Não sou de raça, mas se me adotar nunca se arrependerá

cão sem raça

Muitos daqueles que desejam adotar um animal, embora não estejam dispostos a comprá-los por não quererem fomentar os terríveis negócios de venda de animais, procuram em associações protetoras cães de raça, pois acreditam que estes são mais bonitos e os fará ter mais glamour. Um cão sem raça te perguntaria: por que você não me adota?

Não há nada de mau em desejar um cão com características específicas, mas não devemos nos esquecer que são muitos os cães que precisam ser adotados e que gostariam de ter uma nova vida. Como se sente um cão sem raça ao perceber que nunca é adotado?

Compartilharemos, em forma de carta e em primeira pessoa, os sentimentos de um cão assim.

Sou um cão sem raça, mas preciso de um lar

Não sei quanto tempo faz que estou aqui, acredito que não muito, pois pouco a pouco vi desaparecer todos os meus amigos que nunca foram adotados. Suponho que logo alguém me escolherá, embora às vezes pareça que esse momento nunca chega.

adotar-filhotes

Sei que não sou muito bonito porque quando os humanos chegam até aqui nunca se aproximam de mim. Nada acontece, mas não fico triste, pois sei que se alguém, algum dia, me escolher, fará isso porque realmente me ama. Será alguém diferente, que me amará pelo que sou, e não pelo que aparento.

O que sim me entristece é pensar que esse alguém nunca chega. Me entristece ver como meus amigos e irmãos vão embora com os humanos que parecem amá-los muito mais pela aparência que eles têm. Cada vez que a porta se abre, meu pequeno coração se enche um pouquinho de esperança, mas ela se fecha e eu continuo aqui. Por que não me adota?

Quero te dizer algo, ainda estou te esperando. Sei que não sou um cão desses bonitos que farão com que todo mundo que caminha pela rua se vire para olhar, ou que fará com que te digam “que cão bonito”, mas tenho muito para te dar.

Se me adotar eu te prometo…

Para te convencer disso, vou prometer tudo o que estarei disposto a fazer se você me adotar, porque eu gostaria que entendesse que a amizade, os valores e a lealdade não são apoiados na aparência, mas sim na qualidade do coração.

Te prometo:

  • Que correrei para junto de você sempre que me chamar. Sei que às vezes você necessitará de meu carinho, e te prometo que se me adotar irei sempre que me chamar, mesmo sem muita vontade.

caes-adotados

  • Não farei xixi em casa. Não importa quanto tempo demore para voltar, aguentarei até o meu limite para não te dar trabalho e para que se sinta orgulhoso de mim.
  • Esperarei por você atrás da porta diariamente. Esse será meu trabalho quando você for para o trabalho, te esperar. E farei isso tão ansiosamente que quando te ver de novo te mostrarei minha alegria de maneira efusiva.
  • Não incomodarei os vizinhos. Não serei um desses cães que se fazem de bons frente a seus donos e que logo depois não param de latir e incomodar os vizinhos. Não, se me adotar, te prometo que isso não acontecerá nunca.
  • Não quebrarei nada. Fortalecerei meus dentes com meus brinquedos e não com seus sapatos, porque se me adotar, te mostrarei eterna gratidão.
  • Te amarei aconteça o que acontecer. Não importa se briga comigo, ou se fica doente, sempre te amarei e jamais me separarei de você.
  • Vou te proteger. Se alguém se atrever a se aproximar de você, te defenderei com minha vida se for necessário.
  • Te darei bom dia muito contente… Todos os dias. Sempre terei um sorriso para você.
  • Não puxarei a coleira enquanto passearmos.
  • Cuidarei de seus filhos com minha vida.
  • Sempre me lembrarei de você, mesmo que não esteja junto a mim.

Se me adotar…. Te amarei e cuidarei de você pelo resto de minha vida

Não sei se isto é suficiente para você, mas se me adotar, poderei te oferecer muito mais que isto, porque minha gratidão por ti não terá limites. Se me adotar, todo o meu ser, externo e interno, te pertencerá, porque você terá demonstrado ser uma pessoa diferente, cheia de amor e que reconhece que a verdadeira lealdade reside no coração e não no exterior e por isso escolheu um cão sem raça, mas que precisava de um lar, para ser seu.