O nariz seco no cão: quando você deve começar a se preocupar?

Quando se preocupar com o nariz seco nos cães

O nariz seco no cão não deveria ser motivo de preocupação, na maioria dos casos. No entanto, se isso está associado a outros sinais, poderá estar indicando patologias com diferentes níveis de gravidade, uma consulta com o veterinário de forma mais ou menos urgente é o mais recomendável.

Narizes secos e úmidos

Apesar do nariz dos cães serem famosos por sua umidade, é normal que se ressequem em alguns momentos do dia e frente a determinadas situações. Isto poderá ocorrer quando os cães:

  • Estão expostos ao vento ou ao frio;
  • Tomam sol durante muito tempo;
  • Permanecem em lugares com calefação e com pouca ventilação.

Nestes casos, bastará manter o nariz de seu cão hidratado com algum creme específico indicado pelo veterinário e tentar fazer com que o seu animal de estimação tome água o suficiente para evitar que se desidrate.

Nariz seco no cão: sinais de alerta

Cão

Há ocasiões nas quais o nariz seco vem acompanhado de sinais mais preocupantes e que podem acabar em doenças agudas e graves.

Se o seu cão tem diarreias ou vômitos, o motivo de seu nariz seco é a desidratação. Neste caso, uma consulta com o veterinário deverá ser urgente, já que ele pode estar desenvolvendo doenças com risco de morte como a Parvovirose ou a Cinomose.

Por esse motivo, é de suma importância que se cumpra em tempo hábil com o calendário de vacinação de seu animal de estimação.

Também, a Cinomose poderá ser manifestada de diferentes formas. Uma delas é a cutânea. Neste caso, o animal apresenta dermatites, com engrossamento da pele do nariz e das almofadinhas das patas.

Doenças dermatológicas

Entre as patologias da pele, há muitas que podem provocar um nariz seco no cão, acompanhada de fissuras e até mesmo de feridas. Por exemplo:

O lúpus eritematoso discoide (LED)

É um transtorno cutâneo crônico de caráter autoimune, relativamente benigno e que não causa compromisso sistêmico. Os primeiros sinais clínicos concentram-se no nariz e são:

  • Despigmentação;
  • Eritema (a pele fica avermelhada devido ao aumento do sangue contido nos capilares);
  • Descamação;
  • Perda da arquitetura normal.

O pênfigo foliáceo

É a doença autoimune mais comum em cães e gatos. Provoca lesões do tipo pustulosas, crostas e úlceras, ao redor dos olhos, sobre a ponta do nariz, orelhas, plantas dos pés e na região da virilha.

O tratamento é para a vida toda, com drogas imunossupressoras.

O nariz seco e as doenças oportunistas

Um sistema imune debilitado costuma favorecer o aparecimento de doenças oportunistas que podem ter como epicentro o nariz de seu cão.

É o caso da Aspergilose, uma infecção micótica causada por uma espécie de fungo muito comum em todo o meio ambiente.

Há dois tipos de infecções por este fungo: a nasal e a difundida.

Aspergilose nasal

Cão deitado

A infecção localiza-se no nariz, fossas nasais e seios frontais.

O animal apresentará também:

  • Espirros;
  • Dor nasal;
  • Sangramento do nariz;
  • Perda de apetite;
  • Nariz visivelmente inchado;
  • Mucosidade que pode chegar a conter pus e sangue;
  • Despigmentação.

Tenha em mente que, frente a doenças oportunistas, além do tratamento pontual, é importante reforçar as defesas de seu cão com uma dieta adequada e algum suplemento vitamínico que deverá ser indicado pelo veterinário.

Outras causas que incluem o nariz seco como sinal

Preste bastante atenção aos seguintes dados:

  • Um nariz seco e descamado pode ter como causa uma exposição excessiva ao sol, como já mencionamos. Mas, às vezes, ocorrem queimaduras solares, principalmente se o animal tiver um nariz pálido ou rosado.

Neste caso, o cão poderia chegar a desenvolver câncer de pele, portanto é sempre recomendável que você o proteja da radiação solar.

  • Se, ao nariz ressecado, soma-se secreção nasal, tosse, espirros e dificuldade para respirar normalmente, é certo que o animal está passando por algum problema respiratório.
  • As alergias também podem provocar secura no nariz de seu animal. Por exemplo, certos ingredientes que se encontram nas rações, como é o caso do trigo, ou produtos químicos utilizados em tigelas de plástico.

Nestes casos, é importante uma mudança na dieta e a troca dos comedouros e bebedouros de plástico para os de aço inoxidável.

Além de sinais evidentes que peçam uma visita urgente ao veterinário, consulte sempre o profissional para solucionar qualquer dúvida que o nariz de seu cão esteja provocando em você, assim como sobre quaisquer outros sintomas que possam colocar em risco a vida de seu amigo de quatro patas.