Como lidar com a insolação nos cães

Quando nos aproximamos dos meses de primavera e verão, que são os mais quentes, é importante lembrar que a insolação é um fenômeno relativamente comum em animais de estimação, especialmente cães e gatos.

A cada verão, centenas de cães são levados urgentemente para hospitais veterinários, porque eles sofrem de insolação. Alguns destes casos são leves, mas, infelizmente, também podem ser graves e fatais.

No verão, é muito importante que tomemos certas precauções. Então compartilharemos algumas dicas para que você saiba como lidar com a insolação nos cães.

O que é insolação?

Problemas com insolação

A hipertermia é o termo utilizado para descrever um aumento da temperatura corporal. Esse aumento, tipicamente, ocorre em resposta a um estímulo, tal como uma inflamação no corpo ou um ambiente quente.

Quando um cão é exposto a temperaturas ambientes elevadas, insolação ou exaustão pelo calor, pode vir a sofrer de hipertermia. Isso porque os cães não suam pela pele, como fazem os humanos.

Os cães suam através das almofadas de seus pés e pela respiração ofegante do nariz. Se um animal não pode efetivamente expulsar o calor, a temperatura interna do corpo começa a subir.

No caso da insolação, a respiração ofegante não é suficiente para resfriar o corpo.

A insolação ocorre quando os mecanismos normais do corpo não podem manter a temperatura em uma faixa segura.

Um cão com um golpe de calor moderado tem uma temperatura corporal de entre 40°c-41 °c e pode ser recuperado em uma hora, se forem prestados os primeiros socorros e o tratamento veterinário imediato.

Lembre-se que a temperatura do corpo normal é de entre 37°c e 38 °c.

A insolação grave, quando a temperatura do corpo está acima de 41°c, precisa de tratamento veterinário imediato ou pode ser fatal.

Uma vez que são detectados os sinais de insolação, há pouco tempo para evitar danos maiores ou mesmo que a morte ocorra.

Geralmente, os donos não estão conscientes de que seus animais de estimação estão desenvolvendo esta condição até que seja tarde demais para reverter isso.

Para evitar qualquer situação mais grave, é importante aprender a reconhecer os sinais de insolação e impedir que isso aconteça ao seu cão.

Como mencionado, o tratamento médico de emergência é necessário para evitar danos de múltiplos órgãos e a morte. Portanto, o reconhecimento precoce dos sinais comuns de golpe de calor é essencial para salvar a vida de seu amiguinho.

Sinais de insolação

Insolação

Um cão que sofre de insolação irá apresentar vários sinais, tais como respiração ofegante rápida, língua vermelha brilhante, gengivas vermelhas ou pálidas, saliva pegajosa, depressão, fraqueza, tonturas, vômitos – talvez com sangue-, diarreia e coma.

O que você deve fazer é retirar o cachorro da área quente imediatamente.

Antes de levá-lo ao seu veterinário, tente abaixar sua temperatura: Molhá-lo com água fria ou, no caso de filhotes ou cães de pequeno porte, use água morna.

Além disso, aumente a circulação do ar, coloque-o próximo a um ventilador.

Tenha cuidado: o uso de água muito fria pode ser contraproducente.

Um esfriamento rápido demais poderá causar outras condições médicas, que talvez possam, eventualmente, ameaçar a vida do seu animal de estimação. A temperatura retal deve ser verificada a cada 5 minutos.

Quando a temperatura corporal cair, as medidas de resfriamento devem cessar e o cão deve ser completamente seco e coberto, de modo que nenhuma outra perda de calor venha a ocorrer.

Mesmo que pareça estar se recuperando, você deve levá-lo ao seu veterinário o mais rápido possível. Ele ainda deverá ser examinado, uma vez que poderá, talvez, estar desidratado ou ter outras complicações. Portanto, você deve permitir o acesso à água para reidratá-lo.

Uma vez sob controle veterinário, o profissional irá controlar a temperatura, dará líquidos e, às vezes, oxigênio. Possivelmente, serão tiradas algumas amostras de sangue para monitorar o seu tempo de coagulação.

Para evitar que isso tudo ocorra ao seu animal, em dias quentes, mantenha-o em um ambiente fresco e arejado.

Certifique-se de que ele não perca água e evite passeios ao ar livre ao meio-dia ou quando o sol estiver muito quente.