Normas para adotar um cão adulto

Adotar um cão adulto

Na hora de adotar um cão, nós que somos amantes dos animais, sempre pensamos que a opção de adotar um abandonado ou proveniente de um canil pode ser uma boa ideia, embora o cão seja adulto. É óbvio que esta é uma ideia estupenda, pois dar um lar cheio de paz e amor a um animal abandonado é, sem dúvida, um ato de bondade imensurável.

Agora, adotar um cão adulto pode ter suas desvantagens em comparação a adotar a um filhote. Há fatores que devem ser levados em conta e que teremos que assumir e analisar antes de adotar um cão adulto. Vejamos quais são eles.

O que levar em conta?

Cães DE COLEIRA

Autor: Kristine Paulus

Um cão adulto, por norma geral, poderá ser adotado em canis ou em casas de acolhimento de animais. Deve se levar em conta que um cão adulto desse tipo é possível que esteja lá porque foi maltratado ou abandonado.

Em que isso afeta? Quando o levar para casa, terá que ter muita paciência. O cão adulto não vai confiar em você à primeira vista, como poderia ocorrer no caso de um filhote.

Embora estes cães tenham um alto poder de adaptação, levará semanas para que você possa fazer com que ele se sinta cômodo em seu ambiente e que não tema a cada vez que você o chame. Ele não te conhece, apenas te vê como um humano que o faz se lembrar que um igual lhe fez mal, seja física ou emocionalmente.

Outro assunto para se levar em conta na hora de adotar um cão adulto é que este já foi ensinado por seu dono anterior, ou possivelmente foi criado na rua e não tem nenhuma educação. Não pretenda lhe ensinar tudo o que quer dele assim que ele chegar em sua casa. Você o aborrecerá e não conseguirá muito.

Como fazer com que ele se sinta bem?

Mulher beijando cachorro

A primeira coisa e mais importante: trate-o com muito amor. Tenha paciência se houver coisas que ele faz errado. Possivelmente, se ele foi criado na rua, fará xixi pela casa ou goste de fuçar o lixo. Não desista, espere até que o animal se sinta adaptado para ir lhe ensinando o que deseja.

Prepare um lugar quente e acolhedor para ele, onde ele possa se sentir seguro. Ponha sua cama e sua água perto desse lugar para que o animal não se sinta perdido sem saber onde ir.

É melhor que durante vários dias você não receba visitas em casa. Pense que a sua cara e as de sua família já serão novas para ele, a casa será nova também, sua cama, sua comida; ver mais gente não será algo positivo. É melhor deixar que passe algum tempo até que o cão adulto se acostume a ver a todos e comece a amá-los antes de você lhe apresentar mais pessoas.

Se houver crianças na casa, seria conveniente que conversasse com elas. Explique às crianças amorosamente a situação do animal, e as faça entender que não é conveniente que elas aborreçam o cão e que, embora poderão brincar com ele, agora não é o momento, que é melhor esperar uns dias até que todos se conheçam. Com certeza elas entenderão!

Quando o levar para passear, é possível que o animal se sinta assustado ante a presença de pessoas ou de outros cães desconhecidos. Por isso, não o leve sem a correia. Adquira uma correia curta e que não seja extensível, para que você possa ter pleno controle sobre o animal, pelo menos nos primeiros dias.

É provável que ele queira sair correndo e uma correia curta será melhor para evitar que isso aconteça. É óbvio, se você é leitor de nosso blog, já sabe que não estamos de acordo com esse tipo de correias, por isso não queremos que acredite que estamos incentivando o uso dela. Mas em ocasiões deste tipo, e quando os cães são grandes, elas são perfeitas para controlar o animal.

Embora possa parecer bonito e amável ter um filhote que você possa ir criando segundo suas necessidades, ajudar a um destes animais, um cão adulto, pode ser uma ideia e um ato de bondade fantásticos. 

Normalmente, um cão adulto que já tenha vivido na rua ou que tenha sido maltratado será muito grato aos seus novos donos e também poderá ser ensinado. Você apenas deverá ter paciência e tratá-lo com muito amor. Como sempre dizemos: amor, carinho e perseverança.