Irresponsabilidades dos donos de cães

Irresponsabilidades dos donos de cães

Quando adquirimos ou adotamos um animal de estimação, estamos nos tornando responsáveis por um ser vivo que teremos que respeitar e cuidar adequadamente. Entretanto, além de situações extremas como o maltrato e o abandono, há uma série de irresponsabilidades dos donos de cães que, infelizmente, são muito comuns.

Principais irresponsabilidades dos donos de cães

Mulher na praia com cachorro

A teoria está acostumada a ser muito bonita e muitos enchem a boca com ela, mas na hora de colocá-la em prática, ela costuma ser só história. E assim, consciente ou inconscientemente, uma boa parte dos donos de cães agem de maneira irresponsável.

Para começar, os donos não costumam identificar devidamente os seus cães com microchip, tal como estabelecem as normas vigentes em determinados países. Não levam conta que isto é fundamental caso o animal se perca, ou se for necessário viajar para o exterior com ele.

Outros passam por cima da etapa de socialização e não se preocupam com a educação dos peludos e com as regras básicas de comportamento. Certamente, depois culparão os pets, quando estes manifestarem diferentes problemas de comportamento.

Deixando de lado situações extremas como o maltrato e o abandono, há uma série de irresponsabilidades que os donos de cães cometem de forma frequente

Descuidos com a saúde dos cães

Uma visita periódica ao veterinário deveria ser a regra de ouro a partir do primeiro momento em que um cão entra em nossas vidas. Entretanto, muitas pessoas se comportam irresponsavelmente com seus peludos, colocando em sério risco a saúde destas criaturas. Por exemplo:

  • Não os desparasitam e nem os vacinam no tempo certo e de forma correta.
  • Não vão à consulta quando o cão apresenta sintomas persistentes de que não está bem. Porém, depois choram se o animal de estimação morre.
  • Dão aos cães medicamentos para humanos que podem ser letais para eles.
  • Não os esterilizam para evitar nascimentos não desejados.

Falta de responsabilidade na hora de alimentar os peludos

Não dar aos cães a alimentação adequada, de acordo a idade, o tamanho e a raça é uma das grandes irresponsabilidades que as pessoas cometem com seus cães.

Isso, somado a não calcular a quantidade de alimento que um cão deve ingerir ao dia, costuma gerar problemas de obesidade. O problema se agrava ainda mais se se oferece ao animal de estimação um excesso de guloseimas como prêmio, ou simplesmente para agradá-lo.

Neste item também é um engano não adquirir alimentos de qualidade com a desculpa de economizar um pouco de dinheiro ou por acreditar que as rações são todas iguais. Assim, as consequências de uma dieta com déficit nutricional não demorarão a aparecer.

Irresponsabilidades na hora do passeio

Há quem acredite que por terem uma casa ampla, com quintal, terraço ou jardim, não é necessário levar o cão para passear, já que ele pode fazer tranquilamente suas necessidades e tem suficiente espaço para se movimentar.

Entretanto, o passeio é fundamental para o animal, já que ele não apenas se exercita, mas também se socializa com seus congêneres e explora o ambiente, sobretudo através de seu olfato. Por isso, terá que dar a ele o tempo necessário para que ele possa realizar tranquilamente estas atividades.

Uma grande irresponsabilidade nesta área é deixar o cão amarrado em via pública e aproveitar o passeio para realizar trâmites ou compras. Muitos animais são roubados nestas circunstâncias.

Aqui cabe também o tema de recolher as fezes do animal. Todo dono responsável deverá levar consigo os elementos necessários para recolhê-los e descartá-los de maneira correta.

A responsabilidade não tira férias

Cachorros passeando

O importante é entender que os cães não são brinquedos ou outro tipo de objetos. Nunca é demais repetir que ter um animal de estimação implica em uma série de responsabilidades. Entre elas se encontra também poder dedicar o tempo necessário a eles.

Deixar um animal sozinho durante todo o dia não é um bom plano. Muito menos castigá-lo se o cão, angustiado pela solidão, destroça tudo o que encontra em seu caminho.

Mas além do carinho que deve ser oferecido a um cão, existem outras formas de lhe demonstrar afeto e é cuidando dele da melhor maneira possível: com muita responsabilidade.

 

Créditos da imagem: Travel and Roll.