Istambul, a cidade dos gatos

cidade dos gatos

Istambul é uma cidade muito peculiar. Quem já foi diz que as ruas estão cheias de barracas de ambulantes que vendem até o invendível”. Embora esta não seja a única peculiaridade da cidade, tem outra ainda mais estranha: Istambul é a cidade dos gatos.

Assim é, a cidade está cheia de gatos que se poderia dizer que são de rua. Mas isso é apenas porque eles moram na rua, porque na verdade eles vivem como marajás. Apresentaremos estes felinos tão peculiares que vivem em Istambul, conhecida como a cidade dos gatos.

Por que Istambul é conhecida como a cidade dos gatos

gata-famosa-que-tem-sua-estatua

Fonte: Facebook do Tombili

Os nativos de Istambul sempre amaram os animais. Preocuparam-se em alimentá-los e em velar pelo bem-estar deles. Isto fez com que se criasse um vínculo inquebrável entre eles.

Embora esta também tenha sido a causa de que cada vez mais e mais gatos chegassem à cidade. Por serem alimentados, todos os felinos vinham à cidade dos gatos e ficavam. E isso sem contar todos os bebês felinos que nasceram em Istambul.

Os gatos se tornaram algo tão característico da cidade que vê-los é algo tão comum como ver os pés dos pedestres ou os paralelepípedos do chão. É algo normal, habitual, e nenhum residente estranha ao ver centenas de gatos perambulando pelas ruas.

Porém, para os turistas, esse é um fato que não passa desapercebido, porque a quantidade de gatos é descomunal. Na verdade, calcula-se que o número deles passa de 150 mil.

De onde começaram a vir tantos gatos

Ao que parece, como Istambul era uma cidade portuária por onde passavam grandes navios de carga de mercadorias, os felinos vinham neles com a finalidade de apanhar ratos. Assim, centenas de gatos foram ficando entre a população e nunca mais se foram.

Mas o fato de os residentes de Istambul cuidarem bem dos animais remonta há muito tempo. Desde o período Otomano já se podia ver nas construções portas para gatos e janelas para abrigar pássaros.

Também se atribui este fato ao amor aos gatos do profeta do Islã Maomé, a maior religião na Turquia.

Na cidade dos gatos, os felinos de rua são convidados

a-ilha-dos-gatos

Fonte da imagem: lamenteesmaravillosa.com

Em Istambul, o governo determinou que fossem feitos albergues específicos para eles e diferentes instalações de comida nas ruas. E, além disso, há uma conta no Instagram onde postam fotos de muitos deles, das posturas ou outras coisas divertidas que fazem.

Mas não só o governo se encarrega de cuidar destes animais. Muitas pessoas são vistas colocando comida e água, assegurando assim que os gatos estão bem.

É possível vê-los nas prateleiras de lojas, em cafeterias, ronronando para os clientes, e nos restaurantes, perseguindo os garçons. Eles podem entrar virtualmente em todos os locais, porque formam parte do cenário da cidade e ganharam o amor de todos.

Muitos fotógrafos tentam tirar as melhores fotos instantâneas dos gatos e alguns deles já se deparam com enormes surpresas. Um fotógrafo afirma que os gatos são capazes de chegar onde nós não podemos. Por exemplo, ele se lembra de uma ocasião em que, seguindo um dos felinos, este se enfiou em um buraco onde ele não cabia.

Assim, ele colocou apenas a lente da câmera e se deparou com o interior de um prédio que ele nunca tinha visto antes. Parece que os muitos felinos que vivem na cidade dos gatos têm muitos segredos que não querem revelar.

É muito bonito pensar em uma cidade preocupada em velar pelo bem-estar dos animais de rua, transformando-os em algo especial e pertencente ao país. Parabéns Istambul!