Linguagem: meu cão não fala e por isso eu o entendo

Embora, seu cão não fale, no sentido humano que damos ao termo, ele se comunica de diferentes formas. Saber interpretar a linguagem de seu cão é fundamental para que você possa entender o que ele sente, quer e necessita, sem que utilize as palavras.

Seu cão não fala, mas…

Às vezes as palavras sobram ou são mal interpretadas. As palavras também podem expressar mentiras. Por isso, é bom que você possa interpretar o que o seu cão diz através dos sinais mais inequívocos.

Um cão se comunica através de:

“Se os cães pudessem falar, possivelmente nos darmos bem com eles seria tão difícil como com as pessoas”
-Karel Capek-

Para entender o seu cão

cão-latindo

Apesar dos cães terem a habilidade de reconhecer algumas palavras que dizemos, eles não necessitam delas para saberem de nossos estados de ânimo e do que está acontecendo conosco.

É importante então que você também aprenda a reconhecer o que ele está te dizendo com as muitas formas de comunicação que ele utiliza.

Para isso, é necessário observá-lo com paciência e dedicação, até aprender a ler as entre linhas e detectar sutilezas.

O que diz um cão com o seu rabo e suas orelhas

O rabo de um cão dá sinais claros:

  • Quando ele não para de sacudi-lo de maneira enérgica, ele está contente.
  • Se o move lentamente, está cauteloso.
  • Rígido e levantado, significa sinal de alerta.
  • Entre as patas, se traduz como medo.

Também, as orelhas de um cão, diferente das dos humanos, são extremamente expressivas. Por exemplo:

  • Erguidas para frente ou para cima é um sinal de que está prestando atenção. Também pode indicar curiosidade ou a intenção de fazer algo.
  • Contra a cabeça é sinônimo de medo ou ameaça.
  • Para frente, mas perto da cabeça, podem indicar agressividade.
  • Para trás, mas sem estarem esmagadas, assinalam infelicidade, ansiedade ou incerteza.

Olhos que falam

Os olhos de seu peludo podem chegar a ser tão comunicativos quanto os teus. Assim, dê muita atenção aos olhares dele:

  • Os olhos bem abertos indicam que está alerta e brincalhão; quando entrecerrados podem significar que se sente agressivo e preparado para atacar.
  • Se olha fixamente expressa um comportamento desafiante e dominante.
  • Se evitar o contato com seus olhos possivelmente esteja mostrando respeito ou submissão.
  • Se piscar, ele está sendo brincalhão.

Gestos e posturas

Dedique atenção também a esses detalhes:

  • Se sele deitar com a barriga para cima pode estar mostrando respeito à autoridade ou resistência passiva a uma ameaça que percebe.
  • Se se sente ameaçado, possivelmente arrepiará o pelo de suas costas.
  • Se está assustado ou inseguro, pode encolher-se ou agachar-se.
  • Se estiver com a cauda baixa, mas com um mínimo de movimento, pode indicar que está triste ou que não se sente bem.
  • Quando está disposto a atacar é muito provável que mostre a parte branca de seus olhos e que olhe de forma direta para a potencial ameaça. Certamente, também sua cauda estará baixa, seu corpo estará rígido e inclinado para frente, e mostrará os dentes.

Os cães expressam desconforto de diversas formas. Por exemplo:

  • Espirram ou bocejam de forma excessiva.
  • Lambem os lábios.
  • Põem o corpo rígido.

Sinais sonoros

cão-latindo2

Aprender a diferenciar os latidos de seu cão e suas outras expressões sonoras lhe ajudarão sem dúvida a entendê-lo melhor. Vejamos alguns exemplos:

  • Um latido agudo e rápido indica agressividade e territorialidade. Um gutural (da garganta) e curto é uma advertência de um perigo potencial. Um curto e agudo é um sinal de amizade.
  • O grunhido de tom grave mostra agressão. Mas se se apresenta como um murmúrio significa alegria. Se for suave, é um indicador de brincadeira.
  • O uivo comprido e sustenido assinala separação e solidão. Se for curto e agudo e vai aumentando, indica felicidade ou emoção. O “tipo sereia” é uma resposta a outro uivo ou a um ruído constante.
  • Gemidos curtos indicam medo ou ansiedade. Se o tom é baixo significa ansiedade ou submissão. O tom agudo denota um pedido de atenção ou indica uma dor severa.

Com toda essa bateria de ferramentas que os cães têm para se comunicarem, se eles também utilizassem palavras, já seria um exagero.