O que eu faço se encontrar um gato abandonado?

encontrar um gato abandonado

Se pela rua você encontrar um gato abandonado ou perdido, o que fazer? Bem, em primeiro lugar e principalmente, não fique indiferente e tente encontrar uma solução. Sua intervenção, em alguns casos, pode fazer a diferença entre a vida e a morte do bichinho.

Passos a seguir se encontrar um gato abandonado ou perdido

gato-na-rua

Em primeiro lugar, você deve averiguar se efetivamente se trata de um bichano doméstico. Isto não quer dizer que não deva se preocupar com os felinos que não são domésticos. Quer dizer, animais que aprenderam a sobreviver nas ruas, ou aqueles que, diretamente, nasceram nelas e andam sozinhos ou em grupos.

Você deve dar atenção se encontrar um gato abandonado ou perdido, porque esses bichanos costumam não ter ferramentas suficientes para se defender em um ambiente que pode, para eles, ser hostil. Por exemplo:

  • Áreas muito transitadas por veículos.
  • Presença de cães ou pessoas agressivas.
  • Dificuldade para conseguir alimento.

Neste sentido, o animal, se não estiver muito assustado, certamente procurará seu contato ou, pelo menos, não irá se esquivar dele. Em todo caso, é importante que você ganhe a confiança do bichano. Quando a obtiver, tente ver se ele porta alguma identificação em sua coleira, para poder contactar seus donos.

Se você encontrar um gato abandonado ou perdido pelas ruas, não seja indiferente. Envolva-se com o problema e tente localizar seus donos ou encontrar um novo lar para o bichano.

Como saber se o gato que você encontrou tem um dono que o procura?

Se o bichano não tem identificação visível, pergunte aos moradores da região onde o encontrou se eles sabem se o gatinho tem dono. Verifique também nessa região se não há cartazes com a foto do animal. Ou, se tiver acesso à internet em seu celular, veja se não há avisos sobre o bichano em páginas da Web ou em redes sociais.

Embora sua pesquisa possa não trazer resultados positivos, o ideal é que espere um momento, para ver se finalmente aparece o dono ou, pelo menos, alguma outra pessoa do bairro que possa te dar informações sobre o felino. Também é bom que você observe se não se trata de uma fêmea com gatinhos, porque possivelmente tenha sido esse o motivo do abandono. Ou, se se tratar de um bichano muito pequenino, assegure-se de que a mãe não o esteja procurando.

Passado um tempo prudencial sem novidades, e certamente com o gato já mais amigável com você, você pode optar por tentar levá-lo até um veterinário para verificar se ele possui um microchip de identificação. Se o animal tampouco está identificado desta forma, ou se está, mas os seus donos não respondem, é hora de tomar uma decisão.

Em busca de um lar temporário para o felino

Já que chegou até este ponto, o recomendável é que, se tiver um lugar em sua casa, que você leve o gato consigo, ainda que seja de forma provisória. E, como você estará no lugar indicado, já peça ao veterinário para que ele examine o bichano. Se considerar necessário, deixe que o vacine ou desparasite.

Embora exista a opção de deixar o bichinho em um abrigo, o fato é que estes costumam estar lotados. Por isso, se você não puder ou não quer ficar com o bichano, embora seja só por um tempo, tente deixá-lo com pessoas de sua confiança.

Enquanto isso, o momento é de começar uma campanha para continuar tentando identificar seus donos que, possivelmente, não o tenham abandonado e talvez estejam procurando o gatinho.

Campanhas para procurar o antigo ou um novo dono para o bichano

adopar-um-gato-de-rua

O que você pode fazer para tentar encontrar os donos do bichano? Por exemplo:

  • Tirar uma boa foto e fazer cartazes informando onde e quando o encontrou.
  • Distribuir e colar os cartazes na rua, lojas e em associações protetoras.
  • Difundir a informação sobre o gatinho nas redes sociais ou em rádios, canais de televisão ou jornais e revistas locais.

Perdidas as esperanças de encontrar os donos, você tem que decidir o que fazer com o animal. Se você, ou a pessoa que está cuidando dele, não puderem adotá-lo de forma definitiva, é hora de começar outra campanha, desta vez para conseguir um novo lar para o bichano. Você já sabe como.

Você deve estar pensando que se meteu em uma boa confusão, não é mesmo? Com certeza, sim. Mas pior seria a indiferença.