Manchas nos olhos dos cães: o que são e como remover

Alguns cães costumam ter manchas marrons, quase vermelhas, abaixo das pálpebras inferiores. Você deve estar se perguntando por que elas surgem, não é? Elas são produto das lágrimas do cão.

Além disto, como o pelo úmido é um caldo de cultivo para bactérias e leveduras, estas também ajudam no aparecimento destas manchas “oxidadas”.

Fatores que contribuem para a formação de manchas nos olhos dos cães

Manchas nos olhos dos cães

Se os olhos do seu melhor amigo peludo lacrimejam mais que o normal, estamos ante uma condição chamada epífora.

O lacrimejar abundante e constante deve-se a uma obstrução dos canais lacrimais como consequência de uma inflamação ou uma doença. De qualquer forma, é necessária uma visita ao veterinário para detectar a origem do problema e determinar os passos que deveremos seguir para saná-lo.

A primeira coisa que o veterinário terá que avaliar é se o cão tem alguma infecção, se está sofrendo de alguma alergia, se entrou alguma sujeira nos olhos ou se o animal apresenta alguma outra alteração em seus olhos que possa estar provocando uma maior secreção de lágrimas.

Ante estas circunstâncias, é provável que ele receite antibióticos ou que desobstrua os canais de drenagem mediante uma técnica chamada “flushing”. Só em casos muito específicos uma cirurgia se fará necessária.

Dentre os fatores que favorecem a formação destas manchas, podemos assinalar:

A idade

Quando os filhotes estão na fase em que os dentes estão crescendo, eles têm lágrimas mais ácidas e, por tal motivo, favorece a coloração avermelhada na zona.

Por outro lado, os animais mais idosos também as apresentam, mas por seus condutos lacrimais tenderem a se obstruírem mais do que quando eram jovens.

A raça

Aquelas raças de olhos grandes, ou também saltados, são as raças mais propensas às manchas. É o caso do Poodle francês (Caniche) e dos Chihuahuas, que apresentam epífora sem que, necessariamente, tenham tido um aumento na produção de lágrimas ou alguma incapacidade para drená-las.

Por terem as órbitas oculares excessivamente planas, estes cães não podem conter as lágrimas e, por tal motivo, estas saem pela parte exterior da pálpebra.

A alimentação

O que um cão come é fundamental para determinar a composição de suas lágrimas. Às vezes, mudando a dieta – a comida caseira ou a alguma ração livre de grãos –, as manchas diminuem ou desaparecem.

Pelos obstruindo os olhos

Se o animal for muito peludo e tiver sempre pelos sobre os olhos, seguramente gerará mais lágrimas e, como consequência surgirão as manchas.

Nestes casos, recomenda-se cortar os pelos de sua cara com muito cuidado ou levá-lo a um profissional de beleza animal, ou ainda, prender com uma presilha.

A água

O “elemento vital” que sai da torneira costuma conter muitos minerais que favorecem a formação das manchas. Alterar para água filtrada ou engarrafada pode ser a solução.

Como tirar as manchas dos olhos dos cães

Removendo as manchas

Se o seu cachorro é dos que andam pela vida com manchas abaixo dos olhos, o veterinário poderá aconselhar você sobre os melhores produtos para removê-las. De qualquer forma, você poderá testar uma destas opções:

Limpe a cara de seu cachorro diariamente com uma toalhinha molhada com água morna

Na realidade, este é um método preventivo. A melhor maneira de livrar o seu cachorro das manchas é prevenindo-as, já que a higiene diária da zona poderá contribuir muito para evitá-las.

Utilize camomila para ajudar a combater as bactérias que são produzidas pelas lágrimas de seu cão

Higienize os olhos e as manchas com um algodão embebido em uma infusão morna ou fria desta erva.

PH balanceado

Você poderá adicionar uma colher de sopa de vinagre de maçã em sua água ou em sua comida. Deve-se começar a adicionar aos poucos, para que o cão se acostume ao sabor diferente.

Utilize bebedouros e comedouros de aço ou cerâmica

Os bebedouros e comedouros de metal ou cerâmica mantêm-se mais limpos do que os de outros materiais. De maneira geral, para evitar a introdução de mais bactérias ou fungos, higienize as tigelas diariamente e troque a água de forma constante.

Leve em conta que, se você não tratar o problema do lacrimejo constante de seu cão, as manchas continuarão e sua pele sofrerá lacerações e irritações crônicas, que podem se tornar severas. Portanto, não descuide do problema e consulte o seu veterinário.

Créditos da imagem: Andres Atehortua.