A motorista que salvou a vida de um gatinho

A motorista que salvou um gatinho

Não há nada mais angustiante do que ver o nosso animal de estimação correndo algum tipo de perigo. A partir do momento em que entram pela primeira vez em nossas casas, passam a fazer parte de nossas vidas, de nossa família, transformando-se em uma parte de nós.

Não sabemos se a heroína desta história tem ou não um animal de estimação, mas o que ela demonstrou com a sua atitude foi que entende muito bem o valor da vida de um animal e o sofrimento do dono de um deles. Esta é uma bela história real em que vemos que ainda há pessoas que amam os animais e estão dispostas a fazer muito por eles.

Começa a angústia

Mulher com seu gato

Como faz todos os dias, uma mulher cujo nome desconhecemos se dirigia a algum lugar com a sua motocicleta. Todos os dias, seu trajeto passava sem nenhum percalço, mas este dia… este dia foi diferente. Ao parar em um cruzamento com semáforos, ela não pôde segurar um grito ao ver como um gatinho estava lutando por sua vida.

Sem saber como, nem quando nem de onde, um pequeno gatinho que tinha apenas cerca de 2 ou 3 meses se encontrada no meio de uma rua principal muito movimentada, a ponto de ser atropelado pelas grandes rodas de carros enormes que transitavam por ela.

Que angústia! Já entendemos por que a motorista gritou. Cada vez que ela via que, apesar de ter desviado de um carro, o gatinho se movia para outro lado arriscando-se novamente, um nó se formava no coração de nossa protagonista.

A motorista não parava de fazer gestos com as mãos para os carros que circulavam no sentido contrário, lugar onde estava o pequeno gatinho.

Ela fez todas as tentativas possíveis para fazer com que os condutores vissem que havia um pequeno animal na rua e que poderiam matá-lo. Mas, obviamente, os condutores não entendiam o que estava acontecendo, e muitos nem chegaram a ver os seus gestos.

E então o sinal ficou verde…

Gatinho branco

Não sabemos como este gatinho saiu ileso após estar no meio da rua pela qual os carros transitavam. A motorista suspirou aliviada ao ver que o semáforo finalmente ficou verde para ela e vermelho para o lado contrário, no qual estava o gatinho. Ela não podia tirar os olhos do animalzinho e de uma senhora que estava muito nervosa na calçada contrária e que, pela sua atitude, demonstrava que queria fazer algo.

A motorista não pensou duas vezes e quando o seu semáforo ficou verde, foi pelo lado contrário até onde estava o gatinho. Ela nem sequer se preocupou em parar a moto de forma apropriada; a deixou no chão e pegou o felino sem demora para resgatá-lo.

Era um belo gatinho persa de cor canela que não resistiu à motorista que o pegou em seus braços. Ela o colocou em sua mochila e foi até a senhora nervosa que estava do outro lado da rua.

Não se sabe se ela era a dona do gatinho ou simplesmente uma amante dos animais preocupada. Há várias hipóteses, e uma delas é que o pequeno tenha caído do carro de uma empresa. Outra possibilidade é de que esta senhora fosse a dona, e a terceira é de que a motorista tenha levado o gatinho até a sua casa em sua mochila.

Não se sabe qual a história certa, mas seja como for, o felino pôde se salvar graças a esta motorista, e estamos certos de que ela mesma se encarregou de encontrar um lugar no qual este animalzinho seja criado com todo o necessário, tanto material quanto emocionalmente.