue caso ele destrua algum objeto de seu interesse.

Cachorrinhos com dentes saudáveis e fortes

A saúde bucal de seu cão não deve ser esquecida em nenhum período de sua vida.

  • É de suma importância que, enquanto sua dentição se completa, o veterinário zele para que tudo corra bem.
  • Acostume o seu filhote a ter seus dentes manipulados. Assim, você poderá controlar adequadamente e começar a escovar os dentes dele de forma regular.
  • Tente fornecer a ele alimentos que reduzam a acumulação de placa e a formação de tártaro.

Tente se lembrar de quão incomodo foi para você trocar os dentes, certamente você entenderá o seu cachorrinho e poderá tornar este processo mais suportável para ele. Tenha muita paciência, já que, no final do processo, lindos dentes estarão presentes.