Por que é melhor adotar dois gatos ao invés de um?

adotar dois gatos

Se você gostar dos bichanos e decidiu incorporar um destes bichinhos ao seu lar, considere seriamente esta proposta: Se suas finanças assim permitirem, é melhor adotar dois gatos. Contaremos o porquê.

Adotar dois gatos: o mesmo trabalho, mas o dobro de alegria e de carinho

O ideal é que adote dois gatos de uma mesma ninhada para que eles cresçam juntos. De qualquer forma, se você já tiver um bichano e quer incorporar outro amigo miador à família, também poderá fazer isso tomando algumas precauções.

É que dois gatos lhe darão quase o mesmo trabalho que um, mas o dobro de satisfações. Você comprovará isso.

Mas o mais importante é que os bichanos que são animais muito sociáveis, embora alguns neguem isso  crescerão felizes e terão um comportamento muito melhor, e também personalidade.

Se falamos de gatos, é melhor que adote dois ao invés de um, sempre que suas finanças permitam isso. Você não se arrependerá: eles crescerão mais saudáveis e felizes e terão um comportamento e personalidade muito melhores. E a diversão estará garantida em seu lar.

Saiba por que é melhor dois do que um quando se trata de gatos

gatos-que-comem-erva

Entre as vantagens de adotar dois gatos ao invés de um, podemos destacar:

  • Adaptação. Se for traumático separar um filhote de sua mãe e levá-lo para um novo lar, o impacto será muito menor se o bichinho for acompanhado por um irmão.
  • Socialização. Um bichano que cresce junto com outro de sua espécie será menos agressivo quando ele se transformar em adulto e ele se relacionará melhor com outros felinos.
  • Brincadeiras. Ter um companheiro de aventuras felino é muito bom. Mas além de ser muito divertido vê-los brincar, isso lhe livrará de algumas mordidas e arranhões que eles dirigiriam a você durante as brincadeiras, se ele não conta com um amigo de sua espécie.
  • Companhia. Se você passar muito tempo fora de sua casa, os bichinhos farão companhia um ao outro, evitando assim a solidão e o tédio. Eles não apenas brincarão um com o outro, mas também dormirão juntos e se “limparão” mutuamente.
  • Saúde física e mental. Ao se manterem ativos em suas brincadeiras, eles não correm o risco de se tornarem obesos e se manterão ágeis e em forma. Além disso, por não ficarem sozinhos, evitarão a apatia e certas atividades destrutivas.

Alguns temas a serem levados em conta se você tiver mais de um amigo miador

Outros temas que você deve levar em conta se decidir adotar mais de um bichano são:

  • Se tiver dois machos, eles se darão melhor se forem castrados. Se se tratar de uma fêmea, lembre-se que eles se reproduzirão, ainda que sejam irmãos. Assim, evite ninhadas indesejadas e esterilize-os.
  • Se você tem um só gato e ele está traumatizado por algum motivo, está velho ou está doente, possivelmente, nesses casos, não seja uma boa ideia incorporar outro bichano à família.
  • Os gatos não se prendem a raças e nem estabelecem diferenças entre eles por este motivo. Portanto, esse tipo de diferença não tem importância na hora da convivência entre felinos domésticos.
  • Em caso de incorporar outro animal ao lar, atente para que ele tenha um comportamento e nível de atividade similar ao bichano “original” para que eles se deem melhor.
  • O ideal é que o novo gato seja um indivíduo mais jovem se seu bichano for um pouco tímido ou inseguro. Assim, ele poderá ensinar algumas coisas ao recém-chegado e elevar sua autoestima.

Você não se arrependerá se adotar dois gatos

alergia-aos-gatos

Mas como nada é perfeito, é importante que se coloque na balança outras questões que implicam em se ter dois gatos. Por exemplo que se duplica o gasto com comida, veterinário, vacinas, brinquedos, areia, etc.

Mas também se duplica o amor, a companhia e … a diversão. Brincar com os bichanos ou simplesmente vê-los brincar não tem preço.

Por isso, o balanço é positivo e se a questão econômica não for um problema, leve adiante a ideia e se decida por ter dois gatos ao invés de um: eles poderão desenvolver melhor a natureza felina e viverão mais saudáveis e felizes.