O Azul Russo: a realeza felina

azul russo

Originária da Rússia, a raça de gatos denominada Azul Russo apareceu no porto de Arkhangelsk no início do século XIX e foi conhecida internacionalmente em 1871 no Palácio de Cristal de Londres. Este felino se relaciona com outras raças como o Korat da Tailândia, a francesa Chartreux e o Shorthair britânico. Apreciado por sua pelagem vistosa, é considerado um dos gatos mais elegantes do mundo.

A denominação Azul Russo foi oficializada em 1912. Nesta época a raça já era mais conhecida e começava a se tornar popular.

No entanto, os detalhes da Segunda Guerra Mundial fizeram com que esta raça de felinos minguasse consideravelmente.

Em 1949 foi registrado o primeiro gato Azul Russo na Associação de Criadores de Gatos, começando a participar, a partir daí, em diferentes concursos.

Desde a década de 1990, a raça ganhou prêmios regionais e internacionais, e atualmente goza de grande reconhecimento e popularidade.

Características

Características do Azul Russo

O Azul Russo é um gato de compleição robusta, com músculos firmes e uma aparência altiva. É de tamanho médio, magro e elegante. Em posição de alongamento seu pescoço é comprido.

A pelagem do Azul Russo é curta, densa, sedosa e platinada. Sua cor é azul brilhante, geralmente lavanda na base da raiz e a medida que desce até as patas vai escurecendo. Brilha com a luz refletida.

Conforme contam algumas lendas, esta raça de felinos foi alvo de caçadores, já que se comparava sua pelagem com a exuberante pele das focas.

A cabeça do gato Azul Russo é larga e cuneiforme. Suas orelhas são largas e se posicionam para frente. Seus olhos são de cor verde, largos e redondos, ligeiramente puxados nos cantos superiores, o que dá a esta raça uma expressão doce que combina muito bem com o seu temperamento suave.

O sorriso do Azul Russo é muito particular e muitas vezes é comparado com o enigmático sorriso da Monalisa.

Comportamento

Comportamento do Azul Russo

Esta raça de felinos é muito fácil de adestrar. Gosta de brincar e se diverte buscando e trazendo brinquedos distintos, como bolas ou bonecos.

O Azul Russo se dá bem com quase todo mundo, incluindo as crianças. Seu amor pela companhia se estende a todos os integrantes da família, incluindo outros animais de estimação, e se estes últimas também forem gatos a boa convivência, sem dúvida, está garantida.

O gato Azul Russo é inteligente, muito bom caçador e super carinhoso. Se adapta muito bem a viver em pequenos espaços como apartamentos, ainda que também adore lugares abertos e naturais, como jardins.

Uma das vulnerabilidades do gato Azul Russo é a sua tendência de se assustar facilmente. Também podem ser um pouco tímidos, reservados com pessoas que não conhecem ou em ambientes estranhos, e costumam sofrer de um pouco de nervosismo.

É por isso que a raça não gosta de mudanças e prefere que as coisas sejam uniformes e previsíveis.

O gato Azul Russo é muito exigente com a sua higiene. Suas áreas de convivência e sua caixa de areia nunca devem estar sujas.

Além disso, é muito exigente com seus horários definidos para as refeições, os quais devem ser respeitados.

Não há problemas de saúde específicos relacionados ao Azul Russo. Em relação aos cuidados, algo básico que você deve fazer é escovar seu pelo frequentemente.

O ideal é fazer isso pelo menos uma vez por semana. Você também deve escovar os dentes dele regularmente.

Como mencionamos, esta raça tem um carinho especial pela companhia humana, por isso se sentirá muito bem com seus cuidados.

Algo importante para ter em mente com esta raça é o amor que esses belos felinos têm pela comida. Muitas vezes eles costumam comer além da necessidade. Se você permitir que eles comam tudo o que queiram, é quase certo que aumentarão de peso facilmente.

Finalmente, para prevenir a obesidade, o melhor que você pode fazer é racionar adequadamente sua comida, e lhe servir somente em momentos designados do dia.

Assegure-se de que todos os membros da casa saibam e respeitem essa regra. Não lhe dê muitos petiscos ou sobras de comida.

Evite que ele fique pedindo comida enquanto você come e prepare rotinas de brincadeiras para ele, que assim ficará sempre em plena atividade.