O American Pit Bull Terrier. Um amigo fiel e à prova de fogo

O que você procura em um cão como animal de estimação? Você quer um cão que seja afetuoso, leal e dependente? Ou um cão que vai te proteger e defender a sua casa? Um cão agressivo, obediente e fácil de treinar? Se você estiver procurando por tudo isso, o American Pit Bull Terrier é a sua melhor escolha e será o seu melhor amigo.

Qual é a origem do American Pit Bull Terrier?

A raça American Pit Bull Terrier teve a sua origem nos Estados Unidos, com a chegada dos imigrantes britânicos. Na busca deles por um ótimo cão de guarda, diversas raças foram cruzadas até eles cruzaram o Bulldog e o Terrier.

Quando os espanhóis vieram para a América, também trouxeram Alanos Espanhóis, que cruzando com o cruzamento do Bulldog e Terrier, finalmente deu origem ao American Pit Bull Terrier.

Embora acredite-se também que a junção com os Alanos ocorreu através dos ingleses, pela grande quantidade de Alanos que foram importados da Espanha, antes dos ingleses terem ido para a América.

Além de cão de guarda, o American Pit Bull Terrier tem sido usado para lutas com touros e, após a proibição dessas lutas, contra outros cães; como um cão de caça e pastoreio de gado.

Qual é a aparência dele?

Aparência do American Pitbull Terrier

O American Pit Bull Terrier tem uma cabeça média e retangular, com um crânio plano e amplo. Tem bochechas proeminentes e sem rugas.

O focinho é quadrado e espaçoso, com grandes mandíbulas que podem ser como uma tesoura. Os olhos são baixos e separados, e o nariz é largo e claro.

Suas orelhas são de inserção alta, isto é, elas estão no topo da cabeça e não nas laterais. São eretas, curtas e sem dobras.

O pescoço é musculoso, pronunciado, sem dobras e curvas, assim como o lombo, que é curto e forte, e é ligeiramente inclinado para a cauda. A cauda é de inserção baixa e estreita na ponta, as patas são grandes, arredondadas e em linha reta e vertical, bastante fortes.

Os pés têm os dedos arqueados. Por completo, não é um cão muito grande e os machos não ultrapassam os 30 kg.

Mas é seguro tê-los para viver em família?

Ter um American Pitbull Terrier em família

O American Pit Bull Terrier tem fama de ser agressivo e violento, no entanto, é uma fama não merecida.

Na verdade, essa raça é carinhosa e divertida, muito tolerante com as crianças. Ele permitirá que os toquem e participará com eles em suas correrias.

É uma raça muito inteligente, embora seja de ideias fixas. Se eles colocam algo cabeça, não vão parar até conseguirem, ou até que seja dada a eles a ordem oposta.

No entanto, ele se adapta muito bem às mudanças e é uma das poucas raças que podem mudar de família e se adaptar tão bem à segunda família como à primeira, se ele se sentir aceito como parte dela.

E como ele é um cão fiel e protetor, se entregará à sua família ao máximo, porém sempre irá manter um lugar especial para aquele a quem considera seu melhor amigo. É um cão entusiasta e divertido, muito ligado à sua família humana.

Qual é o melhor ambiente para um American Pit Bull terrier?

Por ser um cão originalmente utilizado para lutas e pastagens de gado, é um cão agitado e precisa de muito exercício, por isso ele deve fazer longas caminhadas regularmente e fazer muita atividade física.

Sua família ideal seria uma família adulta, com crianças com mais de 14 anos, porque eles teriam mais tempo para ele. Famílias jovens ou com crianças pequenas não combinam com ele, porque costumam ter menos tempo, e vai ser difícil para o cão se acostumar com as crianças que nascem.

Quanto mais tempo alguém tiver para dedicar a ele, melhor, mas também será necessário dedicar energia, porque ele deve se exercitar regularmente.

Em suma, o American Pit Bull Terrier é um animal de estimação ideal para defender a sua casa, proteger seus filhos e ser um companheiro de vida e brincadeiras.

Ele também aprende muito rápido e pode ser treinado muito bem, não apenas para viver em família, algo que você deve fazer desde quando for filhote; mas você também poderá treiná-lo para a guarda, o que fará dele um dos melhores cães de guarda.

Porém, ele não defende qualquer espaço ou qualquer um que segure a sua coleira, apenas sua família e seu território.