Meu cão enxerga como eu?

cão enxerga

Já ouvimos muitas vezes que o nosso cão enxerga em preto e branco. Não é bem assim. A verdade é que os cães enxergam menos cores que os humanos e enxergam muito mais que nós na escuridão.

A visão dos cães é diferente da nossa, mais especializada e adaptada à pouca luz. Eles têm uma acuidade visual inferior à nossa e percebem menos cores. A visão deles é adequada para o ambiente em que vivem e para as necessidades de sua espécie.

Um cão enxerga melhor na escuridão

cão enxerga

Os caninos, cães e lobos em geral, contam com uma capacidade superior à das pessoas para poder enxergar na escuridão. Esta visão lhes permite realizar a caça noturna com maior eficácia.

Os gatos ainda têm uma visão noturna superior à dos cães. Suas habilidades para a caça na escuridão são grandes e muito conhecidas. É típica a imagem de um gato saltando de telhado em telhado à noite. Isto apenas seria possível de ser feito com o alto grau de visão de que gozam em ambientes com pouca luz.

Cores que o nosso cão enxerga

O leque cromático dos cães é mais reduzido do que o das pessoas. A visão das cores é menos importante para que um cão sobreviva em seu ambiente.

Os seres humanos dispõem de três tipos de receptores para as cores em seus olhos, cada um especializado na captação das três cores fundamentais ou primárias (vermelho, amarelo e azul). A combinação de todas permite a construção da escala cromática completa.

É certo que os cães não enxergam apenas em preto e branco, mas distinguem menos cores do que as pessoas. Os olhos dos cães dispõem unicamente de dois tipos de receptores visuais, e por isso não podem gerar a gama completa de tonalidades de que dispõem os seres humanos.

Nosso amigo distinguirá azuis de vermelhos ou azuis de verdes, mas não poderá, por exemplo, diferenciar entre verdes e vermelhos. Como um exemplo, enquanto as pessoas enxergam uma erva de cor verde, nosso animal de estimação a apreciará em uma tonalidade amarela.

A visão dos cães pode ser comparada com a de uma pessoa daltônica, que não pode distinguir entre vermelhos e verdes. É curioso observar que se comprarmos uma bola vermelha e a atiramos para o nosso cão na grama verde, não será fácil para ele encontrá-la, já que ele enxerga a bola e a grama da mesma cor. Porém, possuem uma boa visão noturna, que seus antepassados aproveitavam caçando a qualquer hora da noite.

O cão tem um amplo campo de visão

No que diz respeito a seu campo de visão, este também é muito melhor do que o dos humanos, pois podem abranger até 250 graus a seu redor enquanto nós chegamos apenas a 180. A posição dos olhos na cabeça determina o grau de visão periférica, assim como a quantidade de campo visual que se pode ver simultaneamente com ambos os olhos, o que se chama visão binocular, necessária para efetuar medições corretas de distâncias.

Evolução visual e modificações

cão enxerga

Os olhos dos gatos e dos cães evoluíram com modificações adaptativas típicas dos caçadores noturnos. Eles têm uma estrutura especial debaixo da retina chamada “tapetum lucidum”, que funciona como uma forma de espelho, como uma capa refletiva que intensifica a visão em condições de penumbra. Esta estrutura é a responsável pelo efeito de “olhos brilhantes” que se observa quando muitos animais veem as luzes de um carro ou o flash de uma câmara fotográfica.

Entre cães e gatos, a estrutura ou parte do olho que tem um maior poder ótico é a córnea. O elemento cristalino não é tão importante como nos seres humanos. Por isso, em uma cirurgia de extração de cataratas, cães e gatos não necessitam de uma lente artificial intraocular. Eles podem continuar enxergando de uma forma adequada sem a ajuda de uma destas lentes.

Também é certo que em cães e gatos o ouvido e o olfato estão altamente potencializados e podem se integrar perfeitamente em um meio que lhes seja familiar, que conheçam bem, inclusive se eles contarem com um importante déficit visual. Quer dizer, compensarão essa falta de visão com seus outros sentidos.