Informe-se sobre a doação de sangue de cães

Informe-se sobre a doação de sangue de cães

Talvez, assim como aconteceu comigo até agora, este fosse um tema no qual você nunca tinha parado para pensar. Mas a verdade é que, o que acontece se um cão sofre um acidente e precisa de uma transfusão? De onde é obtido o sangue? E agora que paramos para pensar nisso, será que os cães têm tipos diferentes de sangue? Hoje vamos aprofundar um pouco este tema e explicaremos alguns pontos sobre a doação de sangue de cães. Convidamos a todos a aprender junto conosco.

Passos a seguir para uma doação de sangue canina

Cachorro no veterinário

Assim como no caso dos seres humanos, também são realizados exames exaustivos nos cães para saber se o seu estado de saúde é bom o suficiente para fazer uma transfusão canina com seu sangue.

É preciso determinar claramente que o cão está livre de anemia, danos internos, doenças crônicas e outras coisas que poderiam fazer com que o sangue não estivesse 100%.

Quais cães precisam de uma transfusão canina?

As transfusões são de especial importância para aqueles cães que:

  • Estão sofrendo de hemorragias por algum tipo de doença;
  • Aqueles que sofrem de anemia;
  • Aqueles que sofreram acidentes graves e perderam sangue;
  • Os que podem ter algum tipo de doença que chegue a contaminar o sangue.

Quantos tipos sanguíneos existem no caso dos cães?

A quantidade que se extrai de um cão para uma doação de sangue é a mesma que a retirada de pessoas, um pouco menos de meio litro, ou para sermos exatos, 450 mililitros.

Nos cães há 8 tipos sanguíneos diferentes que são os seguintes:

  • DEA 1.1;
  • 1.2;
  • 3;
  • 4;
  • 5;
  • 6;
  • 7;
  • 8.

Os mais importantes e comuns são o DEA 1.1 e o 1.2, por isso o ideal é que o doador canino tenha este tipo de sangue em sua forma negativa.

Quando vai ser realizada pela primeira vez uma transfusão em um cão não é necessário assegurar-se de que tipo é o sangue, já que não há nenhum caso de rejeição de transfusão canina. No entanto, se em datas posteriores um mesmo cão for se submeter a outra transfusão canina, ela deverá ser do mesmo tipo de sangue do cachorro.

Como deve ser um cão doador?

Devido aos exames exaustivos aos quais um cão é submetido para saber se pode ser um doador, eles devem gozar de excelente saúde. Devem ter todas as vacinas em dia, estar totalmente desparasitados e não apresentar nenhum tipo de doença infecciosa.

Durante um ano, antes de ser doador, o cão será submetido a dois exames completos para comprovar que tudo está bem e que não havia nenhum tipo de doença “oculta” que ainda não havia se manifestado.

Os cães devem pesar pelo menos 20 quilos, e são muito melhores os cães de personalidade tranquila como o labrador, já que não seria necessário recorrer aos sedativos para realizar a extração. Um cão pode doar sangue a cada 8 semanas.

Onde pode ser realizada a doação de sangue canina?

Cãozinho fazendo transfusão canina

O fato é que há pouca conscientização sobre este tema na maioria dos países, e há pouquíssimos bancos sanguíneos nos quais podemos levar nossos animais de estimação para doar sangue.

É uma pena, já que cada vez mais cães precisam de uma transfusão canina. Nós de Meus Animais queremos chamar a todos que tenham animais de estimação para que sejam generosos e ajudem a salvar as vidas dos animais de estimação de outras pessoas.

Os diferentes bancos de sangue costumam estar situados em diferentes universidades veterinárias, e por isso normalmente os cães que estão localizados ali ou os dos pesquisadores e estudantes que estão diariamente no local são os únicos doadores de sangue canino que existem. Entretanto, suas portas estão abertas para todo aquele que desejar levar seu animal de estimação.

O animal não irá sofrer nenhum dano e tudo é feito de forma totalmente gratuita. Ajude outras famílias a conseguir que seus animais de estimação continuem com eles.

Se você não sabe onde ir para doar o sangue de seu animal, converse com o seu veterinário para que ele possa indicar um local especializado neste tipo de doação.