Nunca me arrependi de te resgatar

Ainda existem muitas pessoas que estão dispostas a adotar cãezinhos de rua e dar a eles um lar quentinho e aconchegante. Todos aqueles que viveram essa experiência não se arrependem de terem feito isso, pois os animais que mais necessitam são os que mais nos terminam dando carinho. Qualquer um que adote um poderá dizer o mesmo. Nunca me arrependi de te resgatar.

Infelizmente, ainda há muitos cachorros sem teto e muitas pessoas que somente estão dispostas a ter um cãozinho se ele for de raça e se podem se gabar com os amigos deles do quanto esse cãozinho custou. Não dizemos que comprar um bichinho esteja proibido, mas somos a favor da adoção e muito mais quando há tantos que precisam dela.

Trouxemos na forma de uma carta, os sentimentos que qualquer um que tenha resgatado um cãozinho de rua pode ter. Você quer saber o que está perdendo?

Nunca me arrependi de ter resgatado você

sem cães de rua

Estes estão sendo meses difíceis para mim, porque te ver assim fraco, tão dependente de mim, não é algo com o que me acostumei.

Nunca quis ter animais, desde que Toby morreu, sei o sofrimento que a morte de um leal amigo pode trazer. Mas, apesar de tudo o que estou sofrendo por te ver assim e o que sofrerei quando você já não estiver mais aqui, te contarei um segredo: Nunca me arrependi de te resgatar.

Minha mente está cheia de lembranças desses dias, recordando a primeira vez que nos vimos. Lembro-me que ia caminhando, sem rumo, tentando esquecer um amor perdido, quando te escutei chorar. A princípio, achei que delirava, que era minha imaginação, porque a rua estava deserta. Só estávamos uma caçamba de lixo e eu.

Então, você voltou a me chamar, e me dei conta que você estava na caçamba de lixo! Fui correndo para te procurar, mas não te via, eu assobiava para você e você chorava mais forte ainda. Então, olhei para baixo, e ali você estava, nessa caixa de papelão fria e escura.

Você me olhou com esses olhinhos brilhantes que apenas eram percebidos escondidos entre o seus pelos negros e eu soube que tinha que te levar comigo.

Desde então, ainda que você tenha se sentido tímido nos primeiros dias, sempre me encheu de carinho, éramos inseparáveis e você me mostrou o teu amor no dia a dia.

São tantas as lembranças…. Não me esqueço daquela vez que fiquei doente e você não se separou da minha cama, todos os dias que você me esperava atrás da porta na volta do meu trabalho, nossos passeios noturnos, os diurnos, com um calor escaldante.

Lembro-me da primeira vez que os meus amigos te viram, me perguntaram o porquê de eu não ter conseguido um cachorro de raça. Para eles, você não era lindo, não sabiam ver a tua beleza além da aparência, mas com o passar do tempo você ganhou os corações deles e eles te amaram como se você pertencesse a eles.

Você era mais um no bando e sempre esteve presente nos nossos momentos importantes. Você ria quando nós ríamos e você nos consolava quando mais necessitávamos disso.

menino-resgata-caes-de-rua

Sempre estivemos aí um para o outro, e sempre senti que teu amor por mim era incondicional.

Já não podemos quase passear, te custa esperar por mim atrás da porta ainda que você continue fazendo isso, mas com maior lentidão e com o mesmo amor. Por isso e muito mais, não posso menos que corresponder com o mesmo amor, cuidar de você e te proporcionar os últimos dias de vida dignos de ti, porque nunca me arrependi de te resgatar.

E apesar da dor que agora estamos sentindo, nossa vida, juntos, valeu a pena. Isto é só um efeito colateral que nós dois estamos tentando levar da melhor maneira, mas sabe de uma coisa?, se o tempo voltasse atrás uma e mil vezes, uma e mil vezes te traria comigo porque nunca me arrependi de te resgatar.