O que é um cão vagabundo?

É conhecido como cão vagabundo aquele cão que perambula ou vaga pelas cidades sem lar nem dono. Esse grupo está composto por cães das origens  mais variados e apesar de que podem ser encontrados cães de raça na rua, predominam os mestiços ou híbridos. Esses são os cães de rua.


Os cães de rua que habitam as cidades estão compostos por animais perdidos, abandonadas ou nascidos de mães nessa condição. Sua vida costuma estar marcada pelo mau trato, a desnutrição e a doenças.

Por não passarem por processos de vacinação adequada e muitas vezes não contarem com um abrigo e com alimentação adequada, costumam ser propensos a contrair doenças ou a sofrer acidentes, em especial automobilísticos, o que faz que sua expectativa de vida poucas vezes supere os três anos.

Além do drama que os animais sofrem, eles terminam se tornando um problema de saúde pública, em especial naquelas cidades que não têm programas de controle de natalidade de animais de rua ou uma política pública de resgate e adoção.

Em muitos países, as populações de animais que vivem nas ruas são controladas através de seu sacrifício.

A vida na rua

Como é a vida dos animais que vivem na rua?

A vida na rua é muito difícil para os cães, em especial para aqueles abandonados ou perdidos, pois eles não possuem as destrezas necessárias para se suprirem com refúgio e comida.

Outro fator que termina afetando a qualidade dos cães em condição de abandono é o clima, em especial nos dias mais calorosos do verão ou durante o rigor do inverno.

A competição com outros cães na mesma condição também é um fator de risco, não só porque diminui suas possibilidades de encontrar alimentação ou refúgio, mas também porque através das brigas podem acabar feridos ou contrair doenças que, sem tratamento, podem ocasionar, inclusive, a sua morte.

O trânsito é outro perigo iminente, sendo os atropelamentos a principal causa de morte dos cães vagabundos que conseguiram chegar à maturidade.

Vida social

É muito comum que os cães de rua tendam a formar matilhas, pois é uma maneira de garantir a sobrevivência através da proteção de um território, otimização da busca de alimento e a segurança que acarreta estar em grupo .

Normalmente, os cães de rua desenvolvem atitudes distantes com os humanos, derivadas dos maus tratos que recebem de transeuntes ou de pessoas que não gostam deles perto de suas propriedades.

Portanto, eles, em geral, se mostram nervosos diante da presença das pessoas ou reagem de forma agressiva, coisa que termina afetando os esforços de resgate e os planos de adoção.

A agressão também pode ser apresentada pela competição por comida, portanto eles vão brigar e vão defender, de qualquer maneira, uma fonte de alimento de qualidade que tenham encontrado, inclusive contra os humanos, por isso é aconselhável se afastar de um cão de rua que estiver comendo ou fuçando o lixo.

Resgate e adoção

Como resgatar animais de rua

Felizmente, na atualidade, são administrados diversos planos de resgate e adoção de cães de rua, sejam como iniciativas governamentais ou particulares.

Entretanto, você deve ter consciência de que um cão de rua deve passar por um processo de terapia, ou pelo menos, um tempo que lhe permita se adaptar ao seu novo lar.

Quando se resgata a um cão das ruas, o melhor a fazer é levá-lo a um veterinário para que ele avalie sua condição, como se ele sofre de alguma doença por má alimentação, como a anemia, para que seja desparasitado (os cães de rua costumam estar cheios de parasitas cutâneos, como pulgas, piolhos e carrapatos, e também de parasitas internos, principalmente do aparelho digestivo ou o verme do coração) e para que lhe seja feito um teste de agressividade.

O melhor é consultar com o veterinário sobre uma dieta apropriada, estando ele com baixo peso ou mesmo se estiver saudável, porque a mudança pode lhe causar uma descompensação.

Ele também não deve ficar perto de seus outros animais, até que o veterinário dê seu consentimento.

Saiba que os cães resgatados costumam ter comportamentos estranhos, como se esconder para urinar ou se mostrar extremamente nervoso, mas isso é produto de seus anos na rua.

Tenha paciência, pois com afeto, treinamento, respeito e persistência você vai conquistar a confiança dele e ele vai começar a se comportar de uma maneira mais normal.