Nunca faça coisas que seu cachorro odeia

cachorro odeia certas coisas

Sem nos darmos conta e pensando que são coisas que não incomodam os nossos cães e que inclusive lhes agradam, podemos fazer certas coisas que incomodam e irritam os nossos animais de estimação. Preste atenção porque, no seguinte artigo, incluímos algumas das coisas que seu cachorro odeia.

Para você são demonstrações de afeto, mas para o seu peludo…

Embora o nosso peludo aceite muitas atitudes nossas porque ele nos ama, ou nos reconhece como dono, há certas questões que o afligem diretamente. Muitas delas têm a ver com a forma que nós escolhemos mimá-lo. Por exemplo:

 

Autor: M.Peinado

  • O abraçar de forma constante. É que, ao fazê-lo, você o imobiliza e faz com que ele se sinta indefeso e submisso.
  • Dar tapinhas na cabeça. Se você prestar atenção, observará que diante desta ação, o animal fecha os olhos e abaixa a cabeça, como um gesto de submissão.
  • Apertar as bochechas. É que assim, embora não pareça, você está bloqueando sua mobilidade e muitos de seus sentidos.

Embora possam passar desapercebidas, há muitas coisas que você pode estar fazendo cotidianamente e que seu cachorro odeia. Preste atenção a suas reações e, na medida do possível, evite esses maus momentos.

Cachorro com roupinha de frio

Não vista nele roupas ou fantasias; ele é um cachorro, não um humano

Muitas pessoas insistem em humanizar seus cães, sem respeitar as características particulares de cada espécie. Isto parece agradar muito a aqueles que querem vestir seus cães como se fossem seres humanos.

Inclusive um grande negócio se move ao redor deste fenômeno: designers exclusivos que se renovam a cada temporada, roupas similares para os donos e animais de estimação, uma infinidade de acessórios…

Entretanto, não se esqueça que os cães não estão interessados em andar na moda. E que a única coisa que você irá causar com isso é desconforto em seu peludo e problemas de pele, se os tecidos forem inadequados.

Na verdade, os cães só deveriam usar –de acordo com clima da região onde vivem- simples casacos no inverno ou algum protetor quando saem para passear e chove.

Sons e cheiros que seu cachorro odeia

O ouvido é um dos sentidos mais desenvolvidos do cachorro. Ele percebe muitos sons muito antes de você e, certamente, você já observou como os cães são afetados por trovões e fogos de artifício.

Mas também podem chegar a alterá-los ruídos cotidianos, como o do aspirador de pó ou o do secador de cabelos. E inclusive os gritos ou a música em volume alto.

Também há certos cheiros que, embora para você sejam mais do que agradáveis, costumam ser detestáveis para os cães e para o excepcional olfato desses animais. É o caso dos cheiros dos muitos produtos de limpeza da casa. E é um fato que os cães não suportam os perfumes que você passa. Eles preferem simplesmente o seu cheiro natural.

Assim, tente manter o seu peludo longe destes ruídos e cheiros caseiros. Certamente ele ficará muito grato por isso.

Outras coisas que o seu animal de estimação detesta

Dentre as muitas outras questões que incomodam o seu cachorro, podemos destacar:

  • Que soprem o focinho ou as orelhas deles. Resista a esta ação, embora a cara que seu peludo faça seja muito graciosa.
  • Que toquem as almofadinhas de suas patas. São zonas muito sensíveis de seu corpo e eles podem sentir cócegas.

O ideal é que você sempre tente se colocar no lugar de seu peludo e que passe a interpretar a linguagem corporal dele para saber o que o agrada ou lhe desagrada.

Tenta evitar fazer coisas que incomodem o seu amigo de quatro patas

Brincando com cachorro

Então, agora que você já conhece alguns costumes que seu cachorro odeia, evite estas situações desagradáveis para ele.

Possivelmente se dada a devida atenção, você notará que, em alguns casos, ele está fazendo você notar o mal-estar dele de diferentes maneiras. Um veterinário ou um especialista em comportamento animal são bons conselheiros a esse respeito. Não deixe de consultá-los.

E, se houver crianças em casa, explique a elas de maneira adequada quais são as ações que elas não devem realizar para que o amado animal de estimação de vocês não passe por esses maus momentos.

Também, eduque o seu amigo de quatro patas para que ele aprenda a conviver em uma casa segundo os critérios humanos. O ideal deveria ser que ambas as partes evitassem coisas que incomodem. É mais simples do que parece.